42% ? Porreiro , pá !

Assanham-se uns senhores muito em sintonia com o governo, por causa do manifesto dos 28 economistas contra o TGV e os Megaprojectos.
Conforme a discussão vem para a luz do dia , vão-se conhecendo alguns números até aqui cuidadosamente escondidos.
Sabe-se hoje que o trajecto Porto – Vigo não tem qualquer possibilidade de ser viável, é deitar dinheiro à rua só de pensar no assunto.
O trajecto Lisboa – Porto cobre, em receitas, 48% do investimento .Para quem não quer perceber, isto equivale a dizer que 52% do investimento vai ser pago com os nossos impostos, contribuindo ferozmente para o empobrecimento acelerado em curso.
O trajecto Lisboa – Madrid gera cash-flows da ordem dos 54% ,deixando para os nossos impostos 46% do investimento. Outra ajuda para a pobreza que o PS, socraticamente , está a instalar no país e que se fará sentir nos próximos 30 anos!
Se juntarmos a tudo isto que o dinheiro tem que ser emprestado, porque não o temos, e vai juntar-se aos 110% de dívida pública que temos que pagar, a uma economia perto da estagnação e que não gera riqueza, só cabe perguntar.O que levará esta gente a querer estes mega e ruinosos investimentos?
Porque não apoiam os investimentos que geram emprego rapidamente ? Que dão trabalho às PMEs e não às tecnologias lá de fora ?
A reabilitação urbana tem trabalho para 10 anos, esgotando a capacidade instalada!
Não bastam os Mega investimentos em autoestradas que nos dão o rídiculo recorde de sermos o país com mais autoestradas por habitante?
E se são assim tão importantes porque somos tão pobres e vamos continuar pobres?
Não seria honesto mudar de estratégia?

Comments

  1. isac says:

    “O que levará esta gente a querer estes mega e ruinosos investimentos?” Não é esta “gente”. É a “gente” dona desta “gente”. E esta, a de cá, faz apenas o que lhe pedem: “dêem-nos o vosso país”. Aconteceu, e está a acontecer por toda a América Latina.

  2. maria monteiro says:

    parece que ser “humilde” e “modesto” não significa necessariamente honestidade para mudar de estratégia….

  3. Luis Moreira says:

    somos como o pessoal que não tem casa de banho mas tem um grande televisor. Investimento público é o que temos tido, e dá no que já conhecemos de ginjeira…

  4. dalby says:

    Oh Luís e isso aplica-se à pequenez e típic amediocridade das nossas elites de sempre: vem cá um estranheiro ministro ou presidente e lambem-lhe o cu literalmente, faz-se grandes banquentes, estádios etc etc e mal falam alguma língua, à rasca têm um diploma, falham com os do povo deles mas são subservientes aos estrangeiros..e PÁREM DE DIZER QUE O VITORINO É INTELIGENTE….PUDERA..NUM BANDO DE ANALFABETOS CHICO ESPERTOS DO PS ELE TERIA DE BRILHAR..MAS PARECE-ME MAIS UM VAMPIRO TIRADO DO FILME DO BATMAN 2 O QUE COMIA PEIXE!!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.