PS, PSD e CDS de acordo: é preciso cortar na despesa pública

O submarino Tridente vai ficar fundeado em frente ao Ministério das Finanças: dali não sai nem mais um milhão.

Chama-se Tridente em homenagem ao trio partidário que o adquiriu. As instalações sanitárias foram batizadas Sala Portucale, por sugestão do líder do CDS, e serão inauguradas pelo seu conhecido apoiante Jacinto Leite Capelo Rego, ele mesmo, numa homenagem à sociedade civil e à forma como voluntariamente contribui para o financiamento partidário.

Comments

  1. Dario Silva says:

    Concretamente, este objecto flutuante serve para…?

  2. maria monteiro says:

    Agora são três em um. Mas quando chegar o irmão submarino já não é preciso ir às urnas… tudo se vai decidir numa corrida no Tejo entre o submarino PS e o submarino PSD/CDS. Nem vai ser preciso sondagens… ganhe quem ganhar … ganham sempre os mesmos.


  3. Eu sei que a pergunta era retórica, mas como lógica empregue para justificar os submarinos é surreal para além de todos os limites, vale a pena tentar enumerar os argumentos a favor (por vezes até os militares têm algumas dúvidas…):

    * Defesa do sagrado solo pátrio. Notem que o solo das outras nações não é sagrado porque nós não nascemos lá. Assim os submarinos servirão para defesa da nação contra as hordas de invasores que bufam de impaciência nas nossas fronteiras – obviamente têm inveja de não ter nascido aqui – é um bocado estranha esta história…

    * Interdição do tráfico de droga! A sério, os submarinos são super eficientes na captura das lanchas rápidas que atravessam os nossos mares;

    * Controlo das pescas. Não estou mesmo a brincar…

    * Combate ao terrorismo. Continuo a não estar a brincar…

    * Factor de dissuasão. DOIS submarinos?

    * Afirmação de Portugal na NATO. A teoria é que tiramos dividendos por pertencermos à NATO e por isso temos de fazer boa figura. Isto normalmente é dito em militarês da seguinte forma: “afirmação da soberania nacional e cumprimento de missões internas e externas”. Julgo que isto tb garante aos nossos militares uma espécie de empregos na NATO, depois ganham latinhas coloridas para pôr ao peito – isso é, aparentemente, muito importante;

    * Ao principio diziam que as contrapartidas iriam ser um estimulo extremamente importante à nossa economia – parece que não foram. – Eu vi pessoalmente algum do material que veio da Alemanha no quadro das contrapartidas e o que se pode dizer é que os alemães mandaram o lixo que lá tinham, sobre-valorizado várias ordens de grandeza – é claro que este material foi recebido por alguém. É criminoso como foi possível terem-se aceite essas contrapartidas. – Mas estou a divagar;

    * Os submarinos são mais baratos que fragatas. Assim em vez de fragatas compram-se submarinos. Como a marinha tem mais almirantes que navios, devem estar a querer baixar o rácio;

    * Continuação da marinha portuguesa em ter submarinistas treinados. O argumento diz que se não tivermos submarinos o pessoal perde a prática (ou reforma-se) e perdemos esta grande mais valia;

    Julgo que não me esqueci de nada…

    Raios! Depois de fazer esta lista encontrei a página da marinha, os argumentos expostos são mais ou menos os que listei, só não têm sarcasmo, o que lhes tira credibilidade. Leiam aqui.


  4. Se ainda continuam com a afirmação de Portugal na NATO não têm mesmo vergonha na cara: é que quando a estória de comprar submarinos começou ainda havia Pacto de Varsóvia, e realmente a NATO achava que os submarinos lhes faziam falta.
    Só que isso passou à história…

  5. mjrijo says:

    Dario Silva :Concretamente, este objecto flutuante serve para…?

    mergulhar de quando em vez 🙂

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar, joao j cardoso. joao j cardoso said: PS, PSD e CDS de acordo: é preciso cortar na despesa pública: O submarino Tridente vai ficar fundeado em frente ao… http://bit.ly/a1Wcj2 […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.