Podem os homens viver sem as mulheres?

 Recentemente ouvi um desabafo que não me saiu mais da cabeça.  Um homem contava, aparentemente sem drama nem cinismo, que, após um divórcio mais ou menos civilizado, havia desistido das mulheres. Ou melhor, desistira de relacionamentos com alguma profundidade.

 

Admitia encontros esporádicos, sem compromisso, desde que estivessem claras e fossem aceites por ambas as partes as condições em que os encontros decorreriam. Em síntese, seriam encontros sexuais com a garantia de que nunca se tornariam em algo mais do que isso. Se elas estivessem dispostas, claro. E aproveitou o embalo para fazer um elogio do celibato, garantindo que agora se sentia mais livre, mais autónomo, capaz de decidir sem amarras e sem cedências à vontade alheia.

 

Lembrei-me de uma velha canção do Tom Waits, “Better off without a wife”, um elogio à amizade entre homens e às vantagens de poder dormir até ao meio dia, sair quando se entende, ir de pescaria ou ficar a uivar à lua sem nunca ter de prestar contas a nenhuma mulher. Tudo isto com a ironia de Waits, ou não tivesse ele acabado por casar não muito depois de ter gravado essa canção. 

 

Para os homens da geração do meu pai, e salvo meritórias excepções, viver sem mulher comportava problemas logísticos de tal ordem que não seria exactamente uma opção. Quem cozinharia, quem trataria da casa, quem se ocuparia dos filhos? Quando, ao fim de décadas, se encontravam sozinhos, por divórcio ou viuvez, deparavam-se com um caos difícil de superar, constatavam a sua inépcia para resolver aquilo que sempre lhes parecera fácil, ou no qual simplesmente nem haviam reparado.

 

Actualmente podemos acreditar, com algum optimismo, que as mulheres já não são vistas unicamente como donas de casa ou mães, as relações entre homens e mulheres já não têm como um dos alicerces essa complementação de papéis: homem ganha-pão, mulher mãe/dona-de-casa, e já se pode ponderar se os relacionamentos, com as exigências que pressupõem, valem a pena. Os jogos de sedução iniciais, as cedências, os almoços com a família dela, os aniversários para recordar, os raspanetes pelas tarefas por cumprir, as exigências permanentes do romantismo, tudo isso desaparece num ápice e fica apenas a agenda telefónica.

 

Haverá quem diga que o que fica, nessas condições, é a solidão, o vazio pela ausência de laços afectivos sólidos com outro ser humano, mas também isso corresponde a um modelo de vida de que nem todos partilham. Este homem de que vos falava no início não se manifestava contra as mulheres, não proferiu nenhuma crítica, nenhum queixume. Tendo experimentado as alegrias e as amarguras do relacionamento conjugal, chegou à conclusão de que estava melhor sem ele.

 

Dizia Waits nessa canção: “sou egoísta no que respeita à minha privacidade, mas enquanto puder estar comigo damo-nos tão bem que eu nem acredito”.

Desculpem tanto tempo às voltas com este tema, mas confesso que, tal como imagino que deva acontecer com outras mulheres, a ideia de que eles possam e queiram viver sem nós parece-me estranhíssima.

 

Mas, tal como aceito que possa existir um clube de fãs do Fernando Rocha, ou vida fora do planeta Terra, também tenho de abrir espaço nas minhas crenças pessoais para essa possibilidade fantástica. A de que haja, entre o género masculino, quem esteja convencido de que não precisa das mulheres.

 

Comments


  1. Carla, doce Carla, mas quem te disse a ti que homem que vive só não precisa de mulher? E mulher de quem goste muito. Os afazeres ficam com a mulher a dias, e os encontros só quando é bom para os dois.O que mudou é que agora o homem só quer viver com mulher por não poder viver longe dela. Antes, não podia porque precisava da sopa feita. Agora é que os homens gostam mesmo de mulheres…


  2. e precisas de abrir a categoria das mulheres que estejam convencidas que há homens que se tenham convencido que não podem viver sem mulheres…


  3. Miguel, isso é muito complicado.As mulheres querem ser amadas e ponto final.


  4. Depende do que se entenda por «viver» – se estamos a falar só das tarefas domésticas (o que me parece um conceito redutor), claro que podem. Se estamos a falar da vida, não podem. Os homens não podem passar sem as mulheres. O contrário também é verdade – o que seriam as mulheres sem os homens? 


  5. levantam questões interessantes, caros colegas. Mas parece-me que nenhum de vocês encaixa nesta categoria


  6. Esse homem que você cita demorou pra perceber, eu que sou solteiro, já penso igual a ele. Mas é ilusão dele achar que vai encontrar mulheres dispostas a aceitar isso, somente garotas de programa (que hoje em dia, saem muito mais barato, até mesmo as top). Homem solteiro pode viajar pra onde quiser, sobra dinheiro, pode comprar tudo que quer e gosta, deixar sua casa com a sua cara, comprar carro novo, etc. O capitalismo substituiu o relacionamento a dois. TODOS os meus amigos casados são infelizes, vivem reclamando pra mim, no fim, sao mais ´sozinhos´ que a maioria dos solteiros, casamento virou uma troca de tolerância entre as partes, uma jaula. Essa idéia lhe parece estranhíssima porque boa parte das mulheres joga com os homens e estão sempre com o seu ego lá em cima, achando que tem todos aos seus pés e que sempre merecem um melhor do que tem e que ele é obrigado a se modelar como vocês idealizam ele, deve ser realmente um choque perceber que os homens estão se cansando de vocês, ou melhor, vendo que não valem a pena. Chega a parecer inconcebível, mas é a realidade. E te digo mais, a tendência é esse numero aumentar, basta ver que o numero de divorcios é 2 pra 3 casamentos, e o 1 que resta é o caso da troca de tolerância que te falei. Antes o homem precisava de mulher de casa, hoje solteiro, paga uma emprega, compra uma brastemp, frequenta boates, até masturbador japones de ultima geracao já criaram no japao e amizade, ca pra nos, preferimos nossos colegas de bar.

    • Alex says:

      “…TODOS os meus amigos casados são infelizes, vivem reclamando pra mim, no fim, sao mais ´sozinhos´ que a maioria dos solteiros, casamento virou uma troca de tolerância entre as partes, uma jaula.” Essa string resume minha vida já faz tempo!

  7. Bruno says:

    Pra mim, hj em dia ta mais dificil conseguir uma mulher. Tão mais exigente. Chega a desanimar nas nossas investidas. Muitas vezes, nem vale a pena, é melhor até desistir dakela pessoa.
    O pior é q akela pessoa poderia ser a pessoa da vida dele e vice-versa. Mas, elas não dão a chence, e acabam perdendo a oportunidade!
    Sinceramente, elas deviam ser mais flexivel com o cara interessado nela. Elas dispensam, dispensam, depois ficam velhas e feias, ai ninguem mais quer, e depois pega o 1° idiota q aparece!

  8. Osmar says:

    Eu passei 20 anos sem mulher nenhuma! por que que eu não passo mais 20 anos do sem elas!…

  9. Flávio says:

    …na verdade essa é a tendência global….pode-se viver tranquilamente, ou até mesmo muito melhor sem assumir compromissos…relações humanas são extremamente complicadas e deve-se sim evitar ao máximo uma relação duradoura….terá menos sofrimento com certeza….amor não existe, isso é utopia, só as mães (e nem todas) é que sentem amor por seus filhos, pois o amor tem de ser incondicional, ou seja, não impõe condições, mesmo se o filho chegar bêbado em casa, ou passar a noite fora, ou arrumar a mulher ou marido errado! ( o que hoje em dia é muito comum) a mãe continua amando o filho, sempre, porque é seu filho….agora em uma relação de dois indivíduos estranhos isso é impossível….resumindo, no casamento pode existir todo tipo de sentimentos, menos o amor, isso é impossível entre dois estranhos….caiam na real, é mais caro e estressante o casamento ou uma relação séria do que a vida de solteiro, com liberdade, dinheiro no bolso…..qual o homem casado que nunca se pegou pensando..”que besteira que fiz, se fosse solteiro estaria bem melhor”….parabéns às feministas de plantão que estão ,cada dia mais, conseguindo espantar os homens de casa, com seus insanos discursos de igualdade, igualdade essa completamente fictícia, que jamais poderá, de forma natural, existir…é contra a natureza humana… afinal o homem e a mulher tem visões diferentes do mundo, e quando um tenta se igualar ao outro ai então tudo bagunça e acaba assim…cada um do seu lado…. boa sorte para os que ainda fogem da realidade arrumando uma muleta chamada parceiro(a)……cuidado que essa muleta talvez seja a causadora de sua queda!

  10. Neri says:

    Conversa de mangina….homem precisa de mulher decente, se não existe mais (fato) então pode viver sozinho numa boa, o homem se adapta rápido e facilmente a diferentes situações….sexo se encontra facil, barato…mulher decente nao se encontra mais…marriage strike como solução para o homem que possui um pingo de discernimento…o resto e CSP e manginas, nem vale a pena perder tempo com essa gente….tem que ser muito trouxa para atender as exigências absurdas que estão em voga….

  11. João says:

    Viver sem mulher é uma coisa, agora viver sem uma mulher te infernizando é outra.
    Sou solteiro, e por incrível que pareça sempre tenho alguma mulher para farra, agora namorar ou casar, não, deixei isso de lado após o 2º casamento frustrado, nem vale a pena lembrar, minha vida esta boa demais pra estragar com lembranças fúteis com uma mulher sem graça.

  12. Luiz Guilherme Prats says:

    Morei com três mulheres em minha vida. Com a primeira casei de papel e tudo. Foi a pior. As outras duas moraram comigo e a segunda foi bem melhor que a primeira (incomparavelmente melhor); e a terceira, foi a melhor de todas. Mas o amor vira amizade, e aí, não tem mais sentido morar junto.
    Solteiro de novo hoje, observo como as mulheres estão hipergâmicas em excesso. Fazem muitas exigências só por conta de ainda serem atrativas sexualmente. Contudo, são vazias, possuem experiências de vida banais. Vivem esperando que o homem sempre traga um assunto interessante, proponha o que fazer e ainda pague.
    Sem chances! Tô fora!
    Prefiro gastar meu dinheiro comigo. Não sou rico, mas ganho muito bem. Além disso, não tenho dívidas, não tenho filhos, tenho pós-graduação e estou em forma.
    Então, não vejo por que eu tenho que pagar a conta e ainda correr atrás.
    Deixo isso para os manginas que por sexo ou possibilidade de sexo, se arrastam por uma mulher que não lhes dá valor e só querem saber do que eles podem lhes proporcionar.

    • Flávio says:

      Perfeito comentário, só quem á passou pelo deserto da vida conjugal sabe o quanto ela minimiza o homem em si, como destrói seus sonhos e desgraça suas finanças. Já era a conversinha de “síndrome de Peter Pan” (aliás nunca aceita clinicamente falando) onde o homem tem que se matar, se esfarrapar, perder toda a sua curta vida em prol de uma pessoa desconhecida que o ancorou mediante filhos e o enclausurou em uma verdadeira prisão psico-social-emocional.
      Também prefiro mil vezes gastar meu suado dinheirinho comigo mesmo, fazer o que quero na hora em que quero. Isso sim é um homem bem resolvido e com discernimento, e consequentemente “feliz”.
      Sexo casual se encontra em qualquer esquina, fácil, fácil, sem esforço algum, ou seja para que assinar a sentença de burrice de uma relação atualmente?
      Hoje digo que começo a resgatar a minha felicidade, o meu bem estar que eu havia perdido durante 2 décadas de relação “séria”.Hoje volto a ter vida propriamente dita.

  13. Rafael Manfio says:

    Bastante interessante ler os depoimentos. Por um momento, em minha vida, achei que eu era o único cara que não acredita em casamento. Tive 6 namoradas até aqui, no começo tudo muito bom, mas depois de um ano ou pouco mais começavam o processo no qual eu ia me anular, desistir de minhas vontades e me submeter aos anseios delas. Afinal, onde elas aprendem isso? Por que as coisas não podem ser mais divertidas e com menos cobranças, por que eu tenho que desaparecer para que ela seja feliz?

  14. João says:

    Marriage Strike já esta virando uma tendência mundial (lê-se ocidente, afinal no oriente o machismo impera, inclusive e principalmente nos países de cunho social-comunista). Para o homem com um pouco de raciocínio lógico, viver sozinho ,atualmente é verdadeiramente a liberdade personificada.

  15. Bruno says:

    Vão tudo pra casa do caralho. …que se foda …para que …pode ser muito mais feliz se vc tiver um cachorro….eu tô sozinho.a três anos….tenho um filho.nunca casei. …sempre me dizem que sou sem futuro….pobretão. ..então eu digo : vão tudo pros quintos dos infernos. ….

    • Atílio says:

      Concordo, os cachorros são fiéis, agora as esposas atuais……se é pra suportar loucura alheia,prefiro pensar só em mim mesmo e me divertir com as minhas próprias loucuras e fim de papo!

  16. Carlos says:

    A verdade é que poucos homens ainda acreditam nas relações ditas “estáveis” (que não fornecem absolutamente nenhuma estabilidade pro homem). Pensem, felicidade não se alcança, se vive, se resumem a momentos de felicidade. Pode-se ganhar na loteria hoje, que felicidade não é?, mas amanhã se um ente querido falecer a felicidade que toda grana que você ganhou foi embora num estalar de dedos, servindo apenas para custear o velório e enterro. Por isso temos de aproveitar cada momento feliz, fugindo daquilo que pode atrapalhar nosso bem estar, já basta as intempéries naturais da vida.Então se você é solteiro e tem muitos momentos de felicidade,independente da “livre e coercitiva vontade” imposta pela sociedade (eles querem vender, um solterio, logicamente, gasta bem menos do que uma família) de ter de casar, você trocaria tais momentos por um casamento fadado ao seu fracasso?(as leis estão aí pra provar) Porque trocar momentos bons por um inferno constante? Se for para namorar ou casar que de mais momentos de felicidade e não o contrário, pois aí então não passa de estupidez, não passa de massa de manobra obedecendo as ordens sabe lá de quem. E querem saber, com essa arrogância do suposto empoderamento feminino (confesso que nunca vi o mesmo, afinal trabalhar fora não passa de escravidão necessária para sobrevivência, não tem nada de poder, a não ser do patrão, que sempre foi ou homem ou mulher…rico)) os homens se afastam a cada dia, pensando em si próprios e principalmente, nos seus momentos de felicidade. O ser humano nasceu pra ser feliz, e não pra carregar um fardo nas costas sem retribuição. E mais, com um mísero salário, tendo de correr que nem louco pra se autossustentar, acha que mais 2, 3 4, cabeças na sua responsa vai melhorar sua vida financeira? Ahh, vá! Chega a ser até egoísmo com os futuros filhos. Casar, fingindo estar tudo bem, tem um alto custo, é pra ricos, eles compram a ilusão do casamento. Pobre tem o casamente indubitavelmente fadado ao fracasso.


  17. “As mulheres, não fosse a falta que fazem, não faziam falta nenhuma!”
    – Dito alentejano.
    Bom Natal e não esqueçam que esta publicação, apesar de ir a caminho de uma década – mas poderia ser dos cem anos ou dos que entenderem – mantém-se actual. Porque será?

