D. Dinis – já ouviram falar?

Há 750 anos, nasceu um dos maiores poetas portugueses. Os pais chamaram-lhe Dinis e, para além de poeta, foi rei de Portugal, marido de uma santa e fundador da Universidade em Portugal. Hoje, graças à constante revolução curricular em que vive a Educação, é possível a qualquer cidadão português passar por uma escolaridade de 12 anos e não ler um único poema de D. Dinis, para além de ser muito provável não saber sequer quem foi D. Dinis.

Comments


  1. E, já agora, porque motivo não se faz uso desta ferramenta incrível que é a Internet e se publicam todos os textos deste senhor? Por exemplo usando um formato wiki onde pessoas com a ciência para isso poderão fazer a análise da obra, porque não?

    O melhor que se encontra nesta área é o Projecto Gutenberg. Não diminuindo de forma nenhuma este projecto, julgo que se podia fazer muito, mas mesmo muito mais. Até funcionando com trabalho voluntário. – É fácil, é barato, dá para milhões. Ter um site com toda a literatura que esteja no domínio público. Ter um wiki com tudo o que se relacione com a língua. Ter livros preparados para impressão de forma barata (estou a pensar nos PALOP e inclusive para as escolas públicas em Portugal), desenvolvimento de manuais escolares abertos e com revisões públicas e transparentes. Ter palestras e aulas como as que temos em inglês na Academia Khan, etc, etc, etc.

    Imaginem só, se o dinheiro que já se gastou com a colecção Berardo (porque raios usam o nome do tipo para baptizar a colecção!?), tivesse sido gasto a organizar 100 projectos como o que referi… Quem fala na colecção, pode falar com a mesma propriedade da garagem que estão a fazer para os coches em Belém, etc…

  2. fernandooliveiramartins says:

    É uma pena que se gaste o que se gastou com a celebração da “imposição da república” e se esqueça este Rei, que fez mais pelo nosso país que os 19 presidentes (da lista oficial – de facto foram mais…) de presidentes das I, II e III repúblicas.

    Viva Portugal, viva El-Rei D. Dinis!

  3. fernandooliveiramartins says:

    Já agora, o blog Geopedrados (http://geopedrados.blogspot.com/) publicou (e continuará até mais logo…) a publicar posts sobre El-Rei D. Dinis – a sua poesia, poesia sobre ele, poemas transformados em canções, estatuária, etc.

    Que falta que faz um Homem da sua envergadura para varrer esta mediocriadade e vil tristeza em que enterraram o nosso país…

  4. Nuno Castelo-Branco says:

    Para nem sequer falarmos do papel determinante que teve para o arranque “técnico” dos Descobrimentos. Enfim…

Trackbacks


  1. […] Dinis e as flores de verde pinho Posted on 26/10/2011 por António Fernando Nabais Em ano dionisino, aqui fica uma leitura do texto mais conhecido do trovador que reinou entre 1279 e […]


  2. […] ano em que pouca gente comemora o nascimento de um dos maiores poetas portugueses, o Projecto Littera coloca online todas cantigas que constam dos cancioneiros medievais. O Centro […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.