De volta ao mar – Quintas marítimas


Para as pescas, aquicultura e indústria de pescado, importa definir e delimitar áreas de potencial aquícola, para posterior concessão, bem como áreas ambientalmente protegidas à escala nacional (incluindo os Açores e a Madeira). É proposta a criação e promoção de “Regiões Piscícolas Demarcadas”, o fomento da cadeia de valor do pescado português, a reconfiguração da indústria de transformação do pescado e a modernização da frota pesqueira.

IDENTIDADE MARÍTIMA
Deve ser criado um plano sistemático de cariz educativo e formativo para recuperar e promover a identidade marítima da sociedade portuguesa que revitalize a cultura marítima como parte do património português mais valioso. Assim como devem ser desenvolvidos planos sistemáticos de comunicação, conferências,congressos ou temas académicos que identifiquem Portugal com o mar, lançando marcas associadas a esta área!

Comments


  1. […] que o Luís Moreira tem dedicado sobre a relação de Portugal com o Mar e em particular o “De volta ao mar – Quintas Marítimas“  relembrei-me do que li no livro Plan B 2.0 Rescuing a Planet Under Stress and a […]

Trackbacks


  1. […] que o Luís Moreira tem dedicado sobre a relação de Portugal com o Mar e em particular o “De volta ao mar – Quintas Marítimas” relembrei-me do que li no livro Plan B 2.0 Rescuing a Planet Under Stress and a Civilization […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.