O fim de um agente secreto

alberto-j-jardim

Nos EUA, um “descuido” da administração Bush denunciou, como agente da CIA, Valerie Plame, no meio de um processo político infame dessa bela gestão governamental da mais importante nação do mundo. Hoje, é a vez dos jornalistas de caserna, e por certo cubanos, do Público apostarem em acabar com a carreira de agente secreto do presidente do Governo Regional da Madeira.

Uma vergonha este relatório do tribunal de contas sobre as viagens de Alberto João Jardim.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    E aposto que a maioria das secretas são aqui com os cubanos…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.