A ficar apertado…

O vídeo é extraordinário para demonstrar o que está na cabeça de muita gente, eu incluído. Isto está a ficar apertado. Não é difícil de perceber. No entanto, há quem ande mais interessado em pontos percentuais e o que é ou não economicamente viável. Isso é-me difícil de perceber. E não, não é uma daquelas “trips” maltusianas. Não, também não estive a ler “The limits to Growth“. Percebo simplesmente que este planeta não chega para todos e muito menos para os que ainda aí vêm. A solução? Não sei. Só agora aqui cheguei também…

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Há partes enormes da Terra que ainda não estão exploradas mas isso não resolve nada porque quando estiverem exploradas o problema é o mesmo! Malthus já colocou o problema há muitos anos, não podemos viver tanto tempo ou a população não se renova.Antigamente havia umas guerras que resolviam isto, a última na Europa matou 50 milhões de pessoas.E se tivermos de escolher entre viver 50 anos fantásticos e viver 100 anos assim assim? Esta opção vai colocar-se antes da espécie humana partir para a Lua e para Marte. O Universo é o limite?


  2. Pode parecer meio lunático, mas eu acho mesmo isso. Eu acho que só temos futuro na exploração espacial. Se calhar ainda ninguém conseguiu inventar uma maneira de ganhar dinheiro com isso…

  3. Luis Moreira says:

    Mas já há pessoal a ganhar dinheiro com viagens ao espaço que seria uma coisa que eu faria se tivesse uns milhões da GCD(antigamente era do TOTTA).A verdade é que ,caro Isac, isto vai tudo começar do ínicio.Haverá quem ficará como semente na Lua ou Marte e a vida vai adaptar-se às condições tal qual aconteceu na Terra.E se os que agora nos roubam nos seus bancos , partidos e associações , que já vivem nos condomínios, nos grandes carros, que enfim já têm o seu mundo muito diferente do nosso,começarem a aniquilar os ínvios que põem em perigo a sua (deles) própria existência?Muito diferente dos Nazis? Como vês já se ensaiou, pá!

Deixar uma resposta