Que Estado Palestiniano quer o Papa?

Bento XVI anda por terras sagradas, transformadas em terras violentas por homens que se dizem filhos e herdeiros das terras sagradas.O Papa quer um Estado Palestiniano independente.Pelo menos referiu-se a este assunto assim mais ou menos nestes termos.Mas para termos um Estado independente precisamos de i) um território ii)um povo iii) uma organização política.Cada uma destas características traz-nos problemas que o Papa não quiz esclarecer mas é onde residem os embróglios.O território é um só para a opção “dois estados,dois povos, um só território? É acreditar que a água e o azeite se misturam e não misturam como se sabe. Dois territórios, dois Estados , dois povos? Mas assim lá se vai “o grande Israel”! E Jerusalém? Autónomo dos dois Estados e governado por uma solução “tipo Vaticano”? Um Estado dentro de dois Estados? Ou governado por uma solução internacional,com Europeus e Americanos ? Como se vê ir à Palestina e dizer que se quer um estado Palestiniano é dizer muito pouco.Todos querem, menos os Palestinianos, sejam eles Árabes ou Judeus.De qualquer forma estou em crer que a criação de um Estado Palestiniano, com a “absolvição” dos grandes deste mundo poderia abrir caminho a uma solução negociada,mas não tenhamos dúvidas, só daqui a algumas gerações, quando o ódio estiver esquecido!

Comments

  1. maria monteiro says:

    E será que o Papa está mesmo preocupado com as gentes que vivem nessas terras sagradas? Sinceramente tenho as minhas dúvidas…. Acredito isso sim num ‘voto secreto’ de criar lá uma sucursal do Vaticano (deixando de ser preciso operações “sotaina branca”) e numa intenção de turismo religioso sem riscos. Em pensamento já deixei no muro das lamentações a minha folha de papel em branco (assim uma espécie de carta em branco) desejando que aconteça o melhor para todos. Porque todos merecem ser PESSOAS.

Deixar uma resposta