Votar em Branco

Votar em Branco

Votar em Branco

Uma pergunta para ocupar o fim-de-semana:
Será que é desta que a ideia de Saramago faz sentido?
E se uma boa parte da população Lusa votasse em Branco?
E se esse voto for maioritário?

Comments


  1. Não sabia que o Saramago defendia isso. Mas para mim já faz sentido há muito tempo. Mas é sempre uma ideia muito mal recebida.Para mim, mais do que parar o “governo” é a única forma de parar o “dono” do governo, que é o poder económico. Depois de parar vê-se o que se faz. Mas de certeza não se faz a revisão ao carro em movimento.

  2. Snail says:

    Com um voto destes, acho que muita gente votaria no BRANCO…

  3. Luis Moreira says:

    Eu neste voto,voto…e o mais certo é mesmo votar em branco!Vou para a praia que é o que estes gajos merecem!

  4. Adalberto Mar says:

    OH JP da marabilhosa bilha de Canelas, por falar em branco…E AINDA NÃO SAÍ DE CASA E ESTOU PARA O FAZER DESDE AS 9H!!! Alguém tem uma t shirt vermelha que me empreste??..A minha Claudita telefonou-me convidou-me a ir a mais uma festa (a vida dela é uma festa 24h em 24h, ontem foi o cirque du soleil, sábado foi a embaixatriz da festa sensation e..e..)) no POP mas tenho de levar uma t shirt vermelha, estar às 23h no paparazzi-FOZ onde ela é RP..Ainda está em LX mas voa já para o Porto..Alguém quer ir por minha vez e/ou do Willy… pois não estão a imaginar eu a dançar ao lado e com a minha amazona e vindo de um período de obstipação de 6 dias??!! A revista Lux e o Paparazzi organizam..mas neste caso punham-me na rua se eu desse pelo menos um dos meus últimos estouros obstipados..isto… por falares, JP, em brancura! Eu sou a favor do voto em branco nos partidos todos, mas com a cruz a preto ou azul no BE!


  5. A proposta é de Saramago no livro de 2004, ensaio sobre a Lucidez. Implica a demissão do eleitor, porque quanto vota em branco, deixa na mão de outros o poder de decidir. Mas, e se o voto em Branco fosse brutalmente grande?


  6. O voto em branco é, sem dúvida, um voto de protesto (o mesmo não se pode dizer da abstenção). Contudo, não revela o motivo do protesto. Define-se pela negativa. Como tal, na minha caixa de formas de protesto aparece na secção de “last resource”.

  7. Snail says:

    O voto em branco é o voto de quem se afirma pela negativa e não pode ser considerado semelhante à abstenção.Para mim, quem se abstém desiste de votar e isso pode querer dizer que concluiu pela inutilidade da sua presença na votação.Diferente é a posição do voto em branco. Neste caso, o sujeito diz presente, mas acha que, de entre todos os candidatos, nenhum lhe serve.O voto em branco afirma-se pela manifestação de presença, mas com o significado de, entre todos os candidatos, nenhum lhe merecer o voto.A abstenção, significa que nem sequer a presença do eleitor, no momneto da votação, é merecida pelos candidatos.Mesmo na contagem dos votos, existe uma substancial diferença, pois os abstencionistas são excluídos, logo na contagem inicial. Para o apuramento final das percentagens que caberão a cada candidato, acabam só por contar os votos dos presentes.Questão diferente, e muito concreta, é a que põe LM: vamos para a praia ou vamos lá dizer “voto em branco”?Confesso que não sei, pois os candidatos não me dizem nada, as políticas são feitas para o momento, a honestidade é coisa do passado, as intenções são palavras que o vento leva, os líderes (honestos, mobilizadores e capazes) já não existem.Para os candidatos o meu voto não conta; para mim, os programas nada me dizem. O resultado é um empate e significa “cada um para seu lado”.LM, vamos mesmo para a praia…

  8. Carla Romualdo says:

    E a senhorita da imagem representa quem? O Saramago? O boletim de voto? A população Lusa? A maioria? O fim de semana?…

  9. Snail says:

    Pois é, Carla, com tantas opções de escolha, como é que podemos votar em consciência???


  10. Segundo o CNE nas últimas eleições em 2005: 3.454.840 abstenções e 139.012 votos brancos. A abstenção é maior que o Bloco Central.

  11. TOUNABOA says:

    Segundo a Lei Eleitoral em vigor, uma maioria de votos em branco exige a anulação das eleições e a consequente susbtituição das listas dos potenciais eleitos.Se o voto fosse obrigatório ( a abstenção implicaria a perda automática de todos e qualquer beneficio social suportado pelo estado presente ou futuro, até ás eleições seguintes ), e ao voto em branco equivalessem o respectivo numero de ASSENTOS VAZIOS no parlamento, os principais partidos politicos teriam de reponderar as suas orientações. E assim em vez de se limitarem a ser uma corja de sangue-sugas que roubam o estado nos seus diferentes niveis ( governos central & autarquias ) teriam que repensar a sua rica vidinha. Até lá os CARNEIRINHOS continuarão a caminhar para o matadouro, á espera de serem martires e ressuscitarem rodeados de 500 virgens.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.