Quando o azar penetra…

o leitor desperta!

Deixar uma resposta