Metro Mondego, ramal da Lousã e poeira para os olhos

Screenshot_2

O assassino de comboios de serviço no governo mandou a primeira bojarda sobre o assunto e João Pinto e Castro veio logo defender o homicídio do ramal da Lousã. Era preciso um idiota útil para o efeito e apareceu um inútil.

O ramal da Lousã seria deficitário se fosse só um ramal. O metropolitano de superfície de Coimbra, Metro Mondego de seu nome, não será deficitário porque com a sua componente urbana garante a viabilidade do empreendimento coisa que foi estudada durante anos, e aprovada pelo governo, que o afirmava há exactamente um ano. Acresce que encerrar uma linha e investir milhões nela para agora querer abandonar o projecto é de tolos.

João Pinto e Castro queixa-se do fanatismo pela ruralidade. Não lhe vou explicar que a Lousã e Miranda do Corvo cresceram como subúrbios de Coimbra precisamente porque tinham comboio, porque isso implicava explicar-lhe um bocadinho de geografia, tarefa complicada.

Eu e os meus conterrâneos, de todos os partidos, somos mais contra o fanatismo pelos transportes urbanos subsidiados, como os de Lisboa e Porto, que nós pagamos sem os usar. O que já pagámos ao longo destes anos chegava para manter o comboio como estava mas nem é isso que queremos: muito simplesmente pedimos que acabem a obra que começaram, e que não inventem estudos, quando se preparam para privatizar todas as linhas de comboio rentáveis, nomeadamente as suburbanas de Lisboa e Porto.

Comments

  1. A. Pedro says:

    O menino em causa nem deve saber o que é transporte público. Tem popó, pagou-o ou pagaram-lho e acha que isso sim, é urbano. Um bimbo, em suma.

  2. Mauricio Arrais says:

    Opinião do ex-chefe de estação e de combóios da Estrela de Évora:O COMBÒIO `E O TRANSPORTE DO FUTURO.È O TRANSPORTE TERRESTRE MAIS SEGURO.NÃO COMPAREM UM COMBÒIO COM UM AUTOCARRO.O RAMAL ELETREFICADO;ALINHA RENOVADA COM TRAVESSAS DE BETÃO,A SEGURANÇA DOS COMBÒIOS È MÀXIMA.AS UNIDADES MODERNAS DUPLAS OU TRIPLAS DE DOIS PISOS,DAVAM LUCROS À EMPRESA .NÂO CONHEÇO A LINHA;MAS PENSO QUE A VELOCIDADE PODERÀ SER ENTRE OS 80 E 95 km/h,DEVIDO A MUITAS PARAGENS.NÂO QUEIRAM AUTOCARROS AS ESTRADAS SÃO CEMITÈRIOS DE PORTUGAL.POR ANO MORREM ÀS CENTENAS.EM25 ANOS NUNCA TIVE UM DESCARRILAMENTO OU CHOQUE;E NUNCA ME MORREU UM PASSAGEIRO.A VIDA DUM PASSAGEIRO NÂO TEM PREÇO.NUNCA È TARDE PARA ENSINAR.Mauricio Arrais.Abrantes 20/4/2011.


  3. Não queiram metro nem meio metro.È urgente renovarem a linha com travessas de betão e eletrificada.Estaç~ies,apeadeuros,pontes e tuneis tuto reparado.Eu julgo que a linha terá um movimento perto de um milhão e meio de passageiros.Carruagens novas de dois pisos,julgo que os tuneis tem gabarite para as carruagenss de dois pisos..Os combóios de Portugal e Espanha,são os mais seguros no Mundo.


  4. O COMBÒIO È O TRANSPORTE TERRESTRE,MAIS SEGURO;CÒMODO,ECONÒMICO,NÃO POLUENTE E RÀPIDO NO MUNDO PARA O TERCEIRO MILÈNIO..Podem circular a mais de 570km/h.As autoestradas que construiram são CEMITÈRIOS de Portugal,Desde 1989 já morreram 15.740 passageiros o que equivale a um cemitério duma cidade.Deixem o popó em casa e viagem no velho combóio.


  5. Os túneis têm gabarito. Falta-lhes é altura.


  6. Snr. Cardoso:O seu comentário ,mostra poucos conhecimentos de circulação de combóios,pois não faz referência ao meu comentário.As estações é que tem o gabarito,para medir a carga de vagons em largura e altura.Tenho erro na palavra gabarito).Em 15/42012,este ex chefe de estação fez 85 primaveras.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.