Sabe quantas armas nucleares podem atingir o Porto? E Lisboa?

atmosphere_testing_nuclear_weapons

Porto: 7728 ogivas nucleares. Destas, 2347 são dos EUA, 4568 são da Rússia, 192 são do Reino Unido, 121 da China, 300 de França e 200 de Israel.

Lisboa: 6645. Destas, 1264 dos EUA, 4568 da Rússia, 192 do Reino Unido, 121 da China, 300 da França e 200 de Israel.

A nossa sorte é que nos damos bem com toda esta gente.

Num post anterior, em que apresentava a primeira parte deste título diziam-me para não dar importância a esta questão e que só interessava a primeira, porque as seguintes seriam irrelevantes. Concordo. Não dou demasiada importância a esta matéria e só a primeira é que interessa, porque as restantes seriam, com efeito, irrelevantes.

O espectro nuclear já não paira tão intenso sob as nossas cabeças como num passado que hoje soa longínquo. Mas não deixa de arrepiar a enorme quantidade de armamento nuclear que existe no nosso mundo.

Recentemente, o The Guardian fez um trabalho sobre as ogivas nucleares activas no mundo, a propósito da negociação entre os EUA e a Rússia. Adam Charnock não perdeu tempo e concebeu um algoritmo informático para mostrar as ogivas que estão no raio de alcance de várias cidades do mundo. Nasceu assim o Nukeometer.

Esta é uma matéria que pode não assustar como antigamente, mas que dá que pensar, lá isso dá.

nukesbig_guardian

nuclear_arsenal_060408

Comments

  1. maria monteiro says:

    mas os EUA foge à regra do “equilibro” … a culpa deve ser do algoritmo informático…

  2. Carla Romualdo says:

    Creio que assusta agora muito mais do que antes, entre outras razões porque o armamento nuclear deixou de estar unicamente nas mãos de uns poucos Estados. Hoje em dia é impossível saber quantas organizações, grupúsculos, células de maior ou menor dimensão podem chegar a deter armamento nuclear. Por outro lado, já há capacidade tecnológica para reduzir uma bomba nuclear a uma dimensão que lhe permita caber numa maleta de mão. E existe uma tensão internacional, um enfrentamento cada vez mais duro, que pode desencadear a qualquer momento um incidente que venha a assumir proporções inimigináveis. É urgentíssimo eliminar o armamento nuclear em todo o mundo e creio que estamos todos demasiado adormecidos para uma causa vital para todos os seres humanos, onde quer que vivam.

  3. maria monteiro says:

    Não me preocupo assim tanto com o armamento nuclear mas sim com as cabeças maradas que podem accionar esse mesmo armamento…


  4. É que não é bem a mesma coisa haver uma arma a poder chegar-nos, ou haver 7 mil, sobretudo de vários países diferentes. Quantas mais armas nucleares houver, mais hipóteses há de nos chegar a primeira.Mas se os Estados Unidos e Israel têm direito a ter armas nucleares, por que razão é que o Irão e a Coreia também não têm esse direito?

  5. Carla Romualdo says:

    Pois, Ricardo, o desarmamento tem que se universal. A questão deve ser não a de também ter o direito de ter armas nucleares, mas de terem todos a obrigação de acabar com elas.

  6. maria monteiro says:

    Afinal de contas se os “grandes” pouco se preocupam em preservar o ambiente (veja-se o caso da redução de emissão de gases com efeito estufa para 2050) , o armamento nuclear já nem vai encontrar Planeta nem Gentes para destruir …. já tudo e todos temos ido definhando aos poucos…


  7. Claro que o ideal era desarmar. Mas o que se pode esperar de um país, os EStados Unidos, onde a lei da posse de arma é o que é? Nem uma pistola tiram aos cidadãos, vão agora abdicar das armas nucleares…

  8. Carla Romualdo says:

    Até ao dia em que uma cidade desapareça do mapa


  9. meninos explosões com todas mas não me metam bombas na minha Madrid..COS I wanna come back!!! «dalby sexy tour 2009!»


  10. Bomba bomba já disse ao R vai ser quando eu tiver corgaem ao fim de 6 anos, ir ao baú buscar o livro que escrevi sobre Madrid! E DE UMA AVENTURA ABSOLUTAMENTE INOLBIDABLE..METE ETA, METE POLICIA, METE SEXO, METE AMOR, METE TRIO, METE A TROIS, METE BELEZA, METE MEDO, METE SUICIDIO, METE EXPLOSAO E METE INOCENCIA..CONTUDO HA 6 ANOS QUE NAO CONSIGO TOCAR NAQUILO..VÁ-SE LÁ SABER PORQUÊ!!!CONCORRI A UM CONCURSO NA ALTURA COM UM NOME FICTICIO..FIQUEI EM 2º LUGAR!


  11. Pois então não voltes a Madrid, Dalby. Passando ao lado da minha convicção de que metade do que tu dizes é inventado, e mesmo que esse romance nunca existiu, se foste assim tão feliz lá, não regresses. «Nunca voltes ao lugar onde foste feliz».


  12. zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz PARA O NOSSO R’ ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

Deixar uma resposta