As mentiras (ia quase dizer as burlas) da D-Mail, a empresa das ideias que não funcionam e que não servem para nada


Ali, na D-Mail, há de tudo. Desde um porta-chaves para distraídos, que faz bip-bip quando o dono assobia; passando por um rato para o computador em forma de Fiat 500 (os faróis acendem-se enquanto navegamos na internet); até uma caneta que é ao mesmo tempo um levanta-cutículas, um bisturi e uma lima. É possível passar umas boas horas a rir com o catálogo que alguém nos enfia, mesmo com o autocolante da correspondência não endereçada, na caixa do correio. É de rir e, naquele momento, a pergunta que nos ocorre é sempre a mesma: será que alguém compra isto?
Porque é fácil cair no conto do vigário, acabei por fazer uma compra na D-Mail. Uma secadora portátil, diziam eles – uma espécie de mini-tenda eléctrica que secava a roupa, a baixo preço, como se de uma máquina de secar roupa se tratasse. «Faz milagres, em 15 minutos está tudo seco».
99 euros, atendamento simpático na loja da rua Damião de Góis, no Porto, e a promessa de que poderia devolver no prazo de 15 dias com correspondente devolução do dinheiro. Na parede, o respectivo letreiro: «Efectuamos trocas em dinheiro» (que fotografei antes de pedir o livro de reclamações). Nada de surpreendente, visto que são essas as boas práticas das boas marcas e que, no catálogo da D-Mail, essa devolução está bem vincada.
Afinal, experimentada no próprio dia, a secadora não seca. 2 horas a secar e nada. Deve ser do peso. Vamos experimentar meia máquina. Nada ao fim de mais 2 horas. Pronto, agora com um par de meias, umas cuecas e uma camisa – mais 2 horas e estava tudo sequinho. Maravilha!
Quem é que precisa de uma máquina assim? Afinal, sempre são 99 euros e eles devolvem.
Que não, que não – ninguém disse que devolvia em dinheiro, não não, é em vale para gastar aqui. Tem 3 meses. Gastar aqui? Mas eu não quero mais nada daqui. Afinal, quem é que quer um compressor de papel que é acendedor de lareira ao mesmo tempo, passando por uma lata de milho Bonduelle que é ao mesmo tempo cofre e dá horas, até uma colher que simultaneamente uma balança?
E o letreiro na parede a dizer que devolvem em dinheiro? Ah, isso foi a funcionária ao fazer a montra que sem querer empurrou o NÃO para trás das prateleiras. Ó, quer ver? E lá estava, em todo o esplendor, o NÃO. «Não efectuamos devoluções em dinheiro».
Se isto não é vigarice, gostava de saber o que é. Uma empresa que produz objectos pitorescos que não servem para nada e que – vejo-o agora – simplesmente não funcionam. E que, já agora, engana os clientes.
D-Mail? Não vás nessa, Vanessa!

Comments


  1. A experiência diz-me que este post, daqui a 2 anos, poderá trazer problemas judiciais 🙂

  2. Dario Silva says:

    Tens família no estrangeiro?
    Tens para onde emigrar?…

  3. Ilda Lopes says:

    Lamentável.
    O sr. é mentiroso. Tenho uma secadora dessas à algum tempo e funciona lindamente, nem imagino deixar de a ter.
    Quanro ao letreiro, nota-se que o sr é uma pessoa de má fé porque se vê que alguém mexeu no artigo que estava ao lado e tapou algumas letrinhas, e pessoas como o seu carácter tendem a proveitar-se deste tipo de situações e ainda por cima mente descaradamente em relação às cracterísticas do produto:
    Leia e deixe de ser tão “pequenino”
    Três funções numa só: seca a roupa, aquece e humidifica o ambiente! Se não tem espaço em casa nem a possibilidade de adquirir uma secadora tradicional, esta é a solução para si! Muito leve, prática e facilmente manuseável, pode dobrá-la e guardá-la em pouquíssimo espaço quando não a estiver a usar. Dispõe de barras dobráveis para pendurar as roupas húmidas, de uma cobertura com fecho de correr e de um temporizador regulável de 0 a 720 minutos com desligamento automático. A temperatura máxima do ar atinge os 75 graus. Tem uma elevada eficiência pois necessita apenas de uma a três horas de utilização para a secagem. O seu método de secagem estático, ao contrário da secagem por centrifugação das secadoras tradicionais, evita o atrito entre as roupas, diminuindo assim quer os vincos quer os estragos. Características: • Potência: 900 Watt • Alimentação: AC 230 V 50 Hz • Dim.: 65 X 153 X 65 cm • Peso: 3,5 Kg • Telecomando (funciona com 2 pilhas AAA, não incluídas) • Seca até 10 Kg de roupa por ciclo

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Já acabou a publicidade, minha senhora?
      A secadora era tão boa que a devolvi ao fim de 3 dias a tentar secar o que quer que seja. Infelizmente, minha secadora, a sua secadora é uma merda porque não seca nada.
      Quanto ao letreiro, foi a desculpa que me deram na loja. Há coincidências, não há? Logo por azar, ao «mexer no artigo» só taparam o não. Já foi azar…
      Só mais uma coisa, minha senhora: é a última vez que me chama mentiroso. Em minha casa, é a última. Não recebo lições da parte de quem inventa endereços de e-mail. Infelizmente para si, sei perfeitamente de quem se trata – o seu tipo de mulher conhece-se ao longe. Cheira logo à entrada. Pena não ter tido em nova uns paizinhos que em pequena lhe tivessem dado educação.


      • Ó pá, a crise, o desemprego, deixa lá a mulher ganhar a vida. Coitada.


      • Essa de meter toda a roupa de uma máquina (ou mesmo de meia máquina) ao mesmo tempo para secar, não lembra ao diabo. ahahahah! Obviamente que a secadora não substitui uma máquina de secar roupa (era bom por aquele preço! 🙂 ). É apenas uma alternativa para os dias muitos húmidos e para quem não tem máquina de secar. E não é preciso perceber muito de Física para entender que quanto mais atravancada de roupa ficar a secadora, mais dificilmente seca. A secagem é feita à base de ar quente que é direccionado para cima e que ao passar pela roupa húmida faz evaporar a água e arrasta o vapor de água (o ar quente sobe) através das abertura, para o exterior. Ao encher a secadora de roupa, não só o espaço entre as peças será muito reduzido para o ar quente se espalhar, como o processo de difusão (das moléculas de água) não terá grande efeito. Tenho uma dessas secadoras e seca perfeita e rapidamente 3 ou 4 camisas ao mesmo tempo, deixando-as direitinhas que nem é preciso passar a ferro.

        • Ricardo Santos Pinto says:

          3 ou 4 camisas ao mnesmo tempo? Ena, tanto!
          Os produtos deles são tão bons que as suas lojas em Portugal acabam de fechar todas. Vão à procura de outros tansos por esse mundo fora.

    • Joaquim Santos says:

      De certeza que esta mulher deve ter parte da empresa !

  4. Ilda Lopes says:

    Que tristeza…
    Inventar endereços de email?
    Não vou rir porque o sr. é capaz de tudo.
    A descrição do produto que em momento nenhum sugere secar a roupa em 15 minutos como o sr. afirmou retirei-a do site e colei-a aqui. O peso de roupa que seca também está especificado e é a carga máxima, será que não foi a sua máquina que tinha uma avaria? Porque não trocou por outra para perceber se era defeito da máquina.
    Quanto ao quadro com a indicação de que “não se aceitam devoluções em dinheiro” é sim um aproveitamento maldoso da sua parte porque dá para ver que perante o tamanho dos restantes quadros aquele está tapado.
    Quanto às suas insinuações sobre falsos endereços de email, o sr. deve ser o dono do Sapo, ou alguém com poderes adivinhatórios? Enfim!
    Quanto à educação, é só ler a forma como o sr. retrata os assuntos.
    E quanto ao meu tipo de mulher, tenho idade para ser sua mãe.

