Afinal vai haver um 2º volume

“Se a saúde me permitir, eu vou escrever um 2º volume” – Cavaco Silva. Ficámos a saber que o primeiro foi escrito em parte em Belém. Será que o 2º será relativo aos temas que Cavaco deixou por escrever?

O regresso do maior vampiro deste país

A propósito. No dia em que o maior vampiro deste país regressará ao grande ecrã para ser entrevistado às 21 horas pela mão do Vítor Gonçalves. Mais uma vez anda o nosso rico dinheiro, que tanto nos custou a ganhar, a ser jogado janela fora pela RTP para ouvir os mexericos, as insinuações baratas e a subjectividade indevida e imoral de um canalha que viveu uma vida inteira a alimentar-se do sangue e do suor dos portugueses. Serviço público? A pergunta é de retórica. Todos conhecemos minimamente a agenda da besta, os propósitos e os objectivos que ele visa alcançar, a constante necessidade de se reafirmar e a incapacidade de se manter fora das esferas de controlo. Um vampiro a sério não deixa de querer chupar até ao dia da sua morte.

[Read more…]

O palavra é uma arma

cavaco fisga

E há quem as empilhe em livros, arrumadinhas em parágrafos, reluzentes de mesquinhez em todas as letras.

Os livros que Cavaco deixou por escrever

Mais importantes para o público em geral do que a sonolência que se abatia sobre Cavaco quando conversava com Soares no Palácio de Belém ou a falta de cavaco passado a José Sócrates para revelar, sem escrúpulos, sem um único pingo de vergonha, sem perder aquele ar de presidente-de-facção-pai-do-passos, com uma ordinarice tamanha e com uma falta (até hoje, infelizmente) de sentido de Estado e de modo de estar na vida, conversas que jamais deveriam ser reveladas com o propósito expresso e declarado de ajustar contas com o primeiro-ministro com o qual nunca conseguiu trabalhar, foram os livros que Cavaco deixou por escrever.

[Read more…]

Mas qual modelo leninista?

anibal-cavaco-silva

“Devo reconhecer que, na definição e execução das políticas económicas e sociais, o primeiro-ministro não se deixou captar pelo PCP ou pelo BE. Sempre o vi bem consciente de que o caminho defendido por esses partidos seria desastroso para Portugal e para os portugueses. O modelo leninista que querem implementar só tem gerado miséria e totalitarismo” – Cavaco Silva em Quinta-Feira e outros dias

Mas qual modelo leninista?

[Read more…]

Uma questão pertinente

Pode alguém explicar-me as diferenças entre o livro do Acabado Tabaco Silva e o livro do Arquitecto Saraiva?

Viana do Castelo despede-se da família Silva

adeus_cavaco_silva
Viana do Castelo, provavelmente a mais arejada cidade portuguesa, festeja “o momento em que é substituído o Presidente que após o 25 de Abril mais vergonhas nos fez passar”.
Gosto de Viana do Castelo, mais e mais, a cada dia que passa.
Gosto muito de Viana do Castelo.
© Arménio Belo aqui.

Tragam a bola de espelhos

cavaco_festa_de_despedida
Agora que o inimputável de Boliqueime dá seguimento ao seu alheamento do mundo noutro palácio, é tempo de abrir as janelas e deixar sair o bafio.
Já pus a música; quem traz a bola de espelhos?

Depois de anos a conduzir mal o país…

Cavaco está a reaprender a guiar

Retrato de Cavaco: evolução na continuidade

Retrato de Aníbal Cavaco Silva por entre a galeria de Carlos Barahona Possollo.

O legado cavaquista

Um dos principais sintomas da nossa degenerescência como país é o quase monopólio que a economia e as finanças detêm na discussão pública e na reflexão de que se faz eco sobre o nosso presente e o nosso futuro.

[Read more…]

Sobra-me uma dúvida

cavaco sousa lara

Qual é que se acabará primeiro, o stock de medalhas ou de laranjinhas para condecorar?

Retrato realizado na Técnica de Pintura a Óleo

retrato_presidente_republica_anibal_cavaco_silva
“Deseja ver mais retratos de artistas e personalidades?”

Cavaco e a ironia

 

Rui Ramos acha que as pessoas devem ir para a rua caso Costa vá mesmo para a frente com a coligação de Esquerda. Eu também acho, por mim quanto mais gente na rua melhor. Só não acho que isso vá acontecer. Sendo que das 10 milhões de pessoas que vivem em Portugal (9.682.553 que estão registadas para votar) só 2 milhões e mais uns trocos é que votaram na PAF a manifestação continuaria a representar os interesses de uma minoria. É certo que alguns dos votantes do PS podem juntar-se a eles e talvez mais alguns que se abstiveram. Mas de qualquer forma parece-me excelente que alguém de direita incite o povo a ir para a rua. No fundo, é profundamente idealista. As pessoas não vão para a rua pela TSU, pelos escalões do IRS ou pelo Luaty Beirão mas na lógica do Rui Ramos elas vão com certeza para a rua por causa do “perigo” de uma coligação de esquerda. Eu acredito que o Rui Ramos conhece bem o país e as pessoas e por isso, estamos só mesmo a falar de uma certa comovente ingenuidade.

[Read more…]

Conselho gratuito

Exmo. Sr. Presidente da Republica:
Tendo V.Exa. manifestado, repetida e emocionadamente, o seu” alívio pela venda da TAP” venho, por este meio desinteressadamente, trazer V.Exa. a alvissareira notícia de que é possível obter alívio por formas muito mais simples e económicas que a que decorre da venda da companhia aérea nacional. E com a vantagem de, proporcionando o alívio a V.Exa., não prejudicar o país nem favorecer negócios mais que duvidosos – argumento a que, acredito, V.Exa. será particularmente sensível. Aqui está:

laxante

Cavaco Silva disse que “pode haver excepções para a Grécia”?

