Face Oculta – pode envolver altas figuras da hierarquia do Estado (i)

Não se pode destruir nem se pode tornar ilegal ou inválido o que é essencial para a descoberta da verdade!

 

A sua existência não pode ser ignorada, até porque pode constituir prova fundamental para terceiros envolvidos no processo. Daí a lei seja clara no que à sua destruição diz respeito.Só após a decisão do processo transitar em julgado!

 

Tornando simples o que é complexo, ou o que pretendem complexo, o Prof Costa Andrade faz o que só está ao alcance de quem sabe muito e de quem é suficientemente independente. Desmonta, uma a uma, as pretensas "competências" que o TSJ se atribui a si próprio, incluindo a destruição das escutas.

 

A utilizaçã/valoração das escutas no que que diz respeito aos "conhecimentos fortuitos" não depende da prévia autorização do juiz de instrução, cidadão comum e orgãos de soberania estão, rigorosamente,na mesma situação. Nem um, nem outro gozam da garantia de autorização prévia de um juiz de instrução a autorizar as escutas.

 

Entretanto, Rodrigo Santiago, advogado de Godinho, vem dizer que o seu cliente é só a ponta do iceberg, e que altas figuras da hierarquia do Estado poderão estar envolvidas.

 

PS Ver Face Oculta ontem aqui no Aventar e Público. Hoje noi.

 

 

Comments

  1. O Gomes says:

    Em relação à observação sobre as questões legais, não comento por ignorância . Atenho-me apenas à afirmação de que o Sr. Godinho  é apenas a ponta do iceberg e do envolvimento de elevadas figuras do Estado. É evidente , parece-me a mim, que ninguém e muito menos um juíz iria guardar gravações de escutas a falar de periquitos ou da pesca do fim de semana ( a menos que suspeitasse de linguagem de código ,como o caso da “fruta” do Pinto da Costa por exemplo), além disso a própria Judiciária, que penso eu, foi quem fez as escutas nem sequer iria atribuir importância a coisas cujo significado, ou significância, fossem irrelevantes, sinceramente não me parece que sistematicamente grandes figuras públicas estejam a ser alvo de suspeitas sem que por detrás disso esteja uma verdade que tarda em chegar (inequívocamente) ao nosso conhecimento. – O caso Casa Pia foi uma cabala – O caso da licenciatura do Sócrates, também! – O freeport foram forças ocultas – Os autarcas suspeitos de corrupção são todos imaculados – Nos casos do face oculta também Bom! é caso para dizer que eles andam aí, mas disfarçados. Era bom que os MISERÁVEIS fossem descobertos e denunciados, já agora, ou de um lado ou do outro. O Gomes


  2. O problema é que nós só sabemos isto “oficiosamente” como diz o Sócrates…