O Imposto Portas tem de acabar


Rampas de garagem pagam taxa em estradas nacionais. Portaria é de Outubro de 2015 e já há proprietários a serem intimados pela GNR para regularizar a situação.” Portanto, Passos Coelho. Sem alteração de Costa. Lembram-se da conversa da direita sobre taxas e taxinhas? Pela boca morre o peixe, ó hipócritas da paf. E vamos lá falar de reversões, António Costa, ou isso é só para a capa de noticiários?

image

Porque é que isto acontece? Porque o dinheiro que deveria ir para a manutenção das estradas foi para outro lado. Aos poucos se vai esclarecendo o paradoxo sobre como em 2015 as contas pareciam tão bem. Foram maquilhadas para as eleições por quem afirmou “que se lixem as eleições”. Já sabíamos da excessiva retenção de IRS na fonte em 2015, que levou Passos a proclamar a vinda do diabo para Setembro deste ano – ele sabia o presente que tinha deixado. Todos perceberam a golpada do simulador que mostrava a devolução de imposto caso a execução fiscal corresse bem. E agora há mais uma evidência de que os encargos do Estado não foram assegurados.

De cada vez que muda um governo, descobrem-se os truques. Enjoa saber que não podemos confiar nos governantes e dá asco ouvir discursos sobre princípios por parte de quem não os teve. Muito do descrédito na política passa por isto. E por os políticos já nem se ralarem quando são apanhados em falso.

Esta perseguição fiscal não pode continuar. Não é admissível que, sucessivamente se inventem formas de sacar dinheiro aos cidadãos.

O Imposto Portas tem de acabar. Não é aceitável que quem tenha uma porta de garagem à berma de uma estrada nacional pague um imposto por causa disso.

Este imposto do governo Passos / Portas é uma imoralidade. E uma ilegalidade, como já foi apontado na comunicação social.

Comments

  1. Este governo, com todas as suas limitações, tem limpar o trabalho sujo da tropa fandanga que foi o anterior governo PSD/CDS que continua a ter a complacência duma imprensa servil e de sarjeta, que conta só meias verdades.

  2. Este governo, com todas as suas limitações, tem de limpar o trabalho sujo da tropa fandanga que foi o anterior governo, PSD/CDS, que continua a ter a complacência e cobertura duma imprensa servil e de sarjeta, que conta só meias verdades.

    • martinhopm says:

      Antero, não é com a complacência e cobertura duma (certa) imprensa. Desculpe por o corrigir. Os ‘media’, escritos, falados ou audio-visuais estão completamente nas mãos da direita caceteira e ao seu serviço. É abominável. Se estou enganado, admito, diga-me um que o não esteja!

  3. Ana A. says:

    Para grandes males, grandes remédios: Desobediência civil!

  4. Rui Silva says:

    Perderam mesmo a vergonha e estão a ir buscar a quem está a acumular dinheiro…

    Rui Silva

Trackbacks

  1. […] porquê esta designação? Porque foi um imposto criado no governo Passos/Portas e incide sobre portas de garagem com acesso pelas estradas nacionais. É forçado? Um bocadito, mas menos do que aquilo a que chamaram de Imposto Mortágua – […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s