O impacto da Linha de Alta Tensão Tua – Armamar (400KV) no Douro Património Mundial


Termina amanhã o processo de consulta pública relativo à Linha de Alta Tensão Tua- Armamar – 400KV, a construir no âmbito da Barragem da Morte, isto é, a Barragem do Tua. Para todos os inocentes que dizem que a Barragem será construída fora da zona classificada, eis a prova de que todas as infra-estruturas adjacentes, necessárias para o aproveitamento da Barragem, vão afectar profundamente o Douro.
Os pareceres ou opiniões devem ser enviados ao Director da Agência Portuguesa do Ambiente através dos e-mails geral@apambiente.pt ou aia@apambiente.pt ou por correio postal registado. Mesmo que em momentos anteriores, no decorrer de outras participações públicas, ter havido estranhos “problemas informáticos” que não permitiram a recepção de centenas de participações.
Está iminente a perda da classificação do Douro como Património da Humanidade, embora não possa revelar de imediato o ponto a que o processo chegou. Não me arependo do que fiz. Que Passos Coelho, Assunção Cristas e Francisco José Viegas saibam assumir todas as consequências das suas atitudes.

 

Comments


  1. Energia… Medina Carreira … AGORA… TVI 24

  2. eyelash says:

    medina carreira – especialista em energia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Silvério Coutinho says:

    Entrevista da Presidente do Icomos Nacional no I de hoje.
    Tudo dito.
    Cumprimentos
    SC

Trackbacks


  1. […] pensa o contrário, O José Magalhães pede um rei, o João José Cardoso recorda os regicidas, O Ricardo Santos Pinto atira-se à política de betão do plano nacional de barragens e atira-se a Francisco José Viegas […]


  2. […] emocionam-me as palavras de Assunção Cristas, ministra do Ambiente. A sério. Filed Under: ambiente Tagged With: Assunção Cristas, barragem, barragem […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.