É possível e já aconteceu algo de semelhante com o ‘factor de perturbação’ de Carvalho da Silva. Segundo o Correio da Manhã, Cavaco Silva disse que “não pode haver exceções para a Grécia”.

55:55:20 – Swigert: “Okay, Houston, we’ve had a problem here.”

55:55:28 – Lousma: “This is Houston. Say again please.”

55:55:35 – Lovell: “Houston, we’ve had a problem. We’ve had reacção and contatos”

55:55:42 – Lousma: “Roger. Reacção and contatos.”

cavaco freitas contatos

Carnaval é em Loulé

carnaval_loule
Aníbal disfarçado de presidente da república (assim mesmo, com letra pequena).

Aníbal, o velho

“A juventude tem condições para abrir uma janela de esperança”, disse o Velho.

“E onde está a janela”? – perguntou a juventude. O Velho conduziu a juventude à janela, abrindo-a. A Juventude compreendeu. E, iluminada pela esperança, zás! Empurrou o Velho.

A saúde de Cavaco Silva é um tabu

Tem dúvidas? o melhor é confirmar…
p
s: já corre uma petição.

A saúde de Cavaco Silva

num artigo a não perder.

Surf? E a lerpa?

A candidata do BE às eleições europeias defende a inclusão do surf nos currículos escolares. Como disse?

Grande aposta! Cavaco fala do mar, Rangel idem, e agora é a vez de Marisa Matias. Surf nos currículos escolares?

E já agora porque não a lerpa? E o pião? E a macaca?

Que triste sina!

Para seres

ovos gigantes
O Anível diz que tem pareceres. Lembro-me do Vítor Constâncio, quando era Governador do Banco de Portugal, também dizia que tinha recebido “pareceres” que diziam estar tudo bem com o BPN. Isto anda tudo ligado, não anda?

Olha, lá diz o provérbio no programa da Manela Bocas: “à mulher de César não basta ser honesta, é preciso pareceres”.

[imagem: Petros Chrisostomou]

Nelson Mandela, 1918-2013. RIP

nelson_mandela_return_to_cell
Morreu um dos grandes da História da Humanidade. Livre,  sempre livre entre ou fora de grades.
Agora um invertebrado de nome Cavaco Silva enviará condolências e louvores ao homem cuja prisão mandou votar na ONU. O tempo está bom para canalhas.

Léxico nacional: o contributo de Cavaco Silva

Alfeite

© Presidência da República Portuguesa (http://bit.ly/1aTzECa)

Fui eu que coloquei no léxico nacional o ‘pós-troika’. Foi no discurso que fiz no 25 de Abril deste ano.

— Aníbal António Cavaco Silva, Base Naval de Lisboa, Alfeite, 29 de Outubro de 2013

Efectivamente, confirma-se a ocorrência de ‘pós-troika’ no discurso proferido durante a 39.ª Sessão Comemorativa do 25 de Abril — em determinados círculos, este discurso é conhecido como o discurso de Fação:

A Assembleia da República, através da respectiva comissão parlamentar, pode contribuir para consciencializar os Portugueses para as exigências com que Portugal será confrontado no período pós-troika.

Não se compreende o motivo de, na transcrição, surgir *respetiva. Cavaco Silva não pronunciou [ʀɨʃpɨˈtivɐ]. Cavaco Silva pronunciou [ʀɨʃpɛˈtivɐ]. Logo, ‘respectiva’. Sim, <ec> existe e, ao contrário do Acordo Ortográfico de 1990, não é para servir de enfeite. Aliás, como sabemos, aquele ‘c’ encontrava-se no texto original, pois – como é sabido – Cavaco Silva não se mete nessas aventuras.

À consideração do sr. Aníbal C. Silva

Arrotos de vaca: uma fonte de energia alternativa.

O discurso de Cavaco pelo dia da República

ou o País oficial “democrático, desenvolvido e justo” que o site da Presidência da República Portuguesa vai deixar para a posteridade.

A vacagarra

vacagarraÉ um animal híbrido, entra a vaquinha e a cagarra e tem como habitat o Cavaquistão, residindo presentemente um exemplar nos jardins do Palácio de Belém.

A contenção na República

O apelo à “contenção verbal” feito pelo Presidente há quase três anos — e reiterado no início do ano passado  — lá acabou por chegar à Assembleia. Assim vai andando a República: descontente, mas contida.

 

O presidente da República e o discurso de Fação

Li, nalguma imprensa, que João Semedo teria acusado o presidente da República de fazer um “discurso de fação”, aludindo ao discurso de Cavaco Silva na 39.ª Sessão Comemorativa do 25 de Abril. Achei curioso e fui verificar, uma vez que não conheço discursos característicos de Fação. Havendo discursos característicos de Fação, a letra inicial deveria ser, como acabamos de ver, maiúscula. Afinal (valha-nos a rádio), João Semedo disse que “não há consenso, quando o presidente da República faz discursos de facção”. De facção! Exactamente: [faˈsɐ̃ũ̯] e não [fɐˈsɐ̃ũ̯]. A diferença é gritante, como bem sabemos. Felizmente, a imprensa de referência em ortografia portuguesa europeia não engana. Curiosamente, no Correio da Manhã, o texto sobre o “discurso de Fação” aparece em ortografia portuguesa europeia (ruptura, facção, Março, director…). Haja  esperança.

fação