  5. Maria Graça says:

    Antes de mais, começo por lhe desejar uma boa noite e sigo para a minha apresentação. Eu sou a funcionária da D-mail do Porto que o atendeu, aquando da aquisição (e agradeço desde já o facto de ter mencionado no seu post que fui simpática no atendimento) e reclamação da secadora. Hoje fui alertada, por uma cliente da loja, para comentários desagradáveis num qualquer blogue, acerca da nossa loja. A minha resposta foi algo como: A sério? E a propósito de quê? Ela prometeu mandar-me o link do blogue e eis senão quando me deparo com esta situação. Não posso dizer que fiquei contente, porque julgo ter havido algum equívoco da sua parte. Eu não sou a pessoa, com quem anteriormente trocou comentários menos agradáveis. O mail enviado por mim, é o meu e pode facilmente aceder a uma foto minha se me procurar no facebook.
    Eu não soo de todo contra a que os clientes manifestem a sua opinião (muito pelo contrário) e colocando-me na sua situação entendo perfeitamente o seu descontentamento com a não devolução do dinheiro, mas no seu lugar eu teria agido de uma forma diferente. Numa reclamação, existem sempre duas versões e parece-me que me cabe a mim, contar a minha versão; mas nada disto vai ser novidade, uma vez que lhe disse frente-a-frente tudo o que vou passar a escrever.
    1.º ponto:Fui eu que o atendi , aquando da aquisição, e exclareci-o acerca do funcionamento do produto, mas nunca falei em tempo de secagem, apenas da qualidade da mesma.
    2.º ponto: Nunca, em momento algum, lhe disse que fazíamos a devolução de dinheiro, uma vez que em compras de valor avultado, e em que os clientes se encontram mais reticentes, nós somos as primeiras a explicar ao cliente que não fazemos devolução em dinheiro (eu sou da opinião que se ganha mais em ter um cliente informado, do que ao enganá-lo)
    3.º ponto: Tal como lhe disse no dia em que o Sr. procedeu à reclamação, o placard tinha sido movido (por uma funcionária ou não, sinceramente não sei), mas tal como o sr. escreve na sua reclamação à ASAE, mas se coebiu de colocar no post, eu prontifiquei-me imediatamente a corrigir a situação, e Hoje se for lá, verá que ele até foi colocado num local onde não seja possível que tal volte a acontecer. Não me parece que isto seja má fé por parte de uma empresa. Coincidência…. refere o Sr? Talvez! Mas para os dois lados… Exactamente no dia em que o Sr. apresenta a reclamação. o placard é movido… Coincidências acontecem, não?
    Por último, eu não estou a defender a empresa, nem o meu posto de trabalho, pois considero que quem cumpre as regars da empresa em que trabalha( foi o que eu fiz e o sr. sabe que liguei à minha supervisora, a perguntar o que se poderia fazer), não precisa de se preocupar com a avaliação do seu superior hierárquico, ao seu blogue.
    Desejo-lhe cordialmente uma boa semana e espero sinceramente que deixe de publicar insinuações acerca da minha pessoa. Eu sou uma pessoa direta e o que tenho a dizer, digo-o sem me refugiar em nick-names ou coisas do género.
    Tenha uma vida feliz.
    Maria Graça

    • Fernanda Ribeiro says:

      Compreendo a sua posição como funcionária da loja, obedecendo simplemente a regras. No entanto, e se verificar o meu comentário abaixo, tenho uma pergunta: porque é que a D-Mail não troca os produtos avariados no prazo de 15 dias? Uma vez comprei um aspirador na Worten e ao fim de uma semana, o aspirador também deixou de funcionar. Dirigi-me à Worten com o aspirador, expliquei o que se passou e sem mais perguntas, foi-me de imediato entregue um aspirador idêntico (que ainda funciona bastante bem). Porque é que a D-Mail não faz o mesmo? Porque é que têm que mandar os produtos para verificação em Sintra, não efectuando a troca de imediato, quando ainda se está dentro do prazo dos 15 dias? É que esta postura não cheira a séria, mas mesmo que o seja – é no minímo, má prática, a lamentar. E se demorarem dois anos a analisar a escova?

