Reinserção na vida activa

PrintA vitória de Isaltino Morais demonstra que o processo de reinserção social dos ex-reclusos é mais uma prova do progresso do país. [Filinto Pereira Melo]

Isaltino Morais: é triste, mas é o que temos

Fotografia via Panorama

Poucos indicadores são tão ilustrativos do estado da democracia em Portugal como a vitória esmagadora de Isaltino Morais em Oeiras. A euforia em Oeiras diz tudo. Parabéns aos oeirenses que deram maioria absoluta ao homem que foi acusado de fraude fiscal, branqueamento de capitais e abuso de poder, que foi julgado e condenado a 7 anos de prisão, e que interpôs dezenas de recursos e gastou uma pipa de massa para escapar à justiça, e que mesmo assim foi preso. O resto da história vocês já sabem. Hoje desfila em ombros. Pobre democracia.

Detesto tudo o que Isaltino Morais representa

Mas não é com golpadas baixas que deve ser vencido. Que a culpa não morra solteira.

Ganda Miséria!!!

Carlos Carreiras e Isaltino Morais

Carlos Carreiras, coordenador autáquico do PSD, e Isaltino Morais, retratado no seu livro

É a conclusão que se tira quando, por declarações do próprio à comunicação social, se sabe que Isaltino Morais foi convidado a regressar à Câmara de Oeiras pelo PSD e recusou. Mai nada. Passos Coelho e Paulo Portas não se ficaram só por lançar o povo na fome, também levaram os seus partidos à miséria da falta de credibilidade. Nem os compagnons de route já os querem.  Noutro tempo, eram partidos em que pontificavam pessoas que, ao menos, tinham brilho académico e boas maneiras.  Agora, não têm ponta por onde se lhes pegue. Uma cambada.   Terão razão os que ao anterior regime chamam Outra Senhora e ao actual, Esta Gaja?  Porque, na verdade, é de gajos e gajas que falamos quando apontamos a PAF.

Da série “Levar Portugal a sério”: Isaltino Morais está de volta

im

O PSD insiste em levar Portugal a sério, no seu registo peculiar, e, para cumprir esse desígnio, avança o Expresso, terá contactado Isaltino Morais para ser o seu candidato à CM da Oeiras nas Autárquicas de 2017.

Se a ideia é não ter um pingo de vergonha na cara, porque não convidar Dias Loureiro para disputar a CM de Aguiar da Beira? Qualidades, segundo Pedro Passos Coelho, não lhe faltam. O que se passou no BPN, tal como o fartote em Oeiras, foi um detalhe sem importância.

Foto@Panorama

Isaltino Morais elogia José Sócrates

“O melhor que este país tem hoje são os presos.”

Coisas que me ocorrem às 3 da manhã

Sabem o que é irónico? Irónico é pensar que ao longo dos anos, Oeiras tornou-se no alvo das piadas de humoristas, comentadores políticos, analistas e afins que abertamente criticavam ou gozavam com os eleitores do concelho que repetidamente votaram em Isaltino e nos seus sucessores. Irónico é perceber que não vimos nem metade das piadas, dos comentários sarcásticos, dos artigos tipo, “oh meu deus o povo é tão estúpido” quando Soares abraçou Isaltino e disse para toda a gente ouvir que o que lhe aconteceu foi uma injustiça. Não me lixem. A elite política de Soares a Portas (nem venham com a história dos partidos que não há paciência) e uma parte da elite “intelectual” portuguesa funcionam dentro da ideia de que há uma justiça para uns e uma justiça para outros. Funcionam assim porque no fundo, o povo, como os eleitores de Oeiras, eram ignorantes e atrasados enquanto Soares é o pai de Democracia e um iluminado que nós temos no mínimo de “respeitar”. A relação das classes “pensantes”, políticas, académicas, literárias etc. com o povo sempre foi má porque o “povo”- essa massa homogénea de pessoas que vota no Isaltino e vai aos saldos ao Pingo Doce no 1 de Maio – desaponta. Mas o povo também são eles.