Sondagem TSF dá vitória ao PSD

É verdade: PS e PSD estão empatados, mas com vantagem para o PSD. Eu sempre disse que Sócrates pode perder!
Nota: a 13 de Maio escrevia o quanto agradecia a candidatura do Sr. Moreira. Deve ter sido uma sugestão divina.

Comments


  1. Aí está, João Paulo, uma excelente notícia.

  2. miguel dias says:

    pois é, meus caros, náo querendo embandeirar em arco, ide ver o meu post de há algumas semanas: “melhor que a encomenda”, intitulava-se.

  3. Luis Moreira says:

    Em grande, após o excelente trabalho dos nossos reporteres e da análise do JP! O Miguel já tinha aventado.Só aventa que está “por dentro”!!!! (pode ser o nosso próximo slogan)

  4. dalby says:

    Eu aqui a trabalhar como um mouro até estas horas da madrugada..e aí o pessoal todo com «a pita aos saltos» a comemorar…SEM MIM!! É INDECENTE!!! TAMBÉM FICO CONTENTE…SEJA O PSD, SEJA O BLOCO OU O PARTIDO HUMANISTA(!!) TUDO O QUE SEJA DERROTAR ESTA CORJA E O SÓCRATES EU ACHO DIVINO! SE NÃO SE IMPORTAM, DEIXO O PCP DE FORA, NO ARMÁRIO!!


  5. A política e os políticos em Portugal bateram no fundo. Agora só lhes importa a nossa imagem lá fora.- Cá dentro tudo é secundário. Fala-se muito que a nossa crize é um fenómeno internacional, mas ninguém responsável neste país quer asumir os muitos erros e desatinos que se cometeram em cerca de doze anos de governação socialista. Veja-se o que se passou nalguns bancos, a corrupção e os vencimentos que se pagam a gertores públicos. É tempo de mudar a agulha.


  6. Fala-se e acusa-se que tudo o que nos acontece é culpa da crize internaconal. Mas poucos se lembram – muitos portugueses são de memória curta – dos milhões de euros que se gastaram inutilmente na construção de estádios de futebol, alguns agora sem nenhuma utilidade. Na criação do rendimento mínimo garantido, hoje rendimento social de inserção, que em muitos casos foi atribuído a quem dele não necessitava, em vez de só o atribuir a pessoas incapacitadas. Oxalá o PSD, que se presume venha a ganhar as próximas eleições, tenha coragem para por fim a tanta vilanagem.


  7. Se há crize, e ela de facto existe – mas só parta alguns – porque não se diminui o número de deputados na Assembleia da República, sabendo-se que muitos deles só lá estão para fazer número e para apoiar o partido que os nomeou. E digo nomeou porque alguns até lá estão a representar distritos onde não têm nenhuma afinidade. E se diminuiram o número de mandatos dos autarcas porque não aplicaram o mesmo critério a eles próprios?. Vivemos, enfim, num pais da “caça ao voto”


  8. Num último comentário, quero apenas dizer, para ser justo, que a culpa de Portugal se encontrar na situação que todos mais ou menos sabemos, não cabe apenas e exclusivamente aos políticos e muito em particular aos deputados. Cabe-nos também a todos, porque quando somos chamados a votar, exercemos mal esta função cívica. Deviamos ser coerentes. Mas muitos de nós não
    ao o somos. Votamos por compadrio e interesses pessoais. Assumamos, portanto, também as nossas responsabilidades.


  9. Em democracia pressupõe-se que quem governa o faça com justiça social. Não é isto que está a acontecer em no nosso país. O que acontece, cerca de 36 anos dcepois de vivermos em democracia,é vermos ricos cada vez mais ricos e pobres cada vez mais pobres. Quando se sabe, eu soube-o hoje, que o gestor de uma empresa pública leva por dia para casa, por dia, sublinho, 8.5000 euros, é caso para perguntar que democracia é a nossa.

Deixar uma resposta