Heil!

dear-americans

Chegou a vez do fascista americano. Mais um. What could possibly go wrong?

Comments

  1. Anónimo says:

    A Trump(a) vem sempre ao de cima.
    Depois de elegerem o Bush, depois de apagarem os fogos com gasolina, depois da carnificina, que melhor poderiam eles eleger, para terem mais do mesmo? Se elegessem a Hilariante, iriam ter o mesmo resultado.
    Chamam-lhe democracia à americana: Seja qual for a escolha do povo sai sempre a mesma trampa. Depois dizem que o povo é que escolheu.
    E a Europa, não segue o mesmo caminho, rumo à guerra e ao suicidio?

  2. Pedro says:

    Isso diz the good people of Germany, habituada a ver os povos do sul como preguiçosos a quem têm que dar esmolas.

  3. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    E o povo americano, obediente, ouviu os alemães.
    A questão, para mim, é outra: Independentemente das declarações de Schultz e da responsável pela “diplomacia” europeia (verdadeiramente idiotas, se considerarmos o que é a diplomacia), penso que a Europa não pode ter problemas na sua relação com Trump.
    De facto, nunca vi duas entidades tão parecidas: xenófobas, incontinentes, ignorantes, sem rumo e sem coluna vertebral.
    Numa coisa se parecem: nos valores. Para os EE. UU. o dólar e para a EU., o euro.
    Que queriam mais?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.