Professores, a Manif e as eleições de Domingo (II)

Será que vale a pena votar no PSD para o PSD ficar à frente do PS?
MANIF de 30 de MAIO (SPN)
Assim terminava o post anterior.

Vamos por partes.
Imagem que os resultados seriam exactamente os que a sondagem das sondagens do Público hoje mostra:
– PS: 36,2
– PSD:32,9
– BE:10,3
– PCP:8,1
– CDS: 5,2

Procurei fazer uma projecção, pensando numa abstenção de 60%. Teríamos 3785058 portugueses a votar.
De acordo com as percentagens acima teríamos, aplicado o método de Hondt:

PS: 9 (Deputados nº 1, 3, 5, 8, 11, 13, 16, 19, 22)
O 8º do PS é o Manuel dos Santos, o 9º Joel Hasse Ferreira e o 10º Jamila Madeira)

PSD:8 (Deputados nº 2, 4, 6, 9, 12, 14, 18, 20)
O 7º do PSD é a Regina Bastos , o 8º José Manuel Bastos e o 9º Joaquim Cruz.

BE:2 (Deputados nº 7 e 17)
O número 2 do BE é a Marisa Matias e o nº3 Rui Tavares.

PCP:2 (Deputados nº 10 e 21)
O nº 2 do PC é o João Ferreira e o nº 3, a “minha” camarada da FENPROF, a Ana Rita.
CDS: 1 (Deputado nº 15)
O nº1 é o Nuno Melo, o 2º o Diogo Feio e o 3º a Teresa Caeiro.

De acordo com a aplicação que usei, o CDS disputa com o PS o último deputado. Estamos na presença de uma disputa entre o Diogo Feio do CDS e Joel Hasse Ferreira do PS.
Ora nesta disputa temos duas “vitórias” em cima da mesa:
– % de votos;
– nº de deputados.

Curiosamente, na semana passada o Sr. Vital dizia que ganhar era ter mais um voto que o PSD. Hoje já falou em ter mais deputados…

Dito isto, diria que uma transferência “baixa” (2% em cada) no BE e no PCP para o PSD dá a vitória a Rangel e, sobretudo, a derrota do PS. Por isso, também a preocupação que o PSD tem denotado na necessidade de ir buscar o voto útil.

Acontece que entre o PSD e o CDS há uma contradição – o CDS precisa de mais votos para ir buscar o segundo deputado ao PS, mas o PSD precisa de mais votos para poder ganhar as eleições, ainda que com o mesmo número de deputados do PS. Teríamos aqui um cenário, pouco provável, em que PSD e CDS ganhariam em simultâneo.

Neste quadro parece-me interessante que o eleitor menos ligado partidariamente e profundamente triste com Sócrates o queira castigar: para isso, realmente, o voto no PSD é o voto mais eficaz, na medida em que isso se traduz na DERROTA do “inginheiru”.
JP
Nota: para que fique clara a minha posição – termino como comecei estes dois posts: eu voto BE porque ainda acredito que é possível ser o BE a ir buscar o 3º deputado ao PS.

Comments


  1. […] Professores e a Manif de Domingo: I e II – onde escrevi: “Neste quadro parece-me interessante que o eleitor menos ligado […]


  2. […] viu nesta uma demorar semelhante à do parto. No dia 3 de Junho (dias antes da eleição) escrevi aqui no Aventar: “para que fique clara a minha posição – termino como comecei estes dois posts: eu voto […]

Deixar uma resposta