“Os onze poderes do líder”

Quem lê muito, acaba, mais tarde ou mais cedo, por ser capaz de produzir umas frases jeitosas, daquelas que ficam no ouvido. E, se tiver ódios de estimação entre figuras mediáticas, sujeita-se a escrever livros. É uma tentação, e já Oscar Wilde explicava isso muito bem, quando assumia que a única coisa a que não resistia era à tentação. Ora, a tentações, nenhum de nós é imune!

“Os onze poderes do líder” é um livro que acaba de sair. O autor, Jorge Valdano, figura incontornável do Real Madrid como atleta, mas proscrito por Mourinho como director, aquando da sua passagem pela capital espanhola, caiu na mais primária das tentações para ficar ainda mais célebre: mostrar ao mundo que, por mais cultura que se tenha e por mais livros que se leia, hélas, somos humanos e faz parte dessa característica mostrarmos ao mundo quais são os nossos inimigos. Amesquinhando-os. A primeira falácia. [Read more…]

Uma utopia a menos, esta é a realidade

linces2

Portugal conquistou hoje, no campo, o direito a proclamar que é a oitava selecção da Europa em sub 21. Subiu à primeira divisão europeia e teve o melhor jogador do campeonato, de seu nome David Franco, que jogou lesionado toda a prova, mandou as dores para trás das costas – ou para o raio que as parta – e agora, sim, vai fazer o tratamento necessário. Em oportunidade próxima, referir-me-ei a ele, mas hoje, perdoa-me, David, a heroína é a equipa, toda, atletas, técnicos de campo, gabinete médico, torcedores, o pessoal de apoio, os dirigentes.

Nós, os que trabalhámos no gabinete de comunicação, apenas mostrámos ao mundo aquilo de que sois capazes, com todas as reticências que possam colocar, com todas as reservas que vos oponham. Porque a equipa soube ser coesa, demonstrou um incrível espírito de sacrifício e lutou até final com uma galhardia só possível quando, efectivamente, estão todos polarizados num alvo comum: a vitória.

O melhor elogio que vos pode ser dado, disse-o ao vosso seleccionador o treinador da Irlanda, a selecção campeã: tive que repensar a táctica, jogar pela primeira vez com quatro defesas, não pressionar da forma que normalmente a Irlanda faz, porque eu tinha pânico do vosso contra-ataque. Ouvir isso do treinador campeão deve encher-vos de orgulho. [Read more…]

Foi necessário escrever uma nova história, mas conseguimos!

Anda pela internet uma frase de motivação (daquelas que, normalmente, vamos logo apagar, mas, sem querer, acabam partilhadas na cronologia de todos) que diz: “Que a felicidade seja sonho, meta e realidade”. Sem pressupostos sociológicos por detrás das minhas palavras, gostaria de dizer que esta afirmação, que muitos até poderão considerar profundamente piegas, eu a recordei ontem, a 3 minutos do fim do jogo entre Portugal e Irlanda, quando Ivo Moreira

ivo

empatou o jogo, naquele que foi o resultado que fez rebentar as águas: Portugal, pela primeira vez na história da variante de campo, ascendia, por mérito próprio aos top 12 da Europa. Para já, que ainda falta jogo! Que parto difícil!

[Read more…]

Quando fazer história pode ser insuficiente

portrus

Ponto prévio: Portugal está em disputa directa – sempre esteve desde que se conheceu o calendário – com a Ucrânia e a Rússia. Estranhou-se, por isso, que contra esses adversários o umpire manager, o senhor que manda nas nomeações – que por acaso é espanhol e se chama Antonio Morales – tenha escolhido para as duplas que dirigiram esses jogos, seguidos, um tal Aliaksandr Hrachou, de sua (falta de) graça, e aparecido no campeonato, vindo da Bielorrússia. Quando poderia perfeitamente ter nomeado Nick Bennett (inglês) ou Mike Gerving (alemão), nomeados e presentes em Lousada como árbitros neutros. E é para jogos destes que os torneios internacionais têm árbitros neutros. [Read more…]

Hoje, mais a sério

euroh1

Portugal defronta hoje, às 19 horas, a Rússia no Europeu Júnior que decorre em Lousada, naquele que será o jogo chave para, pelo menos, a permanência na Divisão B.

