O Governo e as contas escondidas

O Governo não quer mostrar as contas. Não mostro, são minhas, muito minhas e ninguem tem nada de andar para aqui a espreitar.

Acontece que há sobejas razões para se desconfiar deste amor súbito pelas contas a ponto de as querer esconder.

Existe um grupo técnico de apoio na AR que tem como função analisar as contas públicas. Só o pode fazer se as contas (públicas) forem tornadas públicas, como parece óbvio, e por maioria de razões entregá-las na AR.

Mas não, não é preciso, basta a palavra do Governo de que as contas (públicas) estão bem e recomendam-se. Mas do pouco que se sabe não será bem assim. Diz Sócrates, com aquela genética capacidade de nunca dizer a verdade que o nosso déficit vai ser de 5.9 e que está na média dos países europeus. Bem, isto é como dizer que o déficit do Joe Berardo sendo igual ao meu em percentagem, tem o mesmo significado. Eu para pagar o meu déficit vou deixar de ir ao médico, o Joe para pagar o dele vai deixar de comprar mais um quadro do Picasso. É a mesma coisa. Deve ser do curso técnico na Independente.

Sabe-se agora que apenas 13% da despesa de apoio aos agentes económicos para enfrentar a crise é que foi utilizada, isto apesar de todas as promessas diárias de apoio com que nos bombardeiam o tutano. Começa a perceber-se para onde foi a massa (nos bancos e que a guardaram) e porque o desemprego não deixa de aumentar. E as falências é um ver se te avias. A tal economia real que o PS acha que anda à volta da Mota/Engil dos contentores de Alcântara. Que é um caso evidente de polícia!

Mas o que realmente não se percebe é que as contas (públicas) estejam sequestradas pelo Governo ! Se está tudo bem porque não as libertam, a elas, as contas?

Comments

  1. dalby says:

    CREDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. maria monteiro says:

    mas… quando libertarem as contas haverá muitos números com pulseira electrónica….


  3. Aquilo são tantos números, é uma maçada. E todos sabem que somos fraquinhos a matemática. Os únicos capazes de as entender estão no Governo. Portanto…