  6. Ilda Lopes says:

    Olá Maria!
    Assim é que se fala.
    Quem cumpre as regras da empresa não tem que estar preocupado.
    O sr. deve ter-se esquecido de tudo o que lhe falou acerca do produto…
    Bjos!

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Maria da Graça, se é funcionária do cabelo curtinho, óptimo. Não era de si que estava a falar. Confirmo a educação e a simpatia no atendimento, mas desminto que me tenha avisado acerca da não-devolução do dinheiro. Sobre a máquina, chegou mesmo a dizer-me: «É cara, mas é muito boa».
      Ora, e lamento ter de desiludir a cliente Ilda, que mais parece uma funcionária ou accionista, tal é a abnegação com que defende a D-Mail, mas a máquina não presta. Não serve para nada. Demora horas e horas a secar meia dúzia de peças.
      Razão tinha o outro: D-Mail? Lol, não te metas nisso.
      Agora, tenho um vale de 99 euros para gastar em maravilhosos objectos da D-Mail. Estou indeciso entre um porta-chaves que faz bip-bip quando o dono assobia (só não sei é assobiar), um rato para o computador em forma de Fiat 500, cujos faróis acendem quando estamos na net (mesmo que não goste muito dos carros da Fiat) ou uma caneta que é ao mesmo tempo um levanta-cutículas, um bisturi e uma lima.
      O que me aconselha, Ilda Lopes?


  7. Ora parece que na D-Mail aprenderam umas coisas com o caso Ensitel. Por um lado isso é bom sinal. E por outro oferecem-nos estes comentários hilariantes. Haja alegria.

  8. Carlos Pinto says:

    é divertida esta “peça”. Quem foi o guionista?

  9. Maria Graça says:

    Olá e mais uma vez boa noite. Sim, eu sou a funcionária do cabelo curtinho:) Não me vou alongar no comentário nem começar uma batalha verbal do diz que disse, porque não nos leva a lado nenhum, e uma vez desfeito o equívoco, vou só acrescentar uma informação que julgo ser do seu interesse. Como lhe expliquei, aquando da emissão do vale, este tem uma validade de 90 dias e o que o sr. vai optar por comprar, honestamente não sei (nem ouso sequer emitir uma opinião acerca das necessidades de outra pessoa). No entanto, pode dirigir-se à loja e adquirir um produto de qualquer valor, que depois é-lhe devolvida a diferença em forma de vale com nova validade de 90 dias. Se a ASAE, ou a empresa não lhe facultarem outra solução, pelo menos fico com a consciência tranquila de que lhe facultei toda a informação possível, como funcionária da empresa.
    Atentamente:
    Maria Graça

  10. Luís Caldas Nogueira says:

    Sou cliente da DMail há mais de três anos, onde adquiri artigos de baixo valor e de maior custo e tecnologia, como o caso do gira-discos Doctor Sound, e não tenho a mínima razão para reclamação. Utilizei o Doctor Sound para gravar as minhas colecções de LPs de Vinil para mp3 através do PC e tive os melhores resultados. Posso mesmo acrescentar que muito dificilmente se conseguiria no mercado exterior à DMail equipamento tão sofisticado e de qualidade. Mais ainda quero informar que sempre fiz as compras por meio da informação do Catálogo que recebo em minha residência e nunca fui a qualquer das lojas…os artigos sempre me são entregues em casa contra reembolso.
    Não pretendo entrar em polémica mas reconheço que no caso do “tal secador”, alguma coisa falhou. Eu sou sócio de uma empresa de prestação de serviços de grande tecnologia e responsabilidade, onde todos os trabalhos têm que ser acompanhados de termo de garantia e, naturalmente, um caso destes nunca poderia ocorrer. Para nós, um Cliente é um possível angariador ou afastador de novos clientes, donde, portanto: o Cliente tem sempre razão. Na minha humilde opinião e porque já conto na minha certidão de idade mais de oitenta anos, acho que para a DMail, e a bem do seu prestígio, a devolução do valor em numerário seria a melhor atitude. Nós, os clientes que gostam da DMail, sentem-se constrangidos ao lerem estes comentários na internet..
    Com os meus respeitosos cumprimentos para todos os intervenientes, sou
    atenciosamente, Luís Caldas Nogueira


