As lágrimas de Mourinho


O Aventar ainda não lhe tinha feito a homenagem devida. José Mourinho foi odiado em Portugal, em Inglaterra, em Itália. E por todo o lado foram inventando razões para o seu sucesso. Não há, não há mais razões que não se prendam com uma única: ele próprio.
Soube bem mais esta vitória de um portugês. Mais uma vitória de quem faz mais pelo país do que mil políticos juntos. Mais uma vitória de quem remete os portugueses ditos importantes, de Sócrates a Passos Coelho, para a sua verdadeira insignificância.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.