F.C. Porto:

A minha filha foi comigo ver o Porto ser Tetra Campeão.
Nestes seus quase seis anos de vida já viu o Porto ser campeão cinco vezes, uma vez vencedor da Champions e melhor equipa do Mundo. A minha Mafalda é sócia e portista desde que nasceu e já viu que o pai não se engana nas escolhas. Nas poucas escolhas que fará por ela na vida. Muito poucas.
Esta foi a segunda vez que foi ao futebol no Dragão e esteve à altura do acontecimento. O traje foi a rigor: cachecol “Mulheres Portistas” e chapéu a imitar um Dragãozinho. Assistiu ao jogo com entusiasmo e um valente pacote de pipocas. Desta vez, fez-me o obséquio de não imitar o pai e o povo circundante sempre que os impropérios saltavam de suas bocas. No final teve direito a passeio pelas ruas da minha adorada cidade, o Porto.
Já festejei as vitórias do Porto de várias maneiras e com diferentes personagens. Esta foi a primeira vez que o fiz com a minha filha. Um ritual de passagem.

Futebol Clube do Porto, a Vencer desde 1893.fcporto_0607_1

Comments

  1. miguel dias says:

    bla bla bla, a filhinha, o pacote de pipocas, tal e tal mais não sei o quê.

  2. Luis Moreira says:

    Miguel, não estão habituados a ganhar coisa que nós fazemos com muito mais naturalidade…

  3. miguel dias says:

    Luís: habituados até estão. os factos são indesmentíveis nas últimas décadas. ainda não aprenderam, o que é mais grave.E pedindo desculpa ao fernando por utilizar a caixa de comentários dele num post de ternura parental, devo acrescentar que há sempre muito de revanche, de ódio visceral a raiar o sadismo, na forma como festejam. Não lhes basta ganhar e portanto celebrar, se isso náo significar a humilhação (o que ultrapassa a sáudavel provocação futeboleira). Bem sei que em lisboa não sentes isso, mas ao contrário do que é apregoado, um dos factores de bloqueio desta cidade são precisamente as vitórias do porto. Como o clube ganha, e o clube ganha contra 2ª circular, conclui-se que o porto cidade, porque noutras esferas não tem o poder (e competência, conceda-se do pinto da costa) não é mais do que é por causa doa poderes ocultos da capital.

  4. Luis Moreira says:

    Ainda não perceberam que os mouros não se importam que o Porto ganhe “só” no futebol…eheheheh (à Fernando…)


  5. Miguel, para mostrar que não é assim, como diz, pelo menos em relação a este portista, hoje vou recuperar um post que escrevi (antes da entrada em cena do Aventar) recentemente noutro local sobre o Porto e a região.

  6. Carlos Fonseca says:

    Como já o fiz em outro comentário, na qualidade de humilde belenense, e lisboeta, as minhas felicitações ao F.C.Porto. Ser campeão nacional de futebol é uma satisfação humana, mas o mundo também gira à volta de outros temas de importância para o futuro das novas gerações. Parabéns sinceros a todos os portistas.


  7. […] comentário do aventador Miguel Dias num “post” do Fernando Moreira de Sá, a propósito do tetracampeonato do FC Porto, levou-me ao baú das recordações. Nem foi preciso […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.