    • Meu caro, o que a D-Mail tem é um catálogo de inutilidades, o pior dos designers Chineses a preços absurdos onde, excepcionalmente, aperecem alguns artigos de qualidade mas com preços ainda mais inflacionados. Quem como eu conhece diretamente os fornecedores dos mercados asiáticos só se ri perante afirmações como “(…) muito dificilmente se conseguiria no mercado exterior à DMail equipamento tão sofisticado e de qualidade”. Eu ter-lhe-ia arranjado melhor por metade do preço da D-Mail! Mas se está feliz com esses chicos-espertos de província continue a comprar. Agora se quer fazer bons negócios contacte-me. Se não ficar satisfeito eu sim reembolso o valor pago e não em vales*.

      * Limite de 60 dias a partir da data de compra. Excepto em caso de avaria confirmada os portes de devolução do produtos coorem por conta do comprador e do reembolso será deduzido o valor de portes originalmente incluído no preço acordado.


      • Sr. Albano, você tem na sua empresa o aparelho que na D´Mail lhe chamam Doctor Sound, se tiver me responda para meu aug.mar.2015@gmail.com, meu nome é Augusto Rosa Martins, natural de Abrantes mas a residir em Mação, contribuinte 112548180, agradeço sua gentileza, pois pelo que escreveu logo verifiquei que se trata de uma honesta, fico-lhe imensamento grato, um abraço


  11. Comprei um corrector (costas) pelo catalogo foi a 1ª vêz que fiz uma compra por catalogo,


  12. Comprei pela 1ª vêz um artigo á DMAIL jamais comprarei algo sem que revejam a minha reclamação de um corrector que comprei,fui enganado e não é igual ao que está na imagem do catálogo e sobretudo é de péssima qualidade perderam um cliente por uma quantia de 15/20 Euros.Para terminar direi que o técnico que avaliou a PEÇA NADA PERCEBE,telefonaram-me dizendo que foi mal usado; ( não se esqueçam de enviar o livro de instruções


  13. Recebi hoje 08/07/011 o catalogo da dmail pedi a estes srs: que não me enviassem mais catalogos mas continuam. Verifico que este novo catalogo já não tem o CORRETOR das costas!!!!!!!!!!!???????????? será que eu tenho razão em dizer que é de má qualidade……
    Telefonicamente perguntam se eu usava muitas vezes,será que eu comprei o CORRETOR para estar Pendurado.

  14. Carlos Silva says:

    Boas tardes

    É com tristesa que li estes comentários, sobre esta transação. Tristesa, porque continuo a assistir a que a revolta e e desagrado sobre uma determinada situação, seja reflectidos no tipo de linguagem brejeira e mal educada, indigna da dignidade que “os outros” nos merecem.
    Constato que de facto existem algumas situações “esquisitas” no meio desta estória, a começar pelas fotos. Não vêjo nenhum letreiro a dizer “trocas” mas sim, palavras soltas (efectuamos, devoluções e dinheiro),num letreiro meio escondido por alguém incompetente, descuidado ou mal intencionado, sendo que neste último caso, e sei por conhecimento próprio, que existem pessoas que o fazem nitidamente para servir os seus próprios interesses ou, de prejudicar quem honestamente ganha a vida e depois se vanglorizam nas esplanadas dos cafés. De qual quer forma os letreiros devem ficar bem à vista e de forma a que não fiquem sujeitos os segundas intrepretações (aqui, alguns estão muito mal colocados, ou parcialmente encobertos o que constitui uma iligalidade).
    Quanto ao funcionamento do secador, eu, tenho do mesmo género e posso afirmar que ele é realmente eficaz nos tempos mensionados não me passando pela cabeça quando o adquiri que, seria um aparelho que iria ultrapassar as leis da física e da termodinamica que este aparelho com esta potência iria secar a roupa em 15 minutos.
    Em relação aos “gadgets” inúteis, eu como cliente da D-MAIL e de outras casas, relembro que por definição o “gadget” é algo inútil para uns e de uma preciosidade para outros.
    É de louvar também a abertura de uma “casa” física, para que as transações sejam transparentes e se possa dar a cara, em nome da empresa.Relembro também que as devoluções por insatisfação não implicam a devolução em dinheiro, até porque se tratou de uma vontade expressa pelo comprador e de livre vontade, de adquirir o equipamento e em que, a devolução cria prejuízo ao comerciante, pois o equipamente já teve a sua embalagem violada.
    Saúdo empresas como a D-MAIL, e também aqueles que resolvem os seus conflitos de uma forma civilizada, e não recorrendo à difamação pura e simples, em que o culpado, muitas vezes somos nós próprios, não só pela ingenuidade como também pela nossa ganância.

