Carlos Abreu Amorim: cinismo ou bipolaridade?

cinismoO convite do PS ao PCP e ao BE revela um cinismo político para além da redenção! E, sobretudo, pretende apoucar a capacidade de discernimento dos eleitores. No fundo, o tempo e o modo atabalhoado como a coisa foi feita, também exibe a confusão em que marinam as mentes dos lideres [sic] socialistas…

Carlos Abreu Amorim

Ficarei, mais uma vez, muito desiludido com o Bloco de Esquerda, se voltar a colar-se ao PS com a mesma falta de critério que mostrou nas Presidenciais. Juntar a isso, por exemplo, o apoio a uma figura do socratismo como Manuel Pizarro para a Câmara do Porto seria simplesmente indigno.

Entretanto, convém lembrar que, no que se refere à actual maioria absoluta, tivesse o PSD alcançado sozinho a referida maioria e o CDS não estaria no governo. Para além disso, que me lembre, durante a campanha eleitoral não houve referência a nenhuma aliança.

Num mundo ideal, todo o cinismo deveria ser castigado, pelo que Passos Coelho nunca deveria ter chegado a primeiro-ministro, depois de, cinicamente, ter prometido que não subiria impostos ou que não cortaria subsídios, ou depois de ter formalizado uma aliança que andou a esconder durante a campanha eleitoral. Pergunto-me, então, como se pode apoiar este governo sem se ser cínico?

Finalmente, vale a pena lembrar que Carlos Abreu Amorim, enquanto deputado, apoia um governo chefiado por um ministro das Finanças que falha todas as previsões; depois de se ter transformado em candidato à Câmara de Gaia, declarou estar farto dos erros do mesmo ministro. Se isto não é cinismo, poderá ser um estranho caso de bipolaridade política. Se assim for, desejo-lhe as melhoras, porque seria penoso saber que Carlos Abreu Amorim andaria a pedir a palavra no Parlamento para se criticar a si próprio, após uma intervenção em que ele mesmo teria defendido as medidas impostas por Vítor Gaspar.

Comments


  1. Quem é o CAA? Aquele tipo de Braga, que é do Porto que foi candidato a Viana, que anda por Lisboa e quer vir para a minha terra. É esse? Bipolar? Meu… tri, tetra, penta, hexa… Polar…

  2. MAGRIÇO says:

    É confrangedor ver a fidelidade canina com que CAA defende a pilhagem sistemática que este governo insano e misantrópico leva a cabo sobre o povo! Mesmo vestindo a camisola partidária, se tivesse um mínimo de pudor e bom-senso devia abster-se de defender o que é indefensável. Alguns colegas de partido já o fazem, mas parece que a sua ambição não tem limites e há que trabalhar para a promoção.
    Quanto a promessas eleitorais não cumpridas, é uma infâmia recorrente e comum enquanto não se legislar sobre isso, tornando-as vinculativas. Mas isso não interessa a quem não está na política de boa fé…

  3. sdfdf says:

    O CAM é uma fraude de pessoa.

  4. amadeu says:

    Este CAA é do pior que existe na política.
    É tão caricato que acho ótimo que ele ganhe visibilidade enquanto representante da direita.
    Cum caraças !!

  5. Florentino Amado says:

    Afinal este Sr. “GAJO” é completo. Julgava que seria tão-somente um lambe botas, um bajulador, um serviçal, enfim um pau mandado, mas o “PIQUENO” agora – porventura convencido que ser a Gaia lhe dá estatuto, coitado – já tem o desplante de comentar, dizendo MAL, figuras que o coitado, mesmo tendo em conta o seu avantajado arcaboiço, nem para seu/s serviçal/s serviria. Claro que os bajulados estão pelas mesmíssimas razões a anos de luz dos que ele critica: – a estes só lhes interessou tomar o poder não olhando a meios e estão a precipitar o País num abismo maior do que seria imaginável ou previsível após o socretismos.

Trackbacks


  1. […] *como contraponto ao meu camarada de blogue António Fernando Nabais. […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.