A minha cura de desintoxicação

No dia 21 de Junho, um Domingo, comuniquei que ia parar por uns dias, não sabia quantos. Devido a problemas, disse na altura. Resolvidos que estão, cá estou eu de novo. Só tenho de agradecer as mensagens públicas e privadas que me deixaram e, em especial, ao José Freitas e ao Luis Moreira por terem «aguentado o barco» (desculpem a frase azeiteira, mas ainda estou muito sensível).
Foram dias difíceis, como sabem todos aqueles que já estiveram a ressacar durante uma cura de desintoxicação. Hesitei antes de escrever este «post» porque, no fundo, estou a expor a minha vida privada. Mas no fundo, um blogue é um diário e a minha experiência pessoal, se calhar, vai ajudar muitos outros.
Pois bem, desde o dia 21 de Junho, e apesar de algumas aparições pontuais, estive a fazer uma cura de desintoxicação da blogosfera. Custou-me muito, sobretudo nos primeiros dias. Doía-me o corpo todo, parecia que enlouquecia com dores de cabeça e só queria bater com ela nas paredes. Como eu estive a ressacar por esses dias!
O pior momento terá sido no dia 24 de Junho de manhã, uma quarta-feira que, por acaso, foi feriado no Porto. Parecia que tinha levado centenas de marteladas na cabeça durante a noite anterior. Foi muito estranho!
O método que utilizei chama-se «Blog Desintoxication». «Blog Desintoxication» é o processo empreendido para livrar o corpo das toxinas acumuladas devido à leitura e redacção de blogues. Existem muitos métodos diferentes para o tratamento deste problema.
A retirada é um dos primeiros passos da «Blog Desintoxication». Uma fase que pode ser melhor descrita como o reajuste fisiológico e mental que resulta da interrupção do uso de quaisquer substâncias viciantes.
A natureza e a gravidade deste vício varia muito e depende da natureza do medicamento utilizado e do nível de dependência relativamente ao mesmo. Um tratamento ideal abrange todos os aspectos de um indivíduo e garante a retirada e completa purificação dos efeitos nocivos dos blogues. O objectivo central é a eliminação de resíduos de blogues dentro do corpo humano.
Se os resíduos não forem completamente removidos, eles podem crescer no corpo e serem potenciados pouco tempo depois.
A mim, o meu médico aconselhou-me a pensar no dia-a-dia. Ou seja, o meu objectivo não devia ser «nunca mais vou escrever em blogues na vida», mas sim «hoje não vou escrever em blogues». Naquele dia, não escreveria, e cada dia seria uma vitória.
Assim sendo, obtive várias pequenas vitórias ao longo de duas semanas. Mas ninguém pense que foi fácil. Por estar em regime livre, ou se calhar por isso, a tentação era mais que muita e, em algumas vezes, soçobrei.
Na última semana, pensei que tinha conseguido. Mas quando dera a vitória por garantida, o Dalby desinquietou-me e lá se foi mais um «record». Hoje, depois de ouvir o noticiário acerca dos candidatos nas listas do PS, decidi: Vou só ao blogue fazer um MVA e depois é que é.
Não consigo. Cheguei à conclusão de que sou viciado em blogues e de que a tentação é mais forte do que eu. Vou ficar por aqui. Agora em pleno, não vos abandono mais, amigos aventadores e caros leitores. Bem, tenho de voltar ao MVA, que ainda há umas pérolas por descobrir.

P. S. – Já me esquecia. Não queiram saber qual o meu espanto quando cheguei ao programa de desintoxicação e encontrei o Luís Rainha. Desesperado, tentava abandonar de vez o «5 Dias», viciado que estava nesse grande blogue. Ao fim de duas semanas, não voltei a vê-lo. Parece-me que também não chegou ao fim do programa.

Ah, e como podem ver, a minha cura de desintoxicação de blogues falhou rotundamente. É por isso que cá estou de novo. Não há volta a dar-lhe: sou mesmo um viciado em blogues…

Comments


  1. Felicitações por duas coisas: pela força de vontade e pela coragem de se expor. Um grande abraço.

  2. Luis Moreira says:

    Oh, Ricardo, eu era viciado em comprimidos para dormir, para fazer amor, para fazer a digestão, para controlar as emoções.Então não queres ver que agora até me esqueço das “bombas”‘? Agora contigo por aqui vou recomeçar com o comprimido azul. abraço, pá. Grande sorte talvez encare aquela generosa proposta da amiga do dalby…

  3. maria monteiro says:

    RSP, é bom tê-lo de volta mas lembre-se que o único blogue em que devemos ser viciados é o da vida, o de ser feliz connosco próprios e com os outros,… 1abraçomaria

  4. Augusto Nunes says:

    Este é que é maluco, lol


  5. A avaliar pelo número de posts abaixo a recaída é grave.

  6. dalby says:

    Cheguei agora de um dia i peras e vejo O DESCALABRO, A BOMBA NÃO H MAS R’!!! HOJE FOI PAPELADA, ADVOGADOS E MAIS PAPEIS, SINDICATOS E LOUCURA. DEPPIS GINASIO HEALTH CLUB SPA HOTEL PRAIAGOLF ESPINHO ESTOURADO VOLTO PARA CASA ADORMEÇO NO COLO DA CARA METADE…LOGO A SEGUIR MEU PRIMO QUER SAIR VAMOS A CESAR ENTRE VALE DE CAMBRA S JOAO MADEIRA A UM RESTÔ COMER BIFE DE CEBOLADA E MONTESSSSSSS DE SOBREMESAS DEPOIS CASINO ESPINHO E DEPOIS ZOOM DISCO…OH R’ VAIS APANHAR….ENTAO A CULPA É MINHA?


  7. Obrigado, Maria. Já parece a minha mulher a falar, fogo. Não nos ligas nada, só queres saber dos blogues, etc, etcMiguel, lol, a recaída é sempre mais grave.

  8. maria monteiro says:

    Nem oito nem oitenta…. apenas doseamento qb

  9. dalby says:

    Ele precisa, Maria, é de uns bons tabefes e dados pela companheira, com ou sem correias!!!