Meio caminho andado

O processo das alegadas fraudes na gestão dos CTT é outros dos casos a exigir rápida resolução. Sabemos que não vai ser assim, mas, em todo o caso, será o desejável. As suspeitas são antigas, a investigação foi longa e a fase de acusação chega a poucos meses de eleições e envolve figuras destacadas de um partido e eventuais benefícios financeiros para essa mesma força política, o PSD.

Como cada vez menos acredito em coincidências, sou tentado a acreditar que o momento da acusação não é inocente. Mas, enfim, a investigação pode mesmo ter acabado quando tinha de ser acabada. Há que dar tempo ao tempo, não é?

Agora falta o resto. Convinha que fosse tratado depressa. Não só por causa das eleições, mas para próprio esclarecimento dos portugueses, cada vez mais rodeado de casos potenciais de corrupção e a perder a pouca confiança que ainda depositavam nos agentes políticos.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    As mais valias obtidas da venda e revenda do prédio têm que ser bem explicadas…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.