O Brasil quer mesmo uma ditadura?

Jair Bolsonaro não é homem de rodeios. Diz ao que vem, com todas as letras, de forma tão cristalina que ninguém pode alegar não saber ao que vai. Votar Bolsonaro significa votar num regime que discrimina e persegue com base na cor, no género, na orientação sexual ou na ideologