Não vão contar por aí

Tenho um segredo que pouquíssimos conhecem. Um prazer oculto, ao qual dedico algumas noites esporádicas há já alguns meses. Ora, os segredos, por mais inócuos, são um fardo que vai ganhando peso a cada dia, pelo que há inúmeras vantagens em acabar com eles. Se considerarmos que a maioria dos que lêem estas linhas pouco ou nada sabe a meu respeito, e poderia cruzar-se comigo diariamente sem adivinhar quem sou, podemos concluir que revelar este segredo aqui no Aventar pode trazer os seus benefícios e sem demasiados inconvenientes.

Pois bem, este meu segredo consiste em várias caixas de DVDs, guardadas com recato. As oito séries completas, mais o extra dirigido pelo Quentin Tarantino, do CSI Las Vegas.

Acrescento “Las Vegas” para os que não sabem que o nome original é somente CSI, e que apenas se acrescentou o topónimo para que a série não se confundisse com os seus estúpidos e desnecessários franchisados, que decorrem em Miami e Nova Iorque.

Sim, eu vi todos os episódios do CSI e, se me perguntassem qual o personagem de ficção com quem gostaria de jantar, eu teria de confessar, para horror do meu pedantismo literário, que seria com Gil Grissom.

Há tempos li um comentário do escritor recentemente falecido J.G. Ballard, autor de “O Império do Sol”, que desde que havia começado a ver a série tinha ficado obcecado por razões que nem ele conseguia explicar inteiramente, e que não perdia um episódio.

Bem, eu não lhe chamaria uma obsessão, no meu caso. É certo que procurava estar livre às terças à noite, mas nunca desmarquei nada de verdadeiramente importante para ver a série. Admito que alguma vez me ocorreu que, equipada com o material adequado, seria capaz de processar uma cena de um crime, embora a ideia me pareça agora bastante ridícula. E confesso que comecei a interessar-me por coisas até aí tão obscuras para mim como termocicladores de ADN, luminol e resíduos de pólvora.

É verdade que gosto de livros policiais, mas apenas de meia dúzia de autores, os clássicos, e por um fetiche muito particular, só no curso de uma gripe. E não sou apreciadora de séries sobre polícias porque me desagrada a forma como muitas vezes se retratam os portadores de armas como semi-deuses.

Mas o entomologista Grissom, a quem nunca vemos empunhar armas, que se serve do raciocínio, da experiência, da sua erudição e do método científico para resolver crimes, nada tem a ver com os heróis habituais deste tipo de entretenimento e deve ser isso o que me prende.

Com aqueles que cultivam um certo elitismo cultural não se pode iniciar uma conversa com “Viu ontem à noite o CSI?” e eu coíbo-me de fazê-lo. Com outros, a questão inverte-se e a série é talvez demasiado elaborada para ser da sua preferência. E com outros, ainda, simplesmente não se fala de coisas banais e a televisão é um assunto arredado de qualquer troca de opiniões.

Mas dizem-me que o Aventar tem cada vez mais leitores e eu sei que algures aí deve haver alguém que me entenda e isso já é suficiente. Não precisam de dizer nada, basta-me aquela piscadela de olho de um colega das terças à noite, que sabe quem é o assassino das miniaturas, que preferia não ver a morte do Warrick Brown e que se lembra de todos os episódios em que apareceu a Lady Heather, embora prefira, de longe, a Miss Sidle.

Para todos os outros, este post simplesmente não fez sentido, mas conto com a vossa discreta compreensão.

Comments

  1. maria monteiro says:

    Pois Carla, apenas pode contar com a minha discreta compreensão… pouco vejo/entendo/leio CSI,… livros policiais…


  2. (MMount e Luís) AINDA NÃO CONSIGO ENFRENTAR A MISS ROMUALDO DEPOIS DO MEGA SHCOCK DO COUPLAND, HOMEM SEM DÚVIDA INTELIGENTÍSSIMO , COM UM SENTIDO D E HUMOR BRUTALMENTE DELICIOSO MAS QUANDO A MISS ROMUALDO DISSE QUE GOSTAVA DE «CSI», LAS VEGAS, E BALLARD/GRIMSSON, POIS ..AH AGORA JÁ NÃO FAZ MAL EU VOLTAR A FALAR COM ELA!!IT DOESN'T MATTER ANYMORE POIS ODEIOOOOOO, DESPREZO E ACHO RIDICULO O CSI QUE VI UMA VEZ, SOBRE LAS VEGAS NEM COMENTO E AO GRISSOM, PONHO O COUPLAND A RIR-SE COM «A VIDA DEPOIS DE DEUS».. PRONTO MISS ROMUALDO, JÁ POSSO VOLTAR À CONVERSA…DEPOIS DO QUE DISSE NEM VALE A PENA PERDÃO! POIS NEM HA ZANGA!! CSI OH PLEASEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

  3. Carla romualdo says:

    Querido Dalby, há que relativizar. Uma coisa é um escritor a sério e outra coisa é uma personagem de tv. E eu não disse que gostava do Ballard, na verdade achei o "Crash" repugnante do princípio ao fim. E não acho piada nenhuma ao Coupland, é verdade, e continuo a achar que foi sobre-estimado desde o início. Mas não estava a falar de literatura, apenas sobre tv, não comparemos.

  4. Ricardo Santos Pinto says:

    Não me digas, querida Carla, que não gostas do Horatio Caine?

  5. Isac says:

    não há problema nenhum. esse por acaso é um estigma dos dias de hoje. mas eu acho que é falta de visão. não precisamos de andar todos a ler Feuerbach! e eu até consigo imaginar Nietzsche a ver uma futebolada na tv! só que tenho a certeza que ele veria o jogo de forma diferente da minha e do comum adepto! Da mesma forma que dá para perceber que a Carla vê o CSI de forma diferente de todas as outras pessoas que apenas estão a olhar para a TV sem verem nada! Por exemplo, eu fui ver o Crash ao cinema e a meio do filme quase toda a gente saiu porque pensava que era um filme de perseguições automóveis. Não viram de certeza o mesmo filme que eu!

  6. Ricardo says:

    O «Crash» não é aquele fime em que entra o Alan Shore?

  7. maria monteiro says:

    Todos nós vamos gostando mais de umas coisas do que de outras e também vamos aprendendo e trocando experiências e isso é o mais importante…

  8. maria monteiro says:

    Agora é a vez de "A" me chamar qualquer coisa acima do mentalmente esquisita… Hoje, porque era S.João, foi meu dia de lanche no Pois, Café. Há uns anos, dum armazém velho e pequeno, umas jovens austríacas fizeram um espaço engraçado onde se come, conversa, lê,…. Desta vez, como estava numa mesa ao nível das prateleiras, puxei um 1º livro. Bom saiu-me Manuel Tiago (Lutas e Vidas –um Conto) foi engraçado porque o livro estava sublinhado e tinha anotações de palavras para inglês … novo livro mas desta vez olhei para um de capa grená mas sem nada escrito na lombada…. bom, era simplesmente K.Marx (um livro sobre o trabalho e os trabalhadores…) . O Tomás, meu filho, já nem me deixou fazer uma terceira tentativa de leitura e simplesmente ficámos a conversar sobre as minhas “quedas avermelhadas”. No Pois, Café há livros para todos os gostos, feitios e em muitas línguas, é só uma questão de procurarem…. é um espaço que recomendo e com certeza não terão a mesma sorte que eu…


  9. Guilty as well

  10. Carla Romualdo says:

    Ricardo, agora vou fazer de conta que sou o Adalberto: HORATIO CAINEEEEEE???????? PLEEEEAAAAAAAAAASE!


  11. NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO__NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO__E..__NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!____EU ATÉ POSSO ACEITAR QUE POSSAM NÃO GOSTAR DO SÓCRATES, MAS NÃO DEIXO,NÃO COMPREENDO, NÃO ACEITO QUE ALGUÉM EVER NEVER ON EARTH POSSA SEQUER SOLETRAR A PALAVRA , ALIÁS A FRASE «NÃO GOSTO» E VOU fazer d econta que percebi que a MIss Romu disse sub-estimar Coupland em vez de Sobre-estimar! Aliás não é uma questão de gostar ou não: qualquer ser à face da terra que se mexa, que tenha mais do que o 12º ano, que saiba ler NÃO PODERÁ JAMAIS dizer que ele NÃO É BOM, NEM PODEROSO, NEM IMPRESSIONANTE, NEM OUSADAMENTE BELO NAS LETRAS: QUAL RIMBAUD QUAL QUÊ, O HOMEM É OS TERRITÓRIOS DO NORTE DO CANADÁ, O HOMEM É O ROCKY MOUNTAINS E A MARYLIN DE PILA NO MEIO DAS PERNAS! É UMA SUMIDADE…A MISS ROMU DEVE SÓ TER DADO UMA VISTA DE OLHOS NA EXTENSA OBRA DELE..EU LI TUDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, REPITO TUDDDDDDDDDDDDDDDDO DESDE O PEIDINHO ESCRITO QU EELE DEU NA CASA D EBANHO ATÉ AO ULTIMO JPOD E ATÉ O POSSANTE NEW YORK TIMES SE DOBRA AO COUPLAND! ELE É UM TIPO QUE PARA MIM BATE O BATMAN EM 3…______


