Porque será que não temos ninguém em Portugal, a falar assim?

Isto só pode acabar mal … Muito mal!

Nigel Farage, deputado Europeu Britânico, fala da inevitabilidade da falência e saída do euro da Grécia, Portugal e da Irlanda; do resgate dos bancos; do plano de criação dos Estados Unidos da Europa e da entrada da Sérvia na Zona Euro.

Comments


  1. Talvez fosse interessante saber quem é Nigel Farage, o que propõe e de onde vem, assim como interessante será saber quem é a televisão que o está a entrevistar ou não será assim?


  2. Meu caro Teófilo M.,
    A entrevista foi feita pela estação de televisão Russa em língua Inglesa RTMoscow.
    Nigel Farage é o líder do UKIP, sendo um dissidente do Partido Conservador.
    Cumprimentos


  3. Ainda mais Interessante é saber que se prefere empobrecer através da diminuição de salários em 50, 60% por via da desvalorização, do que pensar que entre as várias hipóteses que temos pela frente se calhar as perdas que iremos sofrer com a austeridade, e considerando que o OE se cumpre escrupulosamente (imprevisível), é um mal menor…


    • Mas a escolha não é essa, meu caro. Vamos todos “cair”, mais cedo ou mais tarde. Através de saída forçada, de default, de separação da Zona Euro em duas “ligas”, os ricos e os pobres … é praticamente garantido.
      Entretanto, vamos destruindo progressivamente o que resta da nossa sociedade, e não ganhamos nada com isso, pelo contrário, continuamos (quanto mais não seja pelo peso do serviço da dívida) a empobrecer.
      Parece-me a mim que isto aproveita acima de tudo ao recentemente saído do armário “Grupo de Frankfurt”.
      ( http://www.spectator.co.uk/essays/all/7378428/europes-hit-squad.thtml )

      Não se iluda!


  4. Não será o discurso de Nigel Farage, aqui focado, demasiado “British”…


  5. A opinião do senhor relativamente à adesão da Servia deixa bem claro o que ele acha da união europeia.

    Que se desenha planos de contingência, tudo bem. Agora empobrecer um país em 50% de um dia para o outro, parece-me desumano. Pergunto se conseguimos pagar a dívida de euros em escudos? E se não pagarmos pergunto o que vamos comer uma semana após o default? Como vamos ligar os nosso carros? Não me parece que nos voltem a vender estas coisas a fiado se entrarmos em incumprimento.

    • Nightwish says:

      E empobrecer 50% ou provavelmente mais ao longo de uma década já não lhe causa asco?
      Só para o ano, o empobrecimento da FP passa os 20% diretos, fora o resto…


  6. Ainda bem que em Portugal não temos ninguém como o Nigel Farage, só mesmo quem não o conhece (eu vivo no UK) é que se deixa levar pela peça.

    O homem não conseguiu sequer dirigir a sua campanha eleitoral, acabando quase morto depois de um desastre de avião que aconteceu por culpa sua, diga-se de passagem, visto que insistiu que a avioneta transportasse uma faixa onde se lia as palavras de ordem do seu partido de “little englanders”, o UKIP. O mais engraçado de tudo é que esse palhaço é contra a CE mas não se inibe de lá estar sentado a receber ordenado como MEP.

    http://www.telegraph.co.uk/news/politics/ukip/8173447/Nigel-Farage-plane-crash-pilot-charged-with-threatening-to-kill-Ukip-leader.html

    Nao se deixem levar por discursos populistas, senão daqui a uns tempos temos um novo Hitler.

    • Nightwish says:

      Por outro lado, nos últimos 3 vídeos que vi fez mais senso do que o Zé manel em 8 anos.
      Ou você consegue-me desmentir que a UE a qualquer custo e a qualquer preço, sem qualquer controlo democrático e liderada por 2 marmanjos não escolhidos por 95% dos europeus e sem nunca se mostrar preocupada com falhas nos seus projetos que até um puto de 12 anos era capaz de ver é capaz de ser assim uma coisa sem pés nem cabeça?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: