5 000 Euros de prejuízo / dia / estádio

É quanto nos custa cada um dos quatro estádios construídos a mais para o Europeu de 2004.

 

Aveiro, Leiria, Coimbra e Faro custam-nos a "visão" de estadistas, os mesmos que nos querem agora empurrar para obras megalómanas, com o mesmo tipo de argumentos. Cinco mil euros por dia é quanto nos custa cada um daqueles estádios que, como todos diziam, não eram necessários e que agora estão às moscas.

 

Mas o lobby do betão manda e o PS ainda manda mais, pelo que há que fazer obras, muitas obras, logo se vê quem paga.

 

O descalabro é de tal ordem que há em Aveiro quem proponha que se impluda o estádio e no seu lugar se construa outro de menores dimensões. Em Leiria, andam a tentar construir, num dos topos, uns hoteis e, em Coimbra, o Presidente da Académica tambem já propôs que se deixe aquele estádio, cuja manutenção é caríssima, e se construa outro bem mais pequeno.

 

Responsáveis, pais da ideia, promotores do desenvolvimento, não há, ninguém foi, ninguém dá a cara. Por acaso (ou não), foi num governo onde o responsável pela secretaria da juventude e desportos era um senhor agora muito conhecido e que tambem é o paladino das obras públicas, para que o país não fique para trás.

 

É uma espécie de trabalhar para aquecer, não serve, não precisamos mas faz-se na mesma, fica já feito, alguma vez há-de ser preciso e alguém vai pagar. Finalmente, até nos dizem que é graças aos estádios que não são precisos que podemos agora concorrer em parceria com a vizinha Espanha, ao Mundial de Futebol de 2016. Recuperamos o investimento.

 

E não vêem que é a forma de arranjar o argumento decisivo para o  investimento do TGV? Já está, para quem não quer ver, multidões a andar entre Lisboa e Madrid para não perderem nenhum jogo. E depois mais multidões para verem onde foi e outras multidões para verem..

 

Está garantida a viabilidade financeira, e em caso contrário, implode-se!

 

 

Comments


  1. No entanto em Faro defendem que a região não pode ficar fora do Mundia 2018, caos a organização venha a ser atribuida à Ibéria. Braga e Algarve para receberem jogos terão de aumentar a actual lotação em 12 mil lugares, quem pagaria? Qual a rentabilidade? Face ao “retorno” obtido nos últimos 5 anos, não será difícil adivinhar…


  2. Faz-se um jogo e rumar a Espanha que isto não é vida.

  3. Carlos Gomes says:

    Ouvi agora que o Macário Correia, essa luminária algarvia, quer “adaptar” o mostrengo de Loulé para o Mundial de 2018(?). Como a asneira não pode andar sozinha a malta de Braga também quer entrar. Não há betão que os vede!


  4. Vai ser como no Europeu de 2004, todos querem um estádio. No TGV todos querem uma estação.

  5. Anónimo says:

    Boa noite. Se achar pertinente divulgue este vídeo:http://www.youtube.com/watch?v=iSJ31IBCvj0obrigado pela atenção.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.