DEUS COMO PROBLEMA OU A COMPLEXA SIMPLICIDADE DA EVIDENCIA (1)

Deus como problema ou a complexa simplicidade da evidência

Ao ler na revista Visão um artigo de José Saramago, Deus como problema, fui repescar um texto meu, escrito há alguns anos, baseado na resposta que dei à carta de um amigo e cujo tema era o problema de Deus. Com algumas considerações desse meu amigo e com o texto de Saramago tentarei uma reflexão que possa constituir uma espécie de calibração para todos aqueles a quem a lastimável situação do mundo em que vive não é de todo indiferente.
A genuína pureza da poesia vive e anda por aí em tudo o que é vida, mas não é fácil captar a sua complexa simplicidade. Como não é fácil – ou não se quer – entender a complexa simplicidade da evidência que também anda por aí, em quase tudo. O medo da evidência apavora as mentes que, de uma forma ou de outra, perderam a liberdade ou rejeitam a liberdade, sobretudo a liberdade de pensar. Interiorizam mecanismos fortemente redutores que são aceites acriticamente, porque não existe ou foi tacticamente anulada a capacidade crítica, ou são impostos por uma espécie de fé ou crença consuetudinária, impiedosamente dogmática, que cristaliza toda a forma de pensar, mesmo de pessoas habituadas e traquejadas numa moderna cultura científica da evidência. Estas as pessoas, ainda assim, de boa fé. Porque as há, e não são poucas, que fazem da má fé o antídoto da evidência que não conseguem negar. Por isso o texto de José Saramago me impressionou, ao mostrar que o mundo é muito claro, pelo menos até onde nos permite que o seja.

      (adao cruz)

(adao cruz)

Comments

  1. dalby says:

    A Mim impressiona-me homens que queiram ser Deus(es) e inteligências que desafiem querer ser a superioridade do Universo. Deus , para ser provado fisicamente deixaria de ser simplesmente DEUS! Há uma coisa que falta aos homens para O compreender…HUMILDADE..sem humildade e com a arrogância dos homens pensantes…..nunca vão lá..E DEPOIS HÁ UMA ESCOLHA QUE ELE DÁ: Há os que querem e os que não querem…Agora, os qu enão querem e não acreditam o problema é DELES, não do lado de cá- Não querem OK, mas não pensem que vamos andar toda a vida a procurar razões para lhes explicarmos as deficiências de crises existenciais aaos mesmos..DEUS NÃO SE EXPLICA, SENTE-SE! ET VOILÁ, isso é um problema para resolver…MAS EU NÃO SOU DEUS PARA O FAZER!

  2. Luis Moreira says:

    Claro que eu não acredito num Deus – pai que castiga, mas acredito que a “existência” (porque é uma realidade na mente do homem) de Deus eleva o homem a um patamar superior de vida.E isso é suficiente!

  3. maria monteiro says:

    “Deus não se explica, sente-se” tal como o amor, a amizade, um olhar, um sorriso…

  4. Adalberto Mar says:

    Mas OH Luisinho HP ás vezes pareço rever em ti uma versão de Deus castigador!!!! Com elas é que nunca és castigador!!!..É tudo facilidades para elas, e tudo dificuldades para eles, nomeadamente no…casório!!!!!ELeS NUNCA TE QUERIAM COMO DEUS. JÁ EU SOU UMA MÃO GENEROSA E BENÇÃO BENTA PARA TODA A GENTE!!!

  5. Adalberto Mar says:

    É ESSA A MAGNIFICIÊNCIA DE DEUS, A ESSÊNCIA DA VIDA, A ARTE DO UNIVERSO, COMO UM QUADRO DE PICASSO… NEM SEMPRE COMPRRENDIDO E ENTENDIDO…TEM RAZÃO MARIA…VOCÊ ESTÁ NUMA FASE TÃO BOA DA VIDA, COMPREENDE TUDO!!! …AINDA A VOU PEDIR EM CASAMENTO MAS TEM DE SER NO GÉNERO DE «MUSICA NO CORAÇÃO»..A DESCER PARA MIM PELAS ENCOSTAS DOS MONTES VERDES DE SALZBURGO (QUE POR SINAL ESTÁ UMA CIDADE UM POUCO DECADENTE CHEIA DE PROBLEMAS COM UMA JUVENTUDE RENDIDA ÁS DROGAS..pelo menos na 2ª vez que lá fui assimo achei..IRONIA DO TEMPO!! A JULIE ANDREWS PELOS VISTOS DESVIOU A MALTA NOVA TODA!!)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.