Ontem, os Linces folgaram e isso permitiu-lhes acertar algumas agulhas para o jogo de hoje, uma vez que a Rússia foi testada pela Irlanda, goleada aliás, o que trouxe um novo fôlego aos seleccionado português que viu crescer um paradigma que, à partida, era muito condicionado: se a Rússia não valer mais do que apresentou contras os irlandeses, está ao alcance dos portugueses. Mas são “ses”…

Entretanto, como escrevemos, a Irlanda despachou a Rússia, logo por 5-2, em ritmo de treino, e mostrou claramente que veio a Lousada para vencer e, consequentemente, subir à divisão A.

No outro jogo do dia, A Escócia venceu a Bielorrússia por 3-1, num desafio sem grandes momentos de interesse.

Já hoje de manhã, a Itália defrontou a Bielorrússia, naquele que deveria ter sido o jogo inaugural, mas que foi adiado porque o material desportivo bielorrusso não chegou a tempo, estando a equipa a usar algum equipamento proveniente de alguma solidariedade, até a chegada (?) do seu.

O resultado saldou-se por um empate a duas bolas. A Itália desiludiu e a Bielorrússia mostrou que vale bem mais do que tinha mostrado, ontem, contra os escoceses.

Foto: Douglas Rogerson

Portugal goleou a Ucrânia

jogabonito1

A selecção portuguesa de sub 21 venceu, ontem à tarde, em Lousada, a sua congénere ucraniana, na abertura do Eurohockey Championship II, a segunda divisão europeia da modalidade.

Ivo Moreira, Ricardo Teixeira, Nicholas Wenzel, TiagoSousa e David Franco escreveram a história dos cinco golos conseguidos, Dmytro Tsyma concretizou os dois do adversário, num simpático resultado final de 5-2. [Read more…]

Europeu de sub 21 começa hoje em Lousada

europeu1

Começa hoje em Lousada a caminhada da selecção nacional de hóquei em campo – sub 21 – no Challenge II do Europeu.

Mário Almeida, o seleccionador nacional, em declarações recentes anteviu a prestação nacional como uma incógnita, uma vez que é muito difícil aferir as potencialidades das equipas presentes, dado que, sobretudo nos escalões de formação, as gerações se transformam ano a ano: podemos ter uma gesta de ouro ou, episodicamente, uma sub-equipa. Um pouco ao contrário dos seniores, muito menos voláteis.

Por isso o responsável nacional define como objectivo primordial o crescimento competitivo dos jovens que vão entrar em campo, sem fasquias de resultados, mas sempre atentos ao que o jogo proporcionar, daí colhendo os benefícios que o trabalho feito pode trazer. E esta equipa trabalhou bem. [Read more…]

Sport faz história, Lousada vence e sobe de divisão

O Sport Club do Porto e a Associação Desportiva de Lousada Hóquei foram, ontem, os grandes destaques da modalidade, a nível internacional. Em Bratislava, os de Vale do Sousa, ainda que desfalcados de pedras basilares, venceram a prova e subiram de divisão; as meninas do Sport atingiram o pódio na prova em que foram anfitriãs e que a a equipa francesa de Merignac conquistou.

sport

[Read more…]

Há um je ne sais quoi de Bento em Deschamps

E vice-versa!

Ambos foram médios. Raçudos e bons. E carregadinhos de mau feitio. Paulo e Didier, que até iam mudando de penteado com a idade, foram internacionais enquanto jogadores, nunca se lhes apontou grandes sequelas que a inteligência lhes tivesse outorgado, mas sempre foram considerados, por quem com eles viveu no campo e fora dele, pessoas honestas, de dar o litro. Havia até quem os considerasse frontais, até houve quem vendesse a imagem de que eram solidários, ao ponto de darem tudo pelo semelhante, desde logo a figura do jogador de futebol. Eram uma espécie de sindicalistas, defensores da classe. O que me parece uma extrapolação perversa, mas não sei.

Agora, o que ressaltou ultimamente é que ambos têm ódios de estimação, defendem-se bem dentro de uma clique de “amigos”, mas o grupo não pode nem ser grande nem prolixo, e, quanto menos egos, melhor. [Read more…]

Lousada e Sport à conquista da Europa

adl2

Em ano de pentacampeonato, conseguido no passado fim-de-semana, a AD Lousada assume, já a seguir, a pretensão internacional de, em dois anos, atingir a Divisão B europeia, comummente tida como o lugar onde deveria estar o hóquei masculino português, quer a nível de clubes quer de selecções.

