Quando o rigor está ausente das redacções portuguesas


expresso

acabam por ser os leitores a pôr ordem na casa.

Comments

  1. Paulo Só says:

    Perguntei a um amigo japonês se era verdade. Parece que sim, ele não se lembra. Mas ficou fascinado pelo fato de isso ter sido notícia em Portugal. Expliquei-lhe que aqui não se passava nada, e que as notícias consistiam apenas em gargarejos políticos, uns a comentar os comentários dos outros, e em discussões de bar sobre futebol. Para preencher as intermináveis páginas de jornais na internet vale qualquer coisa, sobretudo se for de graça. Porque os jornais têm de pagar 50 colunistas cada um, mas todos a morar uns ao lado dos outros. Nenhum vive fora, e acho que nem na província. Só em Lisboa. E provavelmente quase todos no mesmo bairro. Os franceses chamam a isso noticiar “les chiens écrasés”. Aqui não há cães atropelados em número suficiente. Temos de importar.

Trackbacks

  1. […] Fonte: Quando o rigor está ausente das redacções portuguesas […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s