Contrastes: a faustosa igreja e a miséria no mundo

Papa Bento XVI(2)

fome Darfour

O ‘Público’ publica  na 1.ª página uma indecorosa exibição do fausto papal. Na senda, aliás, do que desde há séculos é a abjecta exuberância de luxo do Vaticano. Bento XVI, como outros antecessores, salvaguardando João XXIII e João Paulo I cuja morte permanece envolvida em mistério, prolonga a imoralidade da ostentação da ICAR face aos fenómenos da  desumanidade em expansão no mundo.

As imagens documentam, pois, a ignóbil vida luxuosa do Vaticano, com um papa revestido a ouro; sabemos que calça sapatos ‘Prada’ de 4.000 euros.O desprezo é total pelos milhões de crianças a morrer de fome em África e em outras paragens, como provavelmente será o caso da criança de Darfour que, à míngua de alimentos, se nutre do que encontra. Dejectos que sejam.

Doutrinário do ultramontanismo no papado de João Paulo II, Bento XVI lançou uma série de apelos e condenações à violência, num exercício de mimetismo de contestações que a sociedade laica, desestruturada, também reclama aos quatro ventos. Porque a reclamação é espontânea e assente em sentimentos óbvios. [Read more…]

A Coragem do Papa e o preservativo

Maybe yes, quizá a veces, magari qualche volte, ci pensiamo,

peut-être, ça depend, on verra, vielleicht ein paar mal, müssen wir überlegen,

temos que pensar quando y hay que saber como, è chiaro.

Portanto, sim, quer dizer, não, ou melhor, talvez.

OS M€RCADO$

São como o Papa: estão em todo o lado e alguém tem que os pagar.

É Ouvi-lo Falar

“Presidente da Câmara privou com o Papa Bento XVI”

A nossa centenária república laica possibilitou ao ilustre Joaquim Mota e Silva, notado edil de Celorico de Basto, um momento de católico convívio com o Papa Ratzi Bento XVI. Ele, Mota e Silva, falou e “Sua Santidade ouviu com toda a atenção”. E fiquei, eu, muito impressionado com tão lata colecção de frases feitas. Devo estar a ficar velho, sem paciência para estes apajares. Afinal, o Papa “teve bem ou teve menos bem”?

E quero daqui enviar o meu apreço jornalístico à última edição do jornal Notícias de Basto por, em apenas 24 12 páginas, ter conseguido encaixar 15 fotografias do autarca local, duas das quais na capa. Notável.

Diário da visita

Querido diário,

hoje tive uma visão do inferno. Vi o  Joe Ratz, com aquela cara de fuinha que ele tem, deve ser o único tipo no mundo que nem todo vestido de branco fica com cara de bom, a receber uma camisola do benfica-salvo-seja (tento evitar esse nome, prefiro dizer “clube ruim”) com a inscrição “Bento 16”. O demónio estava distraído, caso contrário tinha posto ali um câmarapereira a cantar “eu cá p’ra mim não há maior prazer do que o selim e a mulher” e levava, de uma assentada, todas as alminhas lusitanas.

Antes disso, vi o Joe Ratz em Belém, a beijar os cavaquinhos. A senhora do prós-e-contras estava babada como se fosse a avozinha deles, e dizia que os cavaquinhos nunca mais se vão esquecer deste dia. A dama nº 1 estava preocupada porque já eram as 3 em Roma e ainda não tinham servido a comida ao Joe Ratz. Nem o papa morre nem a gente almoça, dizia, à socapa, morto de riso, o mais reguila dos cavaquinhos.

E nestes entreténs, passou-se bem o dia.

Papa Bento XVI:

Chegou hoje a Portugal um Chefe de Estado, no caso, do Vaticano e de seu nome Bento XVI, o Papa. Acumula com a responsabilidade de arcar nos ombros toda uma Igreja e uma religião que é, goste-se ou não, partilhada pela grande maioria dos portugueses. Apenas e só isso, o que não é pouco.

Alguns, vários, não gostam do visitante em causa mas são aqueles que mais propaganda fazem à viagem. É irónico. Por mim, é bem-vindo e espero que seja do agrado dos fiéis esta sua passagem. Eu vou aproveitar para colocar a minha agenda em ordem e arrumar alguns assuntos pendentes. Uma forma, como outra qualquer, de aproveitar a tolerância de ponto. Parece que o trânsito vai ficar condicionado aqui no Porto (pelo menos teve o bom gosto de visitar esta nossa cidade). É aborrecido. É como no dia do Cortejo da Queima das Fitas, no S. João, nas manifestações dos sindicatos ou quando o Porto é campeão. Em breve teremos o Obama em Portugal e o mesmo acontecerá. Vamos ver qual o grau de “tolerância” daqueles que hoje tanto criticam a visita do Chefe de Estado do Vaticano…

Declaração de interesses: Agnóstico.

