A professora de Espinho não é do PS !

Esse é que é o pecado capital!Essa é que é a diferença que faz toda a diferença!Suspensa, já? Mas, então, a professora já foi a tribunal? Do que se ouviu, para além do mau gosto, não há sequer um palavrão,uma frase que se possa dizer que faltou ao respeito a quem quer que seja!Nem sequer um inquérito para se apurarem as condições que levaram a professora áquele destempero? Não tem direito a nada ? Suspensa ! Mas então os banqueiros ? E o ex-Ministro do Ambiente? E o Presidente do Eurojust? E os negócios finos da CGD? Pois é, amigos, neste país voltaram os tempos em que ser de uma determinada associação política é passaporte para usufruir direitos que se negam aos outros ! Eles bem avisaram ” quem não é do PS, leva!” Nós, incautos, julgavamos que eles estavam a dizer outra coisa!

Comments


  1. A gravação aparece descontextualizada, porque:a)não se conhece os antecedentes e todo o enquadramento que levou a professora a dizer tais frasesb)de 90 minutos de aula, ouve-se praí 1 minutoc)estamos no Norte, e a referência a “furar o hímen” é banal, é o nosso correspondente a “perder a virgindade”, ou coisa parecida.Para além da falta de contexto, há calúnia pura, e intenção clara de queimar a docente, seja para ter audiências, seja ao serviço da guerra movida aos professores desde há 4 anos – e que já teve mártires, lembro…A SIC dá a notícia, e outros órgãos de Informação (?) fazem eco da mesma, afirmando que a professora foi dar uma aula de educação sexual em que descreveu orgias em que participou!A minha experiência diz-me que é muito possível que se tenha passado algo do género:1 – alunos e alunas vão sistematicamente para a aula descrever experiências sexuais num registo de vulgaridade2 – professora não está pelos ajustes e queixa-se aos pais3 – alunas e alunos, mimados da geração “Morangos”, copiam a tv e juram vingança4 – levam câmara oculta e destatam a provocar a professora com os clássicos “e que é que tem, fazer sexo aos 12 anos” e coisas assim5 – professora reafirma a sua posição e declara qualquer coisa como “é possível a abstin~encia sexual até uma idade em que a cabeça acompanhe as vontades do corpo”6 – aí avança com o exemplo da mãe, que terá “furado o hímen” aos, sei lá, 25 (foi a idade com que as nossas mães o “furaram” na noite de núpcias e pelos vistos não morreram…7 – tendo a docente mordido o isco, os alunos picam mais e mais a professora, levando-a aos píncaros da irritação e colhendo o que depois os FDP da SIC retiraram do contexto e muitos colegas festejaram, apedrejando de imediato a professora, para mostrarem que são professores bem amestradinhos, para quem a Odete Charnequeira e o Chico Chungoso têm SEMPRE razão, mesmo quando não a têm!E ESTÁ À VISTA QUE FOI O QUE ACONTECEU!


  2. Outras frases, ditas já na fase de irritação total, tendo uma turma toda (os sistemas de fidelidade adolescentes são tramados…):- “Tenho 12 anos de básico, 4 de faculdade, dois de profissionalização e dois de mestrado, quando as vossas mães falam comigo devem tratar-me por senhora doutora”.Na gravação é patente que ha antecedentes da turma, ou parte contra esta professora, que não deve ser das que come e cala.As clientes de novelas da SIC que falaram, devidamente intoxicadas pelas filhinhas, serão porventura das que aparecem na escola e perguntam pela “gaja de Português” ou pelo “gajo de Matemática”.Há contextos em que cada macaco no seu galho, e este é porventura um deles. Não me choca!


  3. “Sou eu que vos corrijo os testes” – onde está o espanto??? É obviamente mais difícil lixar uma professora do que uma empregada, que essa leva suas solhas e enrosca-seOutra frase:“Não querem dizer-me já agora com que idade perderam a virgindade para eu contar aos vossos paizinhos?”.É para mim quase 100% certo que uma frase dessas é um protesto óbvio em relação a cenas escabrosas que estão ali a ser descritas! E que a professora presencia!Mas alguém no seu perfeito juízo imagina que uma professora pode chegar a uma aula, virar-se para turma e começar a perguntar sobre a virgindade de cada um???Sim, alguém imagina! Alguns professores, que estão a ser os primeiros a condenar sem saber o que se passou, com base em frases soltas de uma gravação DA SIC!!!Quantas vezes esta professora se terá queixado ao CE ou à(o) DT? Quantas vezes lhe terá sido dito que não há nada a fazer? Há quanto tempo andará ela a aturar sabe Deus o quê? Quantos alunos deste terá enviado para a rua, até ser pressionada por pais e por pares para não fazer?Quantas reuniões morangais com açucarais terão ocorrido em preparação desta operação? A SIC estava a postos…APOSTO que esta turma é a turma da terra, a turma “benzoca”-saloia, e que não é uma turma das aldeolas à volta! Diz-me a experiência de muuuuuitos anos de ensino que são os meninos mimados que investem mais neste tipo de vinganças maquiavélicas, muitas vezes ajudados “de cima”.


