Continuo a não escupir no prato em que como

Mourinho? Não me pronuncio sobre essa pessoa.

Até parece que Mourinho lhe deve alguma coisa

«Não escupo no prato em que como»

Saia um afagador de egos

Ibrahimovic sabe o que quer: muita doçura! E Jorge “Jejum”?

Mourinho vai para o Chelsea?

A ser verdade a notícia, duvido!

Real Madrid, Mourinho, Cristiano Ronaldo e Companhia: “Cem ESPinhas”

O Real Madrid ganhou o título Espanhol batendo todos os recordes. São 100 os pontos conseguidos e 121 os golos marcados.

Já todos sabiam que Mourinho é o melhor do mundo. E como atleta, Cristiano Ronaldo está também ao nível de Mourinho, ainda que tenha marcado menos golos que Messi. Mas fez uma outra coisa verdadeiramente espantosa: marcou a todas as equipas do campeonato.

Para ser honesto, durante muito tempo defendi a tese que só havia um clube onde eu queria ver o Mourinho para ele me convencer que era o melhor – o Real Madrid.

Ao ganhar assim, estou convencido. Mourinho é o melhor do Mundo.

Valdano não resiste a Mourinho

Escrevi isto em Janeiro mas podia ter sido agora. Valdano, eminência parda de Florentino Pérez e jogador de xadrez na sombra, levou xeque-mate.

Real de Madrid roubado mais uma vez em Barcelona

O Real de Madrid não pode jogar contra o Barcelona sem ser roubado. Não está aqui em causa o valor de cada uma das equipas, mas o condicionamento do  jogo e do resultado por influência directa das arbitragens.

Uma falta inexistente na primeira falta assinalada a Di Maria em situação potencialmente perigosa para o Barcelona, um golo muitíssimo mal anulado a Higuain, cartões amarelos estrategicamente mostrados, faltas assinaladas -ou não- com critérios distintos, fizeram com que o campo se inclinasse em desfavor do Real.

Mourinho tem razão, o Real está proibido de ganhar ao Barcelona.

Futebol é outra coisa. Em Futebol, com uma bola redonda e um campo plano, até o Barcelona estaria sujeito a perder.

Mubarak & Fillon + BCP & Mourinho

A Moral e  Ética obedecem a conceitos distintos. Porém, em domínios individuais e grupais ou à escala da comunidade humana do ‘ethos’, no todo, é consensual exigir que o comportamento humano cumpra os princípios de inalienável respeito pelo interesse colectivo e  pelos valores universais que o sustentam.

Há dois acontecimentos noticiados, neste fim-de-semana, lesivos, quanto a mim,  dos citados princípios:

  • O primeiro corresponde às férias, no Egipto, pagas por Mubarak ao primeiro-ministro francês, François Fillon, e família, no último Natal. Da promíscua relação com o ex-ditador egípcio, Fillon defende-se com o argumento de outros políticos franceses – Mitterrand, Chirac e Sarkozy –  terem feito o mesmo. Ou seja, segundo Fillon: “Se outros roubaram, eu também posso roubar, se outros mataram, igualmente me é permitido matar”. Ao recorrer a esta lógica, Fillon pretende convencer-nos de que fica despenalizado, tão só porque outros fizeram igual. [Read more…]

Mourinho pode sair do Real de Madrid

Com Mourinho a corda estica sempre, Valdano devia sabê-lo. Nem sempre parte, é certo, mas quando acontece dificilmente quebra do lado do treinador. Valdano devia cuidar-se, ser leal, frontal, resolver as questões no seio da equipa.

Mourinho tem mercado, margem para falhar, sabe usar os jornais para mandar recados e extremar posições.

Valdano sabe resguardar-se – é mestre na gestão de sombras e silêncios – mas domina o espaço mediático pior do que o português. Ao contrário deste não suscita ódios nem paixões. Isso tem servido para se manter à tona da água mas, desta vez, deve contar com uma enxurrada.

Se Mourinho conquistar títulos o argentino afoga-se. Vai uma aposta?

Só se Mourinho fosse maluco


Pensam que Mourinho é um tarefeiro?

Ironias

Um milanês interpreta “Arde Tróia” na Praça do Rei em Barcelona. Tantas ironias.

(Para quem não conhece Vinicio Capossela aqui ficam dois outros registos, completamente diferentes, de um autor com mil registos)

[Read more…]

Obrigado, Jesualdo (onde também se fala de Mourinho)

FC PORTO VENCE TAÇA DE PORTUGAL E INTER DE MILÃO O CAMPEONATO DE ITÁLIA

Por motivos diferentes, parece ter chegado ao fim a carreira de Jesualdo Ferreira no Porto e de José Mourinho em Milão. Na cidade italiana, vão chorar como nós, portistas, chorámos em 2004.
No Porto, há muita gente que vai chorar de alegria, mas só até saber quem é o próximo treinador. É que se for verdade que será Paulo Bento ou Manuel Machado, então que fique Jesualdo.
A época para o FC do Porto acabou menos mal com a vitória na Taça, a juntar à Supertaça e aos Oitavos-de-Final da Champions.
Foi mau, mas não se pode ganhar o Campeonato todos os anos. E cá para nós, muito tem feito Jesualdo, todos os anos a braços com uma equipa desmembrada.

Agora jogo eu

Não bastavam as vergonhas que foram a recepção ao Inter de Milão em Barcelona com humanóides a tocar tachos e panelas à porta do hotel durante toda a madrugada, o fogo de artíficio e os foguetes barulhentos a impedirem o sono dos adversários, os apupos a Figo, o banho que cortou a festa aos italianos após o banho que levaram os donos da casa no resultado final da eliminatória. Agora, num grupo anti-Mourinho que uns neandertais cibernéticos (têm polegar opositor,  indicador para teclar e pouco mais) criaram no Facebook, hordas de hominídeos que mal sabem soletrar (e isso porque, enfim, estamos no sec. XXI) surgem das cavernas a gritar impropérios (palavra difícil) e insultos. Contra Mourinho? Também, mas com isso pode ele bem. Insultos, e em toda a linha, contra todos os portugueses, como se todos fossemos um e Mourinho fosse todos. Um proto-neandertal com o ibérico nome de Siarhey Ilich Uliánov vem mesmo dizer “Muerte a los gitanos portugueses” para alargar um pouco mais o preconceito étnico-nacionalista. Os comentários sucedem-se em catadupa e cada actualização de página dá um salto monstruoso no avolumar do racismo e da estupidez de casta.

Até podem ter uma das equipas que melhor joga futebol no mundo. Mas, e falo apenas destes “adeptos”, em imbecilidade, parvoíce e talento natural para a burrice são muito mais capazes do que a equipa que putativamente “suportam” e não há “Mourinho” que lhes ganhe. Levem a taça que eu, a partir daqui, já não jogo mais.

Discurso de Mourinho aos jogadores do Inter

O último treino do Inter em Milão foi mais ou menos assim:

-Quem quiser ir a Barcelona está proibido de jogar à bola. – disse José Mourinho.

-Desculpe lá, Mister, não estou a perceber.

-Para jogar à bola está lá o Barcelona. Nós vamos para ganhar a eliminatória.

-Ganhar sem jogar? Mas assim perdemos.

– Por isso é que o Special sou eu. Se queremos ganhar não podemos jogar.

-Então o que é que fazemos?

-Deixamos o Barcelona jogar, dar três ou quatro toques, e tiramos-lhes a bola.

-É aí que contra-atacamos.

-Não, entregamos a bola aos tipos.

-E depois?

-Depois deixamo-los dar três ou quatro toques e tiramos-lhes a bola.

-E não atacamos?

-Isso é jogar e nós vamos para não jogar.

-E se correr mal?

-Eu é sou o Special One, se corresse mal eu era só o Normal One. Perto do fim do jogo até podemos deixar os gajos marcarem um golo para dar um frisson à coisa e torná-la mais especial.

-E correr, podemos?

-Quanto menos melhor, eles que corram, nós não somos uma equipa de atletismo. Perceberam?

-Mais ou menos.

-E tu, Quaresma, percebeste?

-Percebi, Mister, a gente chega lá e parte aquela merda toda, nem os deixamos tocar na bola, mostramos aos gajos que quem sabe jogar somos nós.

-Bem me parecia que ias ver o jogo da bancada para aprenderes a não jogar demais. E tu, Balotelli, percebeste?

-Claro, Mister, se for preciso andar à porrada eu parto aquela merda toda e mando os adeptos dar uma volta.

-Bom, tu vens connosco e ficas no banco, pode ser que venhas a ser preciso. Mais alguém quer jogar à bola? Não? Então bora lá ganhar a eliminatória.

Inter, Barcelona: Messi? Milito, Mourinho!

-Vamos ver se o Barça é a melhor equipa do mundo – disse Mourinho antes da partida.

Hoje, em Milão, não foi. E Messi? Messi, contra o Inter, também não foi o melhor jogador do mundo, não foi quase jogador sequer, jogou o que o deixaram, ou seja, pouco mais que nada. Não teve espaço, nem arrancadas, nem dribles, nem iniciativas.

O Inter entregou a posse de bola ao Barcelona, mas não o deixou jogar. Posse consentida, mas só até certo ponto do terreno, depois “toma lá a bola outra vez e volta a fazer tudo de novo”, enquanto o Inter lançava contra ataques ( ataques rápidos é mais exacto ) venenosos. O Milão foi sempre mais perigoso e objectivo, nunca perdeu a noção posicional e anulou sempre o Barcelona onde mais lhe conveio, apesar de ter sido o Barça a inaugurar o marcador na única oportunidade clara da primeira parte.

No confronto de treinadores, ganhou Mourinho e por muitos. No campo ganhou o Inter, por 3-1.

Benquerença mostrou muitos cartões, como gosta e foi polémico. Como é habitual.

0-1
http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/9nLGE7Y1zsF6VH432oOf/mov/1 [Read more…]

Faltam 417 dias para o Fim do Mundo:

Nada como começar o dia a relaxar. Quando se sabe que José Penedos vai regressar e que os apoios sociais vão ser congelados, das duas uma: ou fugimos para o outro lado da fronteira ou mergulhamos em boas mãos. Olhem, na primeira hipótese temos como exemplo o Mourinho que anda outra vez feliz.

Mas o melhor, mesmo, é fugir para o virtual e esquecer o real. Uma táctica muito portuguesa…

Faltam 421 dias para o Fim do Mundo:

Nestes dias surpreende a violência. Gratuita, estranha, estúpida. Da mesma forma, sempre se disse que o diabo está nos detalhes e, pelos vistos, no Vaticano. Ao mesmo tempo, a crise agrava-se por terras lusas mas está forte em Madrid, com Florentino a querer abrir os cordões à bolsa enquanto a mulher de Kaká prefere fazer justiça pelas próprias mãos.

Nada como a senhora deputada/cantora/actriz para nos oferecer novas definições de mentira/aldrabice/peta. E Marcelo nos dar um novo tema para amplo debate na blogosfera enquanto outros se assumem rumo às directas.

Assim vai o nosso Mundo…

Faltam 427 dias para o Fim do Mundo:

No dia em que o Aventar recebeu o visitante número 300 mil e quando faltam poucos dias para celebrar o primeiro aniversário do Aventar, joga-se mais um clássico da Liga enquanto Mourinho soma e segue.

Entretanto, aqui para os meus lados, o eterno rio Douro fez das suas e galgou as margens, dando continuidade a estes dias de mau tempo (não sei se sabem mas ainda estamos no Inverno…). Até as cegonhas são desalojadas por estes dias. No Chile afirma-se uma grande liderança e faz-se a análise de um terremoto assustador e na vizinha Espanha a luta contra a ETA soma mais uma vitória.

Uma pausa no clássico para dizer adeus a Marcelo ou será antes: até já, no congresso??? Os Estados, em especial os políticos, querem controlar as televisões. Amanhã vão querer colocar os dedos nos blogues e semear “Abrantes” por tudo quanto é sítio…

Por fim, a entrevista de Passos Coelho ao DN onde afirma algo que é tão óbvio que nem precisa de grandes discussões:”Só com novo PGR se recupera a credibilidade da justiça“. Ora nem mais.

Alerta Vermelho!

Parece que no fim-de-semana vamos ter um alerta vermelho. Aliás, Portugal é ele todo um imenso alerta vermelho, seja por causa do nosso Primeiro e dos seus bons amigos, seja pelo arranque do Fantas, seja pelo sempre polémico Mourinho ou pelas eleições no PSD. A baleia assassina certamente nasceu na nossa costa…e o tipo que fez esta campanha, pela estupidez, é português de certeza!

Uma pessoa fica sem fala…

…quando lê uma notícia como ESTA e já não se admira com ESTA. Já sobre ESTA o Aventar está a dedicar vários especiais.

Mas a nossa vida é igualmente feita de futilidades como ESTA, ESTA, ESTA e ESTA.

O que se diz por aí

A detenção de dois presumíveis membros da ETA em Portugal, levanta sérias preocupações de segurança, tanto mais em plena presidência espanhola da UE. Há que garantir a máxima colaboração e partilha de informação entre forças de segurança portuguesas e espanholas. A ver vamos ver o que diz o Ministro Rui Pereira.
Mas para os espíritos não aquecerem muito, eis que temos neve no Porto e um pouco por todo o país, com o clássico encerramento dos acessos à Serra da Estrela. A neve já terá chegado a Portalegre e Évora. Vai ser já grande motivo de reportagens com carros a patinar e autoridades a apelar à calma, para mostramos aos norte-americanos, canadianos e afins que também temos cá disto. Julgam que isto é só sol e praia, não?
E isto do frio não é só por cá, o que pode ser bom negócio: que o diga o capote alentejano, cada vez mais apreciado na Europa.
E por falar em frio, Mourinho esteve ao rubro ao ver o seu Inter a conseguir ganhar ao último classificado, o Siena, apenas nos últimos minutos do jogo. A continuar assim, um dia prescinde do seu sobretudo.
Já no Reino Unido, um estudo revela que a faixa etária dos 16 aos 25 representa uma “Geração perdida” por falta de opções de trabalho e de carreira. Por cá a realidade não será muito diferente: reformas cada vez mais tarde, ensino desarticulado das necessidades do mercado de trabalho, ensino de mérito e qualidade duvidosos, e endividamentos familiares tantas vezes sem sentido, não são bons auspícios para o caso português. Ainda para mais quando se sabe agora que até as contas bancárias da Justiça em Portugal são duvidosas. Com exemplos destes estamos à espera de quê?
Por fim, uma boa notícia, vinda da Ministra Dulce Pássaro, que prometeu resolver a questão das suiniculturas durante esta legislatura. É uma boa notícia, se se concretizar a intenção, obviamente, pois que as suiniculturas continuam a ser uns dos mais graves focus de poluição do país. É caso para dizer que é mais que tempo de se resolver esta porcaria.

Momentos Sport!

Um golão de um miúdo de 17 anos e, aproveitando o embalo, um vídeo com os melhores momentos do ano. Tudo tirado AQUI.

ESTE:

e mais ESTE: