Afinal Elisa Ferreira fica. E Sócrates?

Sábado, 11 de Julho. Mais uma conferência de imprensa para dizer mais do mesmo. Elisa Ferreira afinal tem uma agenda própria de campanha, mas baseada nas suas próprias trapalhadas.
A candidata do PS consegue marcar a agenda politica com a sua própria insegurança e com as suas fragilidades. E como se não bastassem os erros de comunicação e estratégia que tem evidenciado, arrasta hoje o Secretário Geral do PS para o buraco que tem sido a sua candidatura. A partir de hoje o resultado que Elisa Ferreira obtiver é da exclusiva responsabilidade de José Sócrates. In JN “Elisa Ferreira reafirmou a intenção de manter a candidatura à Câmara do Porto até ao fim, depois de ter recebido de José Sócrates a garantia de “apoio total” e de confiança política”.
Toda a campanha, que está no terreno, de Elisa Ferreira será da responsabilidade de Sócrates. O ainda primeiro ministro também será julgado pela opção que fez em manter uma candidata a uma câmara depois de ter sido candidata ao Parlamento Europeu. Não basta apregoar bons princípios, é necessário praticá-los… em relação a todos os candidatos e não só a alguns.
Elisa Ferreira já estava frágil, mas a partir de hoje associa José Sócrates à derrota mais que evidente da candidata socialista.
No Porto, a proximidade das eleições legislativas com as eleições autárquicas, provocará um efeito de arrastamento, com uma clara perda de votos para o Partido Socialista.
A conjuntura não está nada fácil para o PS.

Comments

  1. Ricardo Santos Pinto says:

    Pois. Elisa Ferreira não renuncia à candidatura à Câmara do Porto. Mas nem eles queriam isso – eles queriam era que ela renunciasse ao Parlamento Europeu. Assim, estamos na mesma.Quanto a José Sócrates, devia ter pensado nisso antes. Agora, tem mais um problema para resolver – já lhe renovou o apoio para a Câmara e não pode pedir-lhe para sair do Parlamento Europeu, porque foi ele que a escolheu há uns meses atrás.


  2. O problema do PS é geral. Por um lado querem Elisa fora do PE, por outro não a querem na candidatura ao Porto. Quando muito toleram-na. Mas há enormes erros próprios da candidata.Correcção: deveria ter escrito “O problema dos vários PS é geral”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.