Home

No dia 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente, estreia a nível mundial, o filme “Home“. A música é espectacular e as imagens ainda são melhores. Uma oportunidade para ter uma visão sobre o maravilhoso mundo natural que nos rodeia e suporta. Uma oportunidade para reflectir porque o desprezamos e destruímos.

Alguns dados fornecidos pelo filme:

– 20% da População mundial consome 80% dos recursos do planeta.
– O mundo gasta 12 vezes mais em custos militares do que na ajuda a países pouco desenvolvidos.
– 5000 pessoas morrem todos os dias por beberem água poluída. Mil milhões de pessoas não têm acesso a água potável
– Em todo o mundo, 1 bilião de pessoas passa fome
– Mais de 50% dos cereais produzidos são usados para rações de animais e biocombustíveis
– 40% da terra arável está degradada
– Todos os anos, 13 milhões de hectares de floresta desaparecem
– 1 Mamífero em cada 4, 1 ave em cada 8 e 1 anfíbio em cada 3 estão ameaçados de extinção. As espécies estão a desaparecer a um ritmo 1000 vezes mais rápido do que a média natural.
– 75% dos produtos pesqueiros estão esgotados, danificados ou em vias disso
– A temperatura média do planeta dos últimos 15 anos é a mais alta desde que há registos.
– As calotas polares diminuíram 40% nos últimos 40 anos.
– Em 2050 podem haver 200 milhões de refugiados climáticos.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    óptimo texto e belo título !

  2. maria monteiro says:

    a casa de todos nós … que vamos destruindo nos outros dias do ano. Obrigada pela informação. Fico a aguardar o filme

  3. dalby says:

    Deeve ter sido do almoço regado com vinho com a Jacques, hoje, mas NÃO PERCEBI O PROPÓSITO DO TEXTO, DESTE..É DENUNCIAR OS ATENTADOS CONTRA A TERRA? TOU A FICAR PERPLEXO DE BURRO DEU SME LIVRE ..NAO ENTENDO NADA OU ESTOU A VIRAR LOURA LICENCIADA!!!


  4. São números impressionantes. Estamos a destruir a nossa casa.

  5. Isac says:

    Dalby, o propósito deste texto é denunciar o mau estado em que o planeta se encontra, por nossa causa. Mas também é um alerta para o irmos vendo AGORA ao natural. Se nos apercebermos da sua beleza e importância, pode ser que ainda faça alguma diferença, embora eu não acredite. Porque é tudo o que teremos para ver no futuro… belas imagens em DVD de alta definição acompanhadas por uma bela música de fundo em Dolby Surround, num jeitoso apartamento de cimento… Já ver tudo isto ao natural vai ser muito difícil ou mesmo impossível por não existir mais nada para destruir…

  6. Luis Moreira says:

    Isac, há muitos anos vi um filme que era premonitório.Um velho a morrer e o último pedido que fez foi morrer assistido a ver um filme com prados verdes, árvores, rios…e só lhe faltava mulheres, que é o ser mais parecido com a juventude perdida, daí as paixões tardias dos homens…

  7. Isac says:

    Eu sei! Esse filme é o Soylent Green com o Charlton Heston. Espero que não seja assim tão premonitório…

  8. maria monteiro says:

    Acabei agora de ver Home. Dá-nos a conhecer a magia do mundo e ao mesmo tempo alerta que como prioridade de cada um de nós está a necessidade de defender aquilo que ainda existe. Como Isac diz “espero que não seja assim tão premonitório”

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.