Um dos candidatos é muito menos igual que os outros

Salta à vista a um míope que José Manuel Coelho foi prejudicado na pré-campanha para as eleições presidenciais, e vai continuar a sê-lo. Por um lado porque a lei garante a igualdade, mas o sistema não, o sistema tem medo, neste caso de um efeito Tiririca. Pelas melhores ou piores razões é um candidato que encontrar votos nos descontentes com um regime onde político e ladrão viraram sinónimos.

coelho tiririca

Coelho parece ter optado pela estratégia emplastro para forçar a comunicação social a dar-lhe alguns segundos, mas isso é problema dele. O meu é simples: é candidato, tem os mesmos direitos que os outros. É também o meu direito de cidadão eleitor que está em causa, o meu direito a ser informado sobre a campanha de todos os candidatos. Por isso assinei a petição que o João Delgado no vermelhos.net em boa hora lançou e que aqui deixo:

Em nome da democracia, e independentemente de opções político-ideológicas, os cidadãos e cidadãs abaixo-assinados EXIGEM que o candidato José Manuel Coelho seja tratado na comunicação social nos seus plenos direitos, nomeadamente nos debates e entrevistas nos canais de televisão públicos ou concessionados pelo Estado.
Cabe apenas aos eleitores decidirem do mérito do candidato para o cargo de Presidente da República.

Se concordar assine-a aqui. Se não concordar siga a sua vidinha, e gostei muito deste bocadinho. A democracia faz-se assim.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.