Falemos de refugiados

maria-ladenburger

Helena Ferro de Gouveia

No mundo quase perfeito de Freiburg, uma pequena cidade estudantil alemã conhecida pelo seu activismo anti-nuclear e pro direitos civis, uma jovem estudante de medicina de 19 anos foi violada e assassinada.
Maria era voluntária, como muitos outros universitários, num centro de acolhimento a refugiados e estes eram a sua causa.
Maria nasceu no seio de uma família culta, o pai é jurista , consultor da Comissão Europeia, e um dos autores da Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia.
A jovem foi morta por um afegão de 17 anos, que chegou à Alemanha como menor não acompanhado.

Este crime suscitou de imediato uma tentativa de aproveitamento político pela extrema-direita. Tentativa que fracassou por três motivos: o comportamento responsável dos media alemães no tratamento deste caso (faça-se uma análise da linguagem utilizada e descobre-se objectividade, factos e não sensacionalismo); a intervenção dos partidos políticos democráticos à direita e à esquerda e as declarações da família da jovem.
Logo após ser conhecido quem é o presumido autor a família de Maria apelou a quem estivesse solidário a dor que sentiam que doasse para uma iniciativa de apoio à refugiados. Essa seria a vontade de Maria.

O ódio combate-se com Amor.
Este é um dos muitos momentos em que tenho tanto orgulho em ser também alemã.

Comments


  1. Poeticamente é lindo. Mas ignora Dostoyevsky “Crime e Castigo”.

  2. Jamilo says:

    JAMILO DO “CHUPA-MOS” ESTIVE AQUI
    O MCFINTAS EH UM PORCO NEO NAZI ! XAU

  3. khamal says:

    Eu papava a maria


  4. Que cambada de mansos! Quando violarem a mãe e o pai, matarem-nos… a quem escreveu aquilo ali em cima deveria baixar as calças também. Em prol da causa!

  5. Carlos Mendes says:

    “Tolerância e apatia são as últimas virtudes de uma sociedade moribunda” – Aristótles

    Continuem a arranjar desculpas para os comportamentos dos refugiados, continuem com a vossa mansidão, quando der para o torto não vai ser com as políticas responsáveis de imigração que se vai corrigir o problema, será com guerra civil e aí a culpa é dos “tolerantes” e dos que acham que se combate violações e homicídios “com amor”.

  6. Alexlisboa1 says:

    ya morreu ha que por flores em rotundas, filtros no face e like nos facebookes. mas atenção podia ter sido qualquer pessoa até parece que só refugiados cometem crimes.
    parece que não viram o bebe na praia morto seus racistas.
    Somos todos iguais mas a haver culpa essa é do homem branco cristão misógino opressor que escravizou há 500 anos os pretos de África.

    • omaudafita says:

      Andas um pouco confundido… Os brancos «só» fizeram a venda e o transporte. Os pretos, ou negros, ou…, de tribos rivais lá se guerrilharam e trataram de dar conta das encomendas…

  7. Castro says:

    Artigo claramente escrito pelo Esteves Monguini e a sua equipa: Vargas, Frustradito e o Quadrados

  8. khamal says:

    Já agora…alguém tem fotos da mãe da maria? Só para ver uma coisa.

  9. Papabento says:

    Claro que o ódio se combate com amor. Mas do que dar a outra face, agora vai começar a praticar-se a máxima, dar o outro buraco.
    Sejam bem vindos, refujihados.


  10. Votem pnr para expulsar as putas brasileiras de portugal e manter-mos as nacionais a trabalhar, temos muitas putas portuguesas que podemos aproveitar. quando a essa porca que morreu só teve o que merecia . a helena que va ajudar os refugiados, quando eles a foderem n cona, boca e cu, nao te queixes puta, na volta matam-te porque vais resistir mas pelo teu texto até vais gostar. voces nao aprendem, sao o cancro da europa

  11. Casimiro Torres says:

    O meu irmão, enquanto exercia o seu direito constitucional à greve, foi agredido por um grupo de sindicalistas. Mas eu perdoei-os e peço que, se possível, façam uma doação ao PCP ou à CGTP.


  12. querem os melhores cupoes para comprar telemoveis da xaomerda??

    registe-se no forum autohoje que vos darei os melhores cupoes

    digam nao ao racismo

  13. Pafoda says:

    Este pessoal está cada x mais fascista é inacreditável
    na Polónia é que se tá mm bem.

  14. #pizza says:

    xenofobos misoginos, ignorantes!!!! Doi-me o coraçao qnd vejo este tipo de comentarios. Foi um migrante mas podia ter sido um alemao. Tudo isto é culpa do patriarcado. Se não estivessem cegos com os valores do faxismo, saberiam que o mais certo foi o pobre migrante ter tido uma emergencia sexual. O pobre ve-se rodeado pela rape culture que existe nos países ocidentais e confuso, perdeu-se.
    Temos de os acolher melhor, integra-los.
    “Se matar-mos os nossos inimigos, eles ganham” Agora pensem e sigam mais o exemplo do Gandim e o MLK. Verão que teremos um mundo bem melhor.

  15. mcfintas says:

    mcfintas o verdadeiro herói lusitano do século XXI. DEUS VULT

  16. Trudeus says:

    Se os matarmos eles ganham


  17. snif… snif… leave the migrants aloooone. why dont u leave them alooone????

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.