António Barreto – entrevista ao (i) – 1

Citando :

 

Dependência " conheço pessoas com receio de falar"

 

"O que se passa com a Justiça entristece-me muito, mas tambem me irrita. A nossa Justiça está hoje refém"

 

" Há uma falta óbvia de capitalistas. As elites são fracas e têm uma noção medíocre de serviço público"

 

" Se não houvesse a Europa e ainda houvesse Forças Armadas, já teríamos tido golpes de Estado"

 

"Depende-se de muita coisa: de ter autorização, de ser aceite, da boa palavrinha do bom secretário de Estado"

 

" Os poderes só receiam uma coisa: a opinião dos homens livres"

 

" A opinião pública pode ser a grande parteira da democracia "

 

"Portugal está à beira de iniciar um percurso para a irrelevância, talvez o desaparecimento, a pobreza certamente"

 

" O Presidente da República devia enviar mensagens à Assembleia da República"

 

"A Justiça está refém de grupos profissionais e os portugueses sem esperança"

 

Este é o retrato desencantado de alguem que conhecemos como um homem de bem, um estudioso e que agora se dedica a tempo inteiro à presidência da Fundação Francisco Manuel dos Santos, onde estuda Portugal e os portugueses.

 

É a isto que chegamos !

Comments

  1. dal-TÓNICO says:

    Luís, lá estás tu, outra vez..Mas é só a opinião de mais um sociólogo! O mundo, o país não TÊM necessariamente de ser o que ele vê neles. E depois há a visão de quem vive em Lisboa o jogo, no jogo e para o jogo.MAS NEM TODOS, GRAÇAS A DEUS VIVE NA ROMA DECADENTE PORTUGUESA! Tu, por exemplo, já pensaste em aliviar «esse fogo que arde sem se sentir» noutra parte do país? Já pensaste que em vez de quereres salvar a nação podes, por exemplo, salvar a tua própria felicidade…(até pareço um televangélico!). Porque não mudares-te para Aveiro, andar de bicicleta, ires ver o sol de bicicleta à Barra ou Costa Nova, todos os dias, comeres ovos moles e ofereceres os ovos moles a uma linda menina com mais de 18 anos, ou barrares-lhe os ovos moles com massagens prepucianas onde quiseres?? namorar com alguma senhora jovem que precise de teus conselhos sábios, em vez de insistires sempre nas mesmas sabidonas urbanas de Lisboa e da Mexicana (que estás fartiiinnhho de saber) que não te darão na vida o que tu procuras, mas sim o que tu evitas..Eu conheço , por exemplo, alguns sociólogos e de nome confirmado como o de cima, que não apreciam este senhor..Eu já o vi bem mais perto do Poder/Status Quo, mas não nego que aprecio alguns pensamentos dele..Mas é a opinião dele..A VIDA NÃO É SÓ ECONOMIA, A VIDA NÃO É SÓ GOVERNOS, A VIDA NÃO É SÓ O DESTINO QUE OS PARTIDOS NOS QUEREM DAR..Para mim, a parte melhor da vida é tudo MENOS ISSO! Ainda que eu saiba que parte da minha felicidade dependa deles, mas não a VIDA em si na sua essência. Vais passar a tua vida, dias, semanas, nisto??Eu não quero….se for para os «intervalos» serve, mas eu quero muito mais da vida do que a dependência dos «very political moments!» Olha e até te digo..ando sempre ao contrário das marés..em tempos de crise poupo como nunca e meto dinheiro no banco como nunca..em tempo de vacas gordas nunca tinha um tostão!Como vês tudo é relativo..(pareço um pai a dar-te bons exemplos..que sensação horrível , logo eu que tenho mais jeito para «filho eterno» odiava ser pai..Deus me livre até me arrepia só de pensar na vida «ser pai»!!!..mas assim até te sentes um «menininho», que aliás hei-de-te ensinar um ‘jogo’ que vais fazer com as meninas adultas e adúlteras, em que tu és um «menino filhinho» ainda!!!..Tens pinta de que vais adorar «esse circo»!! Sarita Montiel Pia Zadora Monica Belluci de Rio Tinto

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.