Esse foi, aliás, o discurso do treinador-jogador dos lousadenses, Bruno Santos, ele próprio capitão da selecção nacional, em declarações à imprensa.

Por seu lado, o Sport Club do Porto, tricampeão feminino, viu a Federação Europeia atribuir-lhe, pelo segundo ano consecutivo, a organização do Challenge III, em reconhecimento da forma como, em 2013, o clube portuense soube conquistar a unanimidade das equipas concorrentes e dos dirigentes europeus relativamente à excelência do evento. [Read more…]

A festa joga-se em Valongo, mas pode fazer-se no Porto

ad valongo11

Dois clubes do Grande Porto respondem hoje à noite à grande interrogação de toda a época de hóquei em patins: o campeão nacional vai ser o FC Porto ou a AD Valongo?

Na voz dos capitães, vai ser um grande jogo. O do FC Porto pode vencer a prova pela 14.ª vez; o de Valongo gostaria de acordar amanhã e ler em “O Jogo”, que o entrevistou, que a sua equipa foi a vencedora, campeã nacional pela primeira vez.

Ver a equipa verde-negra nesta luta pelo título, na última jornada, faz-me rebobinar a fita para outros tempos e para uma realidade diferente, o tempo em que os valonguenses jogavam num rinque, no jardim da vila, a Praça Machado Santos, mesmo ao lado da estrada nacional e atravessavam-na já equipados de patins e tudo, porque o rinque não tinha balneários.

Sem bancadas, com a assistência apoiada na vedação, aglutinada dentro de uma trincheira de oleado, montada para que as pessoas não entrassem directamente e pudessem ser vendidos bilhetes, à chuva e ao sol, como Deus mandasse. [Read more…]

A minha corporação defende a tua contra os diabéticos

inem

Caiu a máscara à associação profissional, dita Ordem, dos enfermeiros. Uma juíza também ficou mal na fotografia.

A única vez em que sentei o cu no mocho, como arguido (a priori já “condenado”) em processo, foi por chamar distraído a um juiz, e amnésico a um meirinho. Já em democracia, mas vítima do corporativismo.

Foi por delito de liberdade de imprensa, a única benesse foi pagar a multa, que ressarciu os ofendidos, em prestações. E lá se foi o vencimento de de mês e meio, ou dois, que, pelos vistos, era o que valia a honra de Suas Excelências.

Anos mais tarde, num jantar em casa de amigos, acabei por conhecer a delegada do Ministério Público que deduziu contra mim a acusação numa terra então perdida entre caciquismos, terra sumida atrás dos montes. O funcionário, pelos vistos, tantas fez que acabou demitido; o juiz, ao que me foi dito, acabou mais tarde “desterrado” para os Açores – já não havia colónias – e por lá ficou, não sei se como juiz, mas por certo jubilado e com uma pensão muito superior à minha, que a multiplica por cinco ou seis, ou… Malgré tout! [Read more…]

Esta é a minha gente. À Porto!

Assisti, pela televisão relacionada com o clube maior da cidade do Porto, ao jogo entre o FCP e o SLB, em andebol, que conferiu aos dragões o hexacampeonato. Os atletas tinham acabado de entrar no reservado palco da história maior do clube, os recordes, os directores acotovelavam-se para cumprimentarem o Presidente, o Presidente desfazia-se em cumprimentos e abraços, os atletas saltavam, o treinador vestia a camisola de um campeão que vai partir para a Polónia, até que surge na pantalha o momento sublime da tarde: perdido algures na assistência, o grande capitão de Viena, João Pinto, limpava as lágrimas enquanto perpassava pela sua cara o supremo sopro da emulação clubista. [Read more…]

“Corrupção – A alma do negócio” ou a Verdade!…

 

Corrupção feita à maneira, que virou saída limpa!

Vujadin Boskov e Rodolfo (o do FCP)

boskvMorreu Vujadin Boskov, o sérvio para quem o futebol era uma coisa simples. Tão simples que algumas frases suas ficaram para sempre gravadas nos anais do futebol, como esta: “o grande jogador vê auto-estradas onde os outros vêem apenas vielas“.

Cristiano Ronaldo, ontem, sem o saber, homenageou-o. Aliás Boskov foi entre outros (desde logo campeão pela Fiorentina de Vialli e daquele que treinou o City e detesta o Mourinho, Mancini, claro…) treinador do Real Madrid.