  12. (continuação do anterior) E JÁ AGORA, QUE às 11H DA MANHÃ ME TIRARAM DO SÉRIO VOU DIZER QUE ME ARRANCARAM A PARTE CACHÉ QUI A TOUJOURS EN MOI, LA DE DICTATEUR COMPLET QUAND QUELQU'UN ME CONTRARIE!!! IL N'Y A PAS DE QUESTION D'AIMER OU NON..ET SURTOUT NE COMPARE RIEN OU COUPLAND A QUELQ'UN C'EST COMME DIRE A DIEU S'IL EST MIEU QUE MADAME TUSSAUD!! JAMAISSSSSSSSS.. E JÁ AGORA MARYMOUNT, EU GOSTO DE MAX, ACHO-O UM CHARME D E PENSAMENTO, UM MUST, UMA LOUCURA, E CLARO QUE O VEJO COMO UM BURGUÊS A VIVER EM LONDRES PAGO PARA ESCREVER UM LIVRO QUE REVOLUCIONARIA ESSE MESMO OCIDENTE..OHH C'EST TROP UN CLASSIQUE DU BON GOUT!! http://www.coupland.com/ (http://www.coupland.com/) http://images.google.pt/images?hl=pt-PT&q=Dou (http://images.google.pt/images?hl=pt-PT&q=Douglas+Coupland&um=1&ie=UTF-8&ei=T1FDSoOEHc2LjAfP66mSDw&sa=X&oi=image_result_group&ct=title&resnum=777660865)

  13. maria monteiro says:

    Ditador das 11h? bom agora já é meio-dia portanto lá acabou o tempo “de ditadura”


  14. SIM , JÁ ESTOU NOUTRA MAS AINDA EM PIJAMA, NA TAL CONTINUAÇÃO DE AUTODESTRUCTION BEM AO GENERO BURGUES!!!

  15. maria monteiro says:

    por mim pode continuar com as telenovelas…

  16. anónima says:

    Carla, Tal como tu, adoro CSI Las Vegas, de longe a melhor das 3 séries CSI e aquele Gil Grissom, ai aquele Grissom… Infelizmente, o tempo não me tem permitido acompanhar melhor a série, o que lamento. Adiante, só quero que saibas que estou totalmente solidária contigo. Horatio Caine?! Please…


  17. Pois eu, para que NÃO ESQUEÇAM TODAS, REPITO: ACHO DEPRIMENTO E JÁ PIROSO OS ESTEREÓTIPOS DO CSI, E MAIS RIDÍCULO SE TORNA AGORA QUE OS CURSOS DE DIREITO NO PORTO ENCHERAM POR CAUSA DESSA SÉRIE!! abaixo las vegas e abaixo o csi e acima douglas coupland e PERTH!!!


  18. Sem ser uma série brilhante, CSI é uma boa série. Bem filmada, com argumentos decentes, histórias que prendem e, sobretudo, cumpre o seu objectivo: entreter. Aproveitando uma questão do Ricardo, no Crash (de David Connenberg e não no que venceu o Oscar de Melhor Filme, realizado por Paul Hagis), participa, de facto, James Spader, que é o Alan Shore de “Boston Legal”, uma série que é um verdadeiro tratado de argumento e interpretação. Um destes dias avento aqui qualquer coisa sobre esta série.Carla, não há qualquer problema em assumir o prazer de ver CSI. Antes pelo contrário.

  19. dalby says:

    Miss Romu, ao contrário do que diz Mr. Freitas, HÁ PROBLEMA EM VER O CSI!sim sr!! há sim sr!!! EM VEZ DISSO, FAÇA O FAVOR DE LER MAIS UM LIVRO DE DOUGLAS COUPLAND!! VAMOS TER UMA CONVERSAZINHA PESSOAL!! AQUI VAI A AMEAÇA (JEJEJEJ!!) ON VA PARLER!..ON VA PARLER!!!


  20. Carla, não há hipótese!!!: de cada vez que tento colocá-la contra a parede aparecem 999,999 Rambos a defendê-la!! IT’S NOT FAIR! SINTO-ME COMO O KALIMERO NEGRO, FRÁGIL E ABANDONADO! NUNCA ME DÃO RAZÃO… OH NOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.