À pesca na Ria de Aveiro

Pese embora haver reticências e muito incómodo no Partido Socialista e no próprio Governo, já há quem peça a cabeça daqueles senhores de Aveiro que se deviam dedicar à pesca da taínha ( há multidões delas na Ria, mas sabem a lodo) em vez de andarem a investigar crimes.

 

"Espionagem política" nem menos, "tese da cabala" nem mais, o povo socialista está muito nervoso, pode lá ser, a escutar os nossos maiores especialistas, não basta o que já quase se enterrou no Freeport e na Cova da Beira?

 

Entretanto, crescem os especialistas em Direito que defendem que as escutas só podem ser destruídas depois da decisão do processo passar em julgado, pois de outra forma, como podem eventuais acusados defenderem-se havendo provas destruídas? Mesmo que nada resulte contra Sócrates, ou seja ilegal, a verdade material pode estar toda nas escutas e nesse caso, os arguídos têm direito a usá-las para sua defesa.

 

Arguídos já são quinze e o Ministro da Justiça está entalado, acabado de chegar, ou afina pelo mesmo diapasão dos colegas e chama a isto tudo uma "cabala" e perde já, os agentes judiciários, ou vai mesmo ter que dizer que os senhores ministros não têm que se intrometerem na Justiça.

 

Cavaco Silva recebe amanhã Noronha do Nascimento e todos adoravamos ouvir tal conversa. Revemos todos o filme  em que um gajo, que casou com a Geena Davis e, por isso, nunca lhe pronuncio o nome, se transformou numa mosca e entramos na conversa sem direito "a sentido" da Guarda da Presidência .

 

Isto está a passar as marcas ! Principalmente se as escutas apanharam algo criminalmente relevante…

 

Comments

  1. Anónimo says:

    Vai uma aposta em como -com tanta pesca, tanta pesca- termina tudo em Àguas de Bacalhau?!? É para variar…Daqui, aposto já uma “mine” dupla!

  2. Rosarinho says:

    ÁGUAS 😀 😀


  3. Bacalhau tambem é de Aveiro, mas são os campos da seca dele. Quanto às mines é melhor continuar a bebe-las sem apostas…