E JÁ AGORA, FARRAH FAWCETT TAMBÉM MORREU!

O ANJO DE CHARLIE QUE TODOS LEMBRAMOS
.
.
.

Foi um sexy-symbol desde os anos 70 até depois dos anos 90. Na série ANJOS DE CHARLIE, notabilizou-se (1976 e 1977), e a partir daí, depois de uma travessia do deserto, recebeu inúmeros prémios e galardões.
A sua morte apareceu esquecida, apagada pela do cantor rock.
Ambos morreram na passada quinta-feira.
Porque não passar também nas televisões de todo o mundo, a vida e obra de Farrah, do mesmo modo que se está a passar a de Jackson?
São ambos americanos e símbolos mundiais.
Mas a vida é assim, e até para se ser reconhecido na morte, é preciso ter sorte. De qualquer forma, em vida, teve o devido reconhecimento, apesar dos altos e baixos da sua carreira.
Só tinha 62 anos, e o cancro veio reclamar-lhe a vida.
Descansa em paz.

.

.

Comments

  1. Snail says:

    Tive a felicidade (por puro acaso) de ver durante o fim se semana, julgo que na TVI, um extenso documentário sobre os últimos dias de vida de Farrah, numa luta tenaz e, infelizmente, inglória contra o cancro que a minava, já no figado.O filme relatava as suas deslocações, os tratamentos na Alemanha, a sua força de vontada e o seu (lindo) sorriso, apesar das dores e do sofrimento.No fim dos seus dias, já era um farrapo, apesar de beleza que ainda era patente, mas continuava a demonstrar uma enorme força anímica, encorajando o marido que sempre permaneceu a seu lado.Paz à tua alma e obrigado por tudo o que nos deste, Farrah.

  2. Luis Moreira says:

    Tambem vi. A mulher mostrou uma coragem tenaz !

  3. isac says:

    independentemente das pessoas envolvidas e das situações mais ou menos dramáticas, estes são também fenónemos com aproveitamente mediático. E todos nós sabemos quanto os fenómenos mediáticos e de popularidade podem parecer totalmente aleatórios e por vezes até injustos. Mas cada um de nós, mesmo que anonimamente, sabe prestar a homenagem devida.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.