Votar no projecto Almada Velha

Um projecto da Sarah Adamopoulos: teatro documental comunitário. É favor votar no Orçamento Participativo Portugal.

From Paris, with love

Agora é só ver qual vai ser a morada da novel presidente.

Abandono

ginjal_copyright_francisco_silva
(c) Francisco Silva

«Entre 1994 e 2001 fotografei intensamente o cais do Ginjal. (…) Atrás das fachadas que se perfilam ao longo do cais encontrou-se um Ginjal escondido. (…) Estas imagens são memória do passado que se projecta no presente do abandonado cais do Ginjal.»
CAIS ESCONDIDO inaugura hoje, 28 de Outubro de 2015, pelas 19h30, no magnífico e decadente Ginjal Terrace. Cacilhas – Cais do Ginjal, nº 7 (a dois passos dos barcos).

 

 

Almada em Lisboa olhando Almada

Almada © S.A.

Companhia Portuguesa de Pesca (Olho de Boi, Almada, 2014)

companhia_portuguesa_pesca_copyright_celia_amado_2014
© Célia Amado (2014)

Almada contra megaterminal portuário na margem sul

285209_608324122514611_1620645460_n

Contentores de Lisboa mudam-se para a Trafaria

As câmaras de Lisboa e de Almada não concordam mas o Governo não ouviu as suas razões, e vai avançar desde já com a medida – a primeira de um mais vasto programa que pretende relançar o Mar na economia nacional.

Joaquim Benite (1943-2012)

O teatro português e a cidade de Almada estão de luto.

Afinal Há Cartazes

CARTAZES PARA QUE VOS QUERO
Sobre cartazes e sobre eleições escrevi em devido tempo AQUI (este com reposição aqui) e AQUI.
Estas eleições em crise económica foram aproveitadas pelos três maiores partidos para se mostrarem solidários com o País, e dizerem a quem os quis ouvir, que nas suas respectivas campanhas não iriam usar os ditos.
PSD, PS e CDS, fartaram-se de o dizer em voz alta e bem explicada.
A campanha começou e logo alguém gritou : – O rei vai nu.
Com efeito, começaram a aparecer já cartazes de propaganda eleitoral de um destes partidos, o PS.
Apanhado com a boca na botija, de imediato os seus dirigentes se apressaram a desmentir o que tinham dito.
Afinal este partido vai ter cartazes eleitorais espalhados pelo País.
Mas, surpresa porquê? A gente conhece muito bem, de gingeira até, o chefe destes senhores, o homem que arrasou Portugal!

Romeu Correia (Poesia & etc.)

A revista “Nova Síntese” (Edições Colibri), publica no seu número 4, saído este mês e dedicado ao tema “O rural e o urbano no neo-realismo”, um texto do Professor Alexandre Castanheira, com o título “Romeu Correia, um neo-realista esquecido”. O texto começa com uma citação do crítico literário João Gaspar Simões que, no jornal Sol de 21 de Maio de 1949, dizia sobre “Trapo Azul”, o romance de estreia de Romeu Correia: «Um jovem cheio de talento que insuflou ao “neo-realismo” decrépito uma vida que o “neo-realismo” nunca tivera entre nós».

Não vou referir-me hoje ao magnífico estudo de Alexandre Castanheira, nem dissecar esta precipitada notícia necrológica de Gaspar Simões, crítico inteligente, mas controverso, que considerava decrépito um movimento que ainda mal ensaiara os primeiros passos. Basta consultar as datas de publicação de importantes livros de Alves Redol, Soeiro Pereira Gomes, Manuel da Fonseca, Fernando Namora, Carlos de Oliveira e de tantos outros para verificar que muitas das grandes obras do neo-realismo português não tinham ainda sido publicadas em 1949. Mas o texto incentivou-me a escrever hoje sobre Romeu Correia. [Read more…]

Programa de radio Vidasalternativas.eu-sinopse

O programa de radio semanal VA 205 começa com uma entrevista com um dos líderes do movimento dos precários, Tiago Gillot, que nos conta as inúmeras inujstiças de que são vítimas cerca de 900 mil jovens que estao a recibos verdes.

Depois temos uma conversa com o actor Diogo Dória, do Teatro de Almada, a propósito da peça de dramaturgo Kopi ,”Uma visita inesperada” que o teatro apresenta, até ao dia 7 de Fevereiro.
Enfim,terminamoscom chave de outro, ouvindo o musicologo Raul Mesquita a explicar-nos o sentido de uma ópera do compositor barroco Handel , de nome Júlio César.Pelo meio algumas peças musicais alusivas.
Esperemos que gostem.
Nao deixem de se inscrever na nossa newsletter ,indo ao site www.vidasalternativas.eu .
Mas antes de terminar fica o anuncio de que a a Opus Gay, graças a uma poio do QREN, quadro de referência estratégica nacional , e da Comissão pela Igualdade, vai abrir em Évora em parceria com a Camara da cidade, um local de apoio às vítimas de comportamentos homófobicos e da violência no casal homossexual por 3 anos, com a cooperativa “Pelo Sonho é que vamos” do Seixal .
Antonio Serzedelo-editor
anser2@gmail.com