Anti Imperialismo em Bilhetes Postais Ilustrados de 1900s de Leal da Câmara

Em 1889 Leal da Câmara, pintor e desenhador caricaturista, foi obrigado a emigrar para Espanha e depois em 1900 para França por sucessivas publicações suas terem sido proibidas pela censura real portuguesa e por as ameaças de prisão terem tornado a privação de liberdade uma possibilidade também ela bem real.

Aí, dedica-se a publicar caricaturas nas principais revistas de intervenção política. A imagem impressa tinha-se recentemente vulgarizado a baixo custo. A percentagem de analfabetismo era enorme. Terreno fértil para L.C. fazer da sua arte uma arma de intervenção política. A imagem impressa era atractiva e não necessitava de leitura para ser compreendida.

No principal jornal ilustrado francês de caricatura política da altura, L’Assiette au Beurre, fica com o maior número de capas de revista, competindo com nomes como Steinlen, Caran d’Ache, Capiello, Poulbot, Leandre, Benjamin Rabier.

Parente pobre da arte maior da pintura e desenho, o bilhete postal ilustrado funcionava como um meio de divulgação dessas mesmas artes.

No princípio do século, L.C. aproveitou-o também para expor e divulgar o seu pensamento político, nomeadamente o anti imperialismo, que como movimento de consciência tinha acabado de eclodidir na Europa, por oposição aos crescentes impérios coloniais europeus. Os movimentos de libertação dos anos 50 e 60 surgiram desta consciência, mas isso já é outra história.

Aqui reproduzo uma série de 12 postais editados em França entre 1900 e 1904.

Sem mais palavras, que as imagens falam por si.

Alemanha

Austria

Bélgica

Espanha


EUA

França

Inglaterra

Itália

Japão

Portugal

Russia

Turquia

Autor do post: Amadeu

Comments

  1. Luís Moreira says:

    Uma maravilha meu caro Amadeu! Continue que este sabe a pouco…

  2. Frederico Mendes Paula says:

    Fantástico Amadeu! E actual!

  3. maria monteiro says:

    excelente

  4. Frederico Mendes Paula says:

    Todos eles têm pormenores deliciosos. E um denominador comum _ todos atropelam os desgraçados que se atravessam no caminho…menos a Itália que se estampa contra uma árvore

    • Luís Moreira says:

      São muito interessantes. fazem lembrar “o arreda” cá em Portugal, o principe que tinha o único carro em terras lusas e que gritava “arreda” para os transeuntes fugirem quando ele passava,

  5. Amadeu says:

    A maior parte destes arredas foram arredados


  6. Os postais são de Leal da Câmara?

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: Anti Imperialismo em Bilhetes Postais Ilustrados de 1900s de Leal da Câmara: Em 1889 Leal da Câmara, pintor e dese… http://bit.ly/9pLGZV […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.