  4. Hoje recebi pais. Atracessaram o átrio e perguntaram-me porque é que nós autorizávamos álcool, tabaco (?…), cenas estilo porno à frente da escola, e os encontrões, a pancadaria generalizada e o palavreado do mais obsceno berrado pela escola toda.Pergunataram-me porque é que não lhes damos uns tabefes. Não disse nada. Eles não sonham que alguns até armas de fogo usam. Fiquei eu a ser o bandalho, o mau professor, para não “difamar o Ministério e os políticos em geral”!A partir de agora, e a juntar a isto, teremos 28 alunos de câmara de vídeo apontada 90 minutos de seguida. E montagens em casa. E SIC à porta.Os telemóveis, devido aos tarifários “fale grátias entre família”, já estão no fundo das mochilas a transmitir tpda a aula para casa. As partes das gravações em que eles irritam os professores de propósito para ouvirem desesperar, têm grande sucesso no MSN! Quando descobrirem que as montagens dão para despedir professores vai ser LINDO!Depois disso só a Solução Final para docentes. Porque ao fime ao cabo, comas Novas Oportunidades, e num país de mão d’obra barata e ao serviço de Bruxelas, tornámo-no OBSOLETOS!Parabéns aos colegas inquisidores, que estão a dar um valente empurrão ao processo. Com 50 anos, talvez os Senhores do Bilderbergue aceitem pagar-me 100 euros por mês para apanhar lixo ou guardar retretes. Se comer só pão, dá para sobreviver, com uns cartões para dormir.

  5. Luis Moreira says:

    É óbvio que esta professora perdeu a calma, e o único erro que eu vejo ali é talvez uma proximidade aos alunos que eles naõ merecem!


  6. Claro que perdeu. Mas daí a dizerem que ela vai para as aulas contar as orgias sexuais que faz, e apresentarem aquele vídeo como prova, é diabólico! Faz-me lembrar o epsisódio das “Bruxas de Salém”! Em qualquer profissão, qualquer um de nós pode perder a calma se provocado. Estas duas meninas do complot (apoiadas pela directota PS e pela SIC de Balsemão/Bilderberg), podem fornicar com meia escola e gabarem-se disso à professora, mas quando confrontadas com os pais, negam tudo e juram vingança. Tiveram-na!


  7. Em 16 anos de carreira, perdi uma vez a cabeça. Completamente. Com uma turma que, no final do ano, ficou grande amiga. A certa altura, farto de os mandar calar, saiu-me isto aos gritos: «Foda-se lá pró caralho, calam-se ou não?»Foi a primeira e a última vez que disse palavrões na sala de aula. No ano passado, ia-me saindo «querem fazer silêncio na puta da aula?», mas contive-me e disse «querem fazer silêncio na p da aula?».Não sou pior professor por causa disto. Ninguém se consegue controlar 100% em todos os momentos. E se tivesse sido gravado?

  8. Snail says:

    Depois do que já escrevi sobre este assunto em comentários anteriores, só me resta solidarizar-me com os desabafos supra.Mas será que a D. Milu ou a Directora lá do Norte lerão estes textos? Terão a coragem de fazer uma análise fria e objectiva do que se passou?Que país é este que uma professora tem que tomar um calmante antes de ir dar uma aula? E tem a coragem de o confessar?Para onde vamos assim?

  9. Luis Moreira says:

    Não tenho dúvidas que aquela professora,fora de si, está a pagar por ser próxima demais dos alunos.Aquele registo é de quem se sente à vontade para falar com alunos que se conhece e de quem se conhecem vivências pouco recomendáveis.É preciso conhecer os antecedentes.Agora, a ligeireza com que se quer “assassinar” o carácter da prefessora, contrasta em absoluto, com a atitude apaziguadora que se tem com os carreiristas PS!

  10. kitty says:

    quando gente suja e sem escrúpulos compra e se compra no poder episódios destes são sempre bem vindos…perdeu a calma e depois!? Querem ver que as meninas já tinham lugar marcado no convento…aqui há dias à porta da minha escola estava um grupo de adolescentes (rapazes e raparigas) com uma linguagem do mais escabroso que já ouvi, e onde as piquenas davam murros entre pernas aos piquenos e a palavra F…saía no fim de cada frase, a seguir ao “tás a ver men”…aproximei-me, já que ia a entrar na escola e perguntei se sabiam qual era o significado das palavras respeito e educação e se em casa também se comportavam daquela maneira…a resposta foi afirmativa com um FDP da cota, pensa que manda na gente…é o que temos

  11. Adalberto Mar says:

    EXMº SR PRESIDENTE DA REPUBLICA:VENHO POR ESTE MEIO CONTESTAR O FACTO DO PATRÃO DAQUI DO BLOCO MISTER R FARTAR-SE DE ME «FODER» O JUÍZO POR EU PRAGUEJAR E AGORA DIZ QUE DISSE AOS ALUNOS AS MESMAS PRAGUINHAS QUE ME PROÍBE:POIS ENTÃO TOME LÁ!!!:http://www.youtube.com/watch?v=lrUoB-KBuMUE oh luisinho dos camiões, se abres a boca a provocar-me COMO-TE VIVO!

  12. Luis Moreira says:

    Eu não ouvi praguejar, nem palavrões…

  13. Luis Moreira says:

    Kitty, é claro que os professores são o bombo da festa!As TV então é do mais escabroso.Eu até julguei que tinha havido uma orgia na sala de aula, quando ouvi a primeira vez!

  14. Adalberto Mar says:

    Lá está ele…como é que este tipo fazia aos 15 anos??? Era de cordas como nos barcos- paquetes a segurar nele ..só pode!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.