Foi como “madridista” que o conheci e com ele troquei umas palavras de circunstância no Estádio das Antas, suficientes, no entanto, para me dizer que apenas temia um jogador do FC Porto, Rodolfo, o “trinco” como hoje se diz. E não só pelo que defendia mas também pelos seus passes longos a rasar a relva… poucos jogadores como ele, referia.

E completou: “Rodolfo é daqueles jogadores únicos. Só damos por falta deles quando não jogam“.

rodolfoNão sei se o Rodolfo(Reis), que foi “nosso” capitão, se lembra disso ou se o recordou nas últimas horas, conhecida a morte do sérvio. Mas faço questão de lho lembrar se o encontrar no Bibó Porto a comprar churrasco, a tomar o pequeno almoço ou a fazer compras no Continente, tudo em Braga, onde somos vizinhos.

A véspera (rutilante) do futuro (ainda) adiado

moç2

Ela era linda. Morena, como ainda convém hoje aos meus olhos, fiéis a esse tom de pele inultrapassável e absoluto. Tinha 17 anos; eu, 23. Partilhávamos ao jantar a mesma sala, as mesmas mesas (uma em frente da outra) e trocávamos olhares desde o primeiro dia em que entrei na Tubuci para uma das especialidades da sua cozinha. Eu estava fardado, ela vestia de negro. Quando a via de negro, deixando faiscar os seus incríveis olhos verdes num contraste de sonho, todo eu me derramava por dentro e deixava que a minha energia voasse pela sala ao seu encontro.

Decidimos namorar aí por finais de Fevereiro. Exacto, nos meus anos. Ia buscá-la ao liceu, ficávamos a semear beijos e a cultivar a ternura até quase à hora de jantar. Depois, chegavam os meus camaradas de mesa, ela ia deixar os livros ao quarto e descia.
[Read more…]

Portugal é campeão europeu

selnac

Portugal regressou hoje à segunda divisão europeia de hóquei indoor, ao conquistar o título de campeão da terceira divisão, disputado em Zelina, na Croácia. Escrevemos há alguns anos que o lugar de Portugal, em função da sua realidade, será na segunda divisão, podendo, em boas safras, ir esporadicamente à primeira divisão, onde pendulam as oito potências da modalidade. Por um conjunto de circunstâncias fortuitas, não ousávamos fixar-nos. Agora, que conquistámos esse desiderato, há que trabalhar para nos mantermos.

Portugal começou bem a prova, como escrevemos na sexta-feira, cilindrando a Hungria e a Finlândia. Ora, o segundo dia de prova mostrava-se à partida muito complicado, dado que iríamos defrontar o País de Gales e a Croácia, apontados á partida como os favoritos. [Read more…]

Portugal goleia no Europeu

croacia

Portugal entrou de forma assertiva no Europeu indoor, que se realiza na cidade croata de Sveti Ivan Zelina, goleando, de manhã, a Hungria (9-3) e, à tarde, a Finlândia (10-3).

A equipa das quinas ultrapassou assim um velho mito, o de se dar mal com as entradas em competições internacionais, que tantas vezes tem condicionado a classificação final. Mas convém lembrar que o dia de hoje apenas serviu para aquecer os motores. De facto, amanhã, os jogos vão ser muito renhidos, uma vez que, no papel, Portugal vai defrontar os grandes rivais no assumido papel de candidato à subida de divisão. E dizemos assumido, porque o seleccionador nacional, Mário Almeida, o asseverou à partida para a Croácia.

port_finl

Ao fim da manhã, os “linces” defrontam, então, o País de Gales e, ao fim da tarde, os anfitriões croatas, a jogarem tudo na subida.

Para a história deste primeiro dia, lugar aos marcadores: David Franco (5); André Rocha e Ricardo Teixeira (4); Ivo Moreira (2); Carlos Silva, Miguel Rodrigues, João Santos e Tiago Ventosa (1).

Penso que Portugal, para poder pensar alto, terá de defender melhor na situação de canto curto já que, dos seis golos sofridos, cinco foram permitidos nessa situação. Muito trabalho de laboratório é necessário hoje, como nos confidenciava, minutos depois do jogo, Mário Almeida.

