Ricardo, já agora, recordo estas coisinhas…

…que te podem ajudar para a realização de um filme a explicar como chegámos aqui e o motivo que levou o actual Primeiro-ministro a fazer algo que, como certamente concordas, nenhum político deseja. Ninguém, meu caro, gosta de tomar medidas deste género e ninguém costuma ter tomates para as decidir e por isso, também por isso, estamos como estamos. Contudo, foram coisas como estas, que a seguir te relembro, ajudadas pelas outras que já te recordei antes.

Foi com negociações que terminaram como ESTA e outras do género no tocante a arrendamento de Tribunais…

Foi com coisas como ESTA…

E foi assim, como aqui se pode ver:

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/48SoRUz9irdhhPsS9Ph6/mov/1

Já para não falar NESTA e muitas outras que tais…

Foi assim e agora? Agora, agora até perdi o pio.

Comments


  1. Um governo neo-liberal até se sente mal em cortar salários… Uma ideologia cuja base está em salários baixos e baixo poder negocial dos trabalhadores para aumentar a competitividade tem dificuldade em cumprir a sua ideologia… Tá certo, a gente faz de conta.


  2. É verdade que Passos Coelho não é responsável por termos chegado até aqui e tu, melhor do que ninguém, sabes o que escrevi sobre o Sócrates nos últimos anos.
    Mas isso não invalida nada do que está no filme. São frases ditas pelo próprio Passos Coelho, não por qualquer outro. Foi ele que disse tudo o que está lá. Compreendo que te incomode.


  3. Ricardo, o que me incomoda é a filha da putice que nos fizeram a todos nos últimos, pelo menos, 16 anos (para aliviar consciências, este período de tempo mete PS, PSD e CDS). Agora estamos a pagar por isso e tu queres que eu acredite que o demónio é quem agora chegou?

    Acreditas que estas medidas foram lançadas com prazer?