Y en eso llegó Fidel


Comments

  1. Rui Naldinho says:

    “ Os seus inimigos dizem que foi rei sem coroa, e que confundia a unidade com a unanimidade. E nisso seus inimigos têm razão.

    Os seus inimigos dizem que, se Napoleão tivesse tido um jornal como o Granma, nenhum francês teria sabido do desastre de Waterloo. E nisso seus inimigos têm razão.

    Os seus inimigos dizem que exerceu o poder a falar muito e a escutar pouco, porque estava mais acostumado aos ecos do que às vozes. E nisso seus inimigos têm razão.

    Mas os seus inimigos não dizem, que não foi para desfilar para a História que abriu o peito às balas quando veio a invasão, que enfrentou os furacões de igual pra igual, de furacão a furacão, que sobreviveu a 637 atentados, que sua contagiosa energia foi decisiva para transformar uma colónia em pátria, e que não foi por feitiço de “mandinga” nem por milagre de Deus que essa nova pátria conseguiu sobreviver a dez presidentes dos Estados Unidos, que já estavam com o guardanapo no pescoço para almoçá-la de faca e garfo.

    E os seus inimigos não dizem que Cuba é um raro país que não compete na Copa Mundial do Servilismo. E não dizem que essa revolução, crescida no castigo, é o que pôde ser e não o que quis ser. Nem dizem que em grande medida o muro entre o desejo e a realidade foi sendo feito cada vez mais alto e mais largo, graças ao bloqueio imperial, que afogou o desenvolvimento da democracia “à la cubana”, obrigou a militarização da sociedade e outorgou à burocracia – que para cada solução aparece um problema, os argumentos que necessitava para se justificar e perpetuar.

  2. joaovieira1 says:

    Que fazer quando uma ditadura altamente repressiva, cruel e sanguinária ao serviço dos interesses exclusivos dos grandes latifundiários cubanos e dos EUA, sistemática e obscenamente,
    ignorou e explorou o povo? A resposta surgiu com Fidel e o seu grupo de bravos revolucionários, dominadores e decididos a mudar o destino de Cuba e contribuir para que os povos da América Latina e do Mundo acreditassem que valia tal esforço.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s