  15. Konigvs says:

    No meio desta conversa toda, o que me apraz dizer é que, compete a cada consumidor avaliar conscientemente o que compra e nunca comprar por instinto, porque na maior parte das vezes não dá bom resultado, ou se vem para casa com algo que nunca vai ser usado, ou por norma dificilmente se faz a escolha acertada.
    Afinal se o queixoso sabia que aquilo era uma loja de inutilidades porque raio lá foi comprar um secador? De todas as lojas de eletrodomésticas que existem que no Porto chegou à conclusão que a melhor relação qualidade-preço era na D-Mail?

    Segundo ponto sobre o serviço pós venda. Que eu saiba as regras do serviço pós-venda são iguais para todas as marcas, e cada marca não faz o que lhe apetece.
    O cliente tem garantia do artigo de dois anos desde que tenha a fatura da compra. Se o comprador detetar alguma avaria nesse período pode mandar reparar ou substituir o artigo, em último caso pode até exigir a devolução da totalidade do dinheiro.
    E em caso de não entendimento entre consumidor e empresa, pode-se sempre recorrer a um centro de arbitragem – ver site do portal do cidadão.

  16. lucilia fernandes says:

    o último a rir é que ri melhor! e este último comentário de (Konigvs), diz tudo.

    Sim, sim! devolução total do dinheiro! É um direito do cidadão.

  17. Fernanda Ribeiro says:

    Adquiri uma escova rotativa para o cabelo na loja da D-Mail, e estou bastante arrependida. No espaço de uma semana e meia, a escova avariou apenas com uma utilização. À segunda, a escova nem sequer ligava. Dirigi-me à loja, convencida que iriam proceder à sua troca – outra coisa não me passou pela cabeça! Puro engano! A D-Mail não troca um produto que não funciona, mesmo que tenha sido adquirido menos de 15 dias – atentando contra todas as boas práticas do mercado (todos trocam menos a D-Mail). Assim, apesar de ter gasto 49,90 Euros na escova, a mesma foi enviada para Sintra para ser analizada(?) e só depois me será dito o que vão fazer: 1) troca 2) reparação do produto. Segundo a funcionária que me atendeu, não demora mais do que uma semana (a dar uma resposta), mas o facto é que se eles quiserem nem sequer me respondem, ficando eu sem dinheiro e sem produto. Tenho que aguardar que me façam um telefonema. Ou seja, se nunca o fizerem, ficarei lezada em dinheiro. Se o fizerem, fiquei sem a escova durante este espaço de tempo. Isto não é uma boa prática de mercado, porque já ninguém faz isto. Para mim D-Mail nunca mais.

    • marco says:

      e eu que comprei uma maquina de cortar pelo para caes que nao cortava nada de jeito e 3 tentativas depois avariou logo…nem me devolveram o dinheiro…nunca mais D-mail, eu prefiro pagar um pouco mais e ter qualidade que se lixe nao ha tempo nem paciencia


    • Pois é Fernanda, uma das primeiras escovas rotativas que tive foi comprada lá. Mas a minha deu problema alguns meses depois. É uma pena que garantia não é algo meu apreciado por eles. Como eu escrevo sobre essas escovas, sempre tenho que comprar modelos diferentes para escrever, e a de lá foi a mais traumática.
      beijos.

  18. picamiolos says:

    cambada de otarios!!! nos dias de hoje só compra caro querm quer!!! pois há milhares de sites, toneladas de catalogos centenas de lojas “discont” e “milhoes” de lojas chinocas, os produtos sao todos iguais!!! em todas as lojas! a maior parte delas vao abastecer no mesmo sito! eu nao consigo entender como há gente que fica toda enxufrada quando compra uma bujiganga numa destas lojas, e pensa que comprou um produto de alta qualidade!!! nao pensem por eu dizer isto que nao compro lá!! compro e bastantes vezes! mas venho para casa com a prefeita noçao de que comprei um produto de baixa qualidade!!!!
    deixem de ser gananciosos, se procuram barato aceitem a baixa qualidade!! ninguem faz milagres!!!
    p.s.
    para quem nao sabe a D-mail é quem tem os preços mais altos (desculpem-me mas é a verdade) vcs vao ter de acompanhar os outros…

  19. Jose Costa says:

    E se formos hoje à loja, ainda terão o “não” escondido? 🙂

  20. António says:

    Já agora, eu também nunca mais quero nada da Dmail, uma escova de ventosas para o banho à 1ª utilização caem as ventosas, fica-se com uma escova para o chão(já não é mau!). Um corta unhas com lente , que não dá jeito nenhum, e uma ventosa de desamassar chapa que não desamassa nada! Também já comprei um spray descongelador, que não descongela nada! enfim! Só cai quem quer!

  21. Jorge says:

    Essa loja è uma vergonha , ofereceram me um aparelho de musica na altura do Natal , deixou de funcionar , e fui la visto minha informaçao ter sido que la sera comprado , dai mais me disseram que so la è que vendiam o mesmo artigo , desloquei me a loja e fui atendido por uma funcionaria chamada Helena Costa , a mesma me disse que nao poderia enviar para assistencia devido a nao ter o talao de compra , dai muito bem , indignado fiquei depois de pedir que enviasse para a reparaçao que pagaria o custo do arranjo , mas a EXCELENTE FUNCIONARIA DISSE ME PARA IR AO CONTINENTE QUE LA VENDIAM O MESMO ARTIGO E QUE TINHA ASSISTENCIA DE REPARAÇOES ….
    VERGONHA MANDAR UM CLIENTE EMBORA PARA SE DIRIGIR AO CONTINENTE ,,, LOL

  22. Maria Helena Costa says:

    Exmo. Sr. Jorge, boa tarde!
    Eu sou a Maria Helena Costa.
    Decidi dar uma resposta a esta sua reclamação porque, quem ler, pode não entender o que realmente aconteceu. Vamos por pontos:
    1º _ Em momento algum o Sr. se dirigiu à loja, mas enviou o seu “sobrinho”.
    2ª _ Nenhuma empresa neste país envia para assistência técnica gratutita um artigo sem que o cliente apresente uma prova de compra.
    3ª _ O Dr. Sound que o seu “sobrinho” trouxe para reparar já não se encontra à venda desde antes do natal de 2010 o que nos deixa sem uma data de compra e sem saber se o artigo se encontra ou não dentro da garantia.
    4º _ Ao contrário do que o sr. me disse ao telefone, o Dr. Sound em questão não foi um produto exclusivo da D-mail, mas encontrou-se também à venda no Modelo.
    5º _ Nunca, em momento algum, disse ao seu “sobrinho” para o levar ao Continente, mas sim que: Caso apresentasse uma prova de compra, o nº de cartão da pessoa que lho ofereceu, ou o talão, procederíamos de bom grado, como fazemos sempre, ao envio do mesmo para assistência técnica.
    6º _ Para terminar, informo também, que o nome que o sr. deu como tendo sido a pessoa que lho ofereceu não tem qualquer registo de compra do respectivo produto.
    Caso o sr. possa contactar o/a ofertante pedindo-lhe o núm. de cartão, e caso o produto se encontre dentro da garantia, teremos o maior prazer em enviá-lo para a assistência técnica. Não mandei ninguém embora, aliás, o seu “sobrinho” ainda voltou para trás para perguntar se seria possível mandar reparar o produto sem qualquer prova de compra ao que respondi que não.

    Grata pela atenção dispensada:
    Maria Helena Costa

  23. Débora Massa says:

    Boa noite.
    Eu não trabalho na d´mail, já lá comprei alguns objectos, mas nunca coisas que envolvessem garantia.
    Em relação à devolução do dinheiro dos artigos, ate posso aceitar que não o devolvam, pois a lei assim o diz ,que as empresas não são obrigadas a fazê-lo, isso tem só a ver com a politica interna de cada empresa.
    Uma coisa é certa, as pessoas por norma distorcem as situações , como o caro sr. Jorge para obterem uma opinião favorável de quem lê as histórias, portanto….
    Mas isso não significa que no meu parecer, a loja d´mail não tenha estado muito mal em certas situações, relativamente ao facto dos artigos terem sido devolvidos no prazo de quinze dias por o produto ter deixado de funcionar e o cliente ter que esperar que o produto vá para Sintra , a fim de averiguarem a situação.MUITO MAL senhores da d´mail…Sabendo disto, produtos que envolvam garantia NUNCA!!
    Obrigado

  24. maria almeida says:

    e tudo muito bom a minha mae comprava muitas coisas la e tudo era bom

  25. Bela says:

    Vai mas é fazer tijolos de papel pá… looool Tuga e nortenho? Do melhor.

  26. Maria says:

    Realmente hilariantes! O Sr do Blog está muito zangado,mas tem graça a fazer os comentários e alguma razão no que diz….eu também acho que a Dmail não é eficiente como vendedora de tantos produtos diferentes e depois, são tao bons que se avariam em pouco tempo de uso.Olhem só o que deu ter puxado este assunto ( Dmail)? Fantástico, não é? Talvez a loja fique com produtos melhores e melhor tb nas trocas….Afinal tenho uma aqui mesmo ao pé de casa e já ofereci 3 prendas de Natal e todas elas eram um bocado show off. O porta chaves por ex, nao assobiava coisa nenhuma. Cheguei lá,foi para arranjo( mto mau)!!! e tempo depois ja nao dava nada outra vez.

    Cumprimentos

    Sr Ricardo Pinto

  27. lopes says:

    Pedi por email, que me fosse enviado o catalogo da d mail e ate ao momento ainda não recebi nada. Onde me responderam q em breve me iam enviar para a minha morada. Isto já há 4 meses. A demora é assim tanta para enviar uma simples revista, ou não tem interesse em vender.

  28. Maria Helena Barata says:

    Chamo-me Maria helena Barata tenho muita coisa comprada na D.Mail e tenho imensa pena de não saber onde estão agora. Se for possível agradecia que me enviassem o catálogo. Na minha varanda tenho muitas coisas com energia solar e estou muitíssimo satisfeita. Nunca tive problemas. Comprei uma vez uma gambiarra que eram uns pinheirinhos de natal e como não acendiam todos levei lá e imediatamente mos trocaram por outros, sem problemas. Só tenho a dizer bem. Não sei onde está agora a loja mas gostava de saber, se alguém me disser agradeço.
    Se não teem loja e vendem por catálogo agradeço que me enviem um como faziam antigamente. Moro na R. de Aljubarrota n 10 4 Dt. 2735-422 Agualva-Cacem

    Obrigada.


  29. Minha amiga, se quer comprar os mesmos artigos que compra nesta loja e a preços bem mais competitivos, aceda ao http://www.ebay.com……www.aliexpess.com….www.banggood.com e tantos outros sites do género.
    Nunca compei nada na DMail, mas já tive por duas vezes, problemas com produtos adquiridos nestes sites, mas que foram prontamente substituidos por outros, sem mesmo ter de enviar os avariados.


  30. Fui cliente da DMail durante muitos anos mas nunca tive problemas. Agora já não sou porque deixaram de enviar a revista e isso para mim era o mais importante. Pela Internet não compro nada . Vejam se voltam a enviar. Antônio Costa Barcelos


  31. Vim parar aqui porque ando a pesquisar sobre estes secadores de roupa e depois de ler isto perdi a confiança neles. Mas como já passou tanto tempo será que entretanto os secadores melhoraram e estão mais eficientes ?

  32. Ana Moreno says:

    SOCORRO! vão para outro blog!!!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.