Acto de Fuga

Acabei de ler uma passagem de Últimas Notícias do Sul de Luis Sepúlveda que mostra como os escritores são óptimos agentes turísticos!! Garentem-nos viagens a baixo preço, de grande qualidade e a lugares paradisíacos, mas sem sair de casa!
Quando lemos ou escrevemos realizamos um ato de fuga, a mais pura e legítima das evasões. Dela saímos mais fortes, renovados e talvez melhores. No fundo, apesar de tantas teorias literárias, os escritores são como aqueles personagens do cinema mudo que escondiam uma lima num bolo e, assim, o preso conseguia cortar as grades da cela. Proporcionamos fugas temporais.
Que sirva este livro (ou outro) como uma boa dica para este verão!

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    o livro ensina mesmo que não seja do maior autor – ontem ouvi Água Lusa a falar dos seus livros e das suas fotografias – TV – programa Fotoggrafia TOTAL – mesmo com duas licenciaturas agradeço às centenas de livros que li o quanto formaram o meu pensamento e carácter – os amigos que nunca se vão embora e que só “dão”

  2. Maquiavel says:

    Pois é…

    Garentem-nos viagens a baixo preço, de grande qualidade e a lugares paradisíacos, mas sem sair de casa!

    para muita gente nos tempos de hoje säo as únicas viagens que fazem!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.