    • Saulo says:

      Concordo em partes. As mulheres que fazem falta a um homem decente já estão em falta a algum tempo, ou seja, ou os homens de bem se conformam com a situação atual ou viverão um mar de lama em sua vida dita conjugal. Hoje só os cafajas tiram proveito, um homem com discernimento evita se relacionar com modernetes.

  18. Cirineu says:

    E aqui vou eu a dizer: estão todos certos, e a situação vai piorando com o avançar do tempo. Se antes casamento era ruim, hoje já evoluiu pro namoro e não duvido, o próximo a cair será o encontro casual. Tá chato demais, parece entrevista de emprego. Sem contar que não se acha mais alguém por quem se possa dedicar. Tá um lixo só! Até o sexo tá ruim, desgraçou tudo. Que época.

  19. Humba says:

    Todos os meus amigos decentes que se casaram, acordaram e puseram fim ao relacionamento em menos de 5 anos de casamento. Eu avisei-os que tudo parecia bonito de início quando na verdade eles estavam-se candidatando a uma inesperada lição de vida. Eu também recomendei para que olhassem as mulheres deles pelo que elas fazem, pelo grau de satisfações exigidas a cada dia, pela privacidade que querem ter e, em geral, pela atitude delas. Nunca, mas nunca pelas palavrinhas doces delas!! Há muita mulher interesseira não declarada que esconde o seu permanentemente descontentamento com o que tem, querendo sempre ter mais e mais. Não! Não mudo o meu rumo por coisas rotuladas como anormais pela sociedade. Estúpido eu seria se eu caísse nessa de mulher excepção ou ”mulher criptografada”, assim eu particularmente chamo, pois é difícil desvendar os seus descontentamentos.

  20. Carlos says:

    Com essas e outras o Mgtow cresce de forma assustadora no mundo ocidental.

  21. Clayton says:

    Sra. Carla, comece a aceitar a nossa renúncia, nossa saída de um jogo de cartas marcadas, assim como aceitou as tais leis até então inimagináveis forjadas contra os os homens de bem com total naturalidade. Mas fique tranquila a nosso respeito, estamos bem, obrigado, vocês mulheres lutaram durante décadas por uma “libertação sexual”, e conseguiram, nós agradecemos por terem deixado tão fácil ter acesso ao sexo casual, sem vínculos e as mazelas de uma relação tóxica. Muito obrigado por mostrarem que também podemos ser livres para escolher a vida que apresenta maiores benefícios individuais. E confesso, assim está, de longe muito melhor, curto muito mais os momentos com mulheres diferentes, sem compromisso.


  22. ! eta nóis, tanto assuntar de home macho ressabiado !

    e o caipira Urtigão que gosta de viver só e de de espantá intruso e contá causos de arrepiá, celibatário convicto, diz assim :

    ” num caso mazé nunca, que muié é traia ca gente bota p´ra dentro di casa e despois num pode botá fora ! ”

    ; ) https://desciclopedia.org/wiki/Urtig%C3%A3o

  23. Junior says:

    Casei 2 vezes. Hoje vivo tranquilamente como solteiro, tem uma ou outra mulher que eu transo, mas casar nunca mais, nunca estive tão bem financeiramente e tudo hoje em dia gira apenas em torno de mim. Trabalho menos, vivo bem com um terço do que eu ganhava quando casado. Só se eu fosse muito estúpido pra jogar essa vida boa no lixo. Acredito que esse seja o novo modelo na sociedade ocidental. Logo esses termos como “mgtow” vão estar em desuso, tendo em vista que a esmagadora maioria dos homens já terão aferido a esse estilo de vida sem compromissos amorosos e trabalhistas.

    • Mgtow says:

      E aí Dona?….Após 10 longos anos ainda não se ligou que perderam o poder de barganha?….triste…mgtow avança em passos largos…mas vocês sentiram um pouquinho, isso é fato…Não somos inimigos, não desejamos mal algum. ..apenas saímos do jogo com cartas marcadas…esperamos ansiosamente que possamos nis entender. ..homens de um lado. ..mulheres â esquerda….boa sorte!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.