AD Lousada reentra a vencer

ad lousada supertaça carlos fernandes

A Federação Portuguesa de Hóquei iniciou oficialmente a época 2013/2014 com a Supertaça, disputada entre o campeão nacional (AD Lousada) e o finalista vencido da Taça de Portugal (CF Benfica), da época transacta, e atribuiu ao troféu um significado muito especial ao homenagear uma das mais reverenciadas figuras da modalidade, o recém-falecido Carlos Fernandes, que ficará desde agora ligado com o seu nome ao troféu.

A AD Lousada, começa, assim, esta época desportiva como finalizou a anterior: a vencer. E acrescentando ao seu palmarés a segunda Supertaça da sua história, depois  da dobradinha de 2012/2013. [Read more…]

Bom dia, Mário Almeida, sem esquecer o Luis

mario almeida 10Como declaração de interesses, devo dizer que Mário Almeida é, para mim, o melhor treinador português, o mais habilitado em termos teóricos e, em termos de práxis, é aquele que apresenta dotes inconfundíveis de competência técnica, tática, de organização e gestão desportiva que fazem dele uma referência, como comummente brincamos ao apelidá-lo de Mourinho do hóquei. Vaidoso, com currículo internacional como atleta e treinador, a sua irreverência e frontalidade têm-lhe cobrado alguns dissabores com o poder instituído na modalidade. [Read more…]

Tetracampeões

ad lousada vencedora tp sm

A AD Lousada, conseguiu com serviços mínimos, ou seja ao segundo jogo da final do play-off à melhor de três jogos, arrebatar o tetracampeonato, juntando ao título de campeão na variante de campo o ceptro nos seniores em “sala”, a Taça de Portugal e a Supertaça, igualando algo que não acontecia desde a época 1996/97, momento em que o Sport Club do Porto conseguiu também o pleno em seniores.

Para a galeria dos vencedores, os golos de Pedro Sousa, Bruno Santos e Nelson Oliveira foram suficientes para garantir a vitória no jogo e na prova, de nada valendo, em termos finais, os golos de Ricardo Fernandes e Diogo Sequeira que amenizaram a derrota do Clube Futebol Benfica, animador da fase regular ao terminar em primeiro lugar para o tiro de partida para a fase definitiva.

Consumado o sétimo título nesta variante, a equipa do Vale do Sousa perfila-se para continuar a marcar a hegemonia, embora o crescimento do Fófó seja de assinalar, bem como a ascensão do Sport Club doPorto, o candidato vencido nas meias-finais pelos lisboetas.

Antes que a voz me doa

Se a intenção era, apenas, marcar uma posição pessoal e subir um ou dois degraus na hierarquia da coligação governamental que nos põe a cabeça em água e a bolsa em fanicos (para já não falar da dignidade atraiçoada), não havia mesmo necessidade de o Dr. Paulo Portas, na consumação da sua birra, por muitos e por mim também considerada infantil, quiçá irresponsável, nos ter feito pagar mais uns milhões de juros àqueles que teimam em espremer-nos até só sair sangue, que o suor e as lágrimas já se foram, de tão gastos.

É por isso que me concedi o prazer da fuga, não por cobardia, mas porque sentia que estava a perder a serenidade, a lucidez e outras coisas a que comummente chamamos valores (sociais, pessoais, morais, epistemológicos…). [Read more…]

Desci à cidade…

… e dei de caras com eles, os gigantones, em vésperas de São João.

ps

Cavaco em baixa

Honra do Presidente da República, afinal, vale pouco em tribunal!

Para isso, mais valia estarem quietos. Os juízes!

AD Lousada: e vão três!

cfb vs adl 21Quem esteve no Jamor garante que há muito tempo não se via um jogo assim. E se esse jogo correspondeu à Final da Taça de Portugal em seniores masculinos, viva a festa da modalidade! Arbitraram duas glórias presentes da modalidade, Pedro Santos e Carlos Silva.

Em confronto, as duas equipas que dominaram a fase inicial do Campeonato Nacional, a AD Lousada, ainda campeã nacional, e o CF Benfica, que parte à frente para o play-off. Como atractivo, saber se os lisboetas, que recentemente venceram os lousadenses no campeonato, tinham caparro para repetir a cena. [Read more…]

Medo!

Nuno Graciano perde a cabeça com “jornalistas” do coração.

Ridendo…

… “castigat mores”. Em versão SIC.

Extremamente desaconselhável

… tentar um voo destes se o álcool for marado!

E desde quando um “série 1” é um topo de gama?

Será este…

… o verdadeiro candidato de Pinto da Costa?

Este está descartado!

A caminho da Grécia.