Visita do Papa – (pausa no caminho para a Bancarrota):

Programa Oficial da Viagem do Papa Bento XVI:

Dia 12: Chega a Lisboa e vai festejar o título de campeão do Benfica.

Dia 13: Segue para Fátima onde irá pedir desculpas pelos pecados dos árbitros e do Dr. Ricardo Costa

Dia 14 – Último dia: Vem ao Porto agradecer a Bondade dos Portistas por de dez em dez anos deixarem o Benfica ser campeão!

Vai ser uma semana santa (obrigado sr. Papa, volte sempre)

Vai ser uma semana santa, aquela que tem início a 10 de Maio. No dia 11, tolerância de ponto da parte da tarde em Lisboa. No dia 13, tolerância de ponto o dia inteiro de norte a sul. No dia 14, tolerância de ponto de manhã no Porto.
Visto que na sexta-feira à tarde não tenho serviço, a minha semana acabará na quarta-feira. Umas mini-férias bem merecidas e tudo graças ao Papa. A partir de hoje, como é que posso voltar a dizer mal de Bento XVI?
Já me estou a imaginar no dia 13. Uma esplanada na Foz, o sol de Primavera quentinho, uma cervejinha fresca, uns amendoins. E no dia 14, dormir até tarde e depois ir passear para longe do Porto e da confusão que vai estar nesse dia.
Também vou aproveitar para reler a Constituição da República. É que estava mesmo convencido de que Portugal era um país laico…

A avestruz

papa_1004

A Igreja Católica, quer se queira ou não, está numa crise profunda por causa das confirmações nuns casos, suspeitas noutros, de casos de pedofilia em diversos países do mundo. Portugal incluído.

Salvo uma declaração a contragosto do cardeal patriarca de Lisboa, numa homilia da Páscoa, e uma ou outra voz de clérigos a demonstrarem desconforto, a Igreja Católica Portuguesa parece pouco interessada em abordar o tema.

É compreensível o desconforto. É desagradável que alguns pastores de almas mais não tenham feito que as alienar. É garantido que este segredo público era uma certeza em privado. Há muito os altos quadros desse Estado chamado Vaticano sabiam dos pecados internos. Talvez não de todos mas seguramente de muitos. E pouco ou nada terá feito para os erradicar.

Soam a oco os argumentos de que o actual Papa, nestas ou nas funções passadas, não conhecia ou não tinha certezas. Se havia suspeitas, denúncias, mais não teria a fazer que as mandar investigar. Se soube e não agiu foi conivente, cúmplice.

[Read more…]

Destra Sinistra: os blogues que eu leio são melhores que os teus

Por ser a frase da semana, escrita pelo Vacas e logo sobre a revista das ditas ( Playboy): “É caso para dizer que a humilhação desce à medida que o dinheiro sobe.

João Vacas no 31 da Armada

Podia ser a profissão das irmãs anteriores sobretudo agora que se aproximaram da classe média: “ Os sociólogos olham para isto de outra forma, mas sem que isso signifique que o conceito “classe média” ganhe grande tracção“.

Pedro M. no Margens de Erro

E entretanto até o insurgente se insurge sobre as manas calorentas neste inverno rigoroso:Ruth Marlene e Jessica na Playboy: uma questão de preço“.

AAA no Insurgente

Como os 800 euros das manas, também a A PIDE nunca existiu recorda Medeiros Ferreira.

JMF no Córtex Frontal

Mas não são só as manas que aportaram na classe média: “No dia em que cumpro 29 anos realizei um sonho de vida“…

no apipocamaisdoce

Tal como as manas nos demonstraram, o diabo está nos detalhes: “Só o diabo sabe por que é que no ano em que a República faz cem anos o Papa Bento XVI vem visitar-nos“.

ITM no Albergue Espanhol

recomendação do dia

Pedro Almodóvar recomenda ao Papa Bento XVI que dê uma volta “fora do Vaticano e veja como é a família de hoje” e recorda-lhe que uma família pode ser composta de “pais separados, travestis, transsexuais e freiras doentes com sida”.