Fátima e a sua dimensão humana

Paradoxalmente, nada faz sentido se olharmos para Fátima como um fenómeno religioso! Só a Fé é que pode atribuir significado a três pastorinhos, crianças iliteradas e às sua visões da Senhora numa azinheira.Por mais naíf que seja,por mais belo que nos pareça, por mais luz que jorre…
O fenómeno de Fátima tem que ser olhado para a sua vertente humana.Para os milhões de pessoas que em todo o Mundo depositam ali as suas esperanças,para os peregrinos que ano após ano ali procuram um pedaço de alegria.Quem for a Fátima para ver algo de grandioso naquele lugar vulgar sai de lá profundamente desiludido, ou quem lá for para ver as multidões a acenar, ou a arrastar-se de joelhos, percebe que são liturgias encenadas.Mas quem lá for despido de preconceitos, genuínamente aberto a encontrar verdades, as verdades dos outros, não poderá deixar de sentir profunda compaixão por quem sofre, por quem foi abandonado, por quem procura redenção!Fui lá duas vezes. Na primeira vi quatro jovens mulheres que ali se deslocaram para agradecerem à Virgem a protecção do seu irmão mais novo, que voltara da vida militar são e salvo (mais salvo do que são).Na segunda , vi a silhueta de outra mulher com quem estive face a face no primeiro momento da minha vida! Há cinquenta anos que não a via…

Comments


  1. O fenómeno de Fátima não é, de facto, apenas religioso. É bem mais que isso. É social, sociológico e, apesar da tentação, não deve permitir leituras simplistas e imediatas. Acima de tudo, é uma questão de fé. E esta, como sabemos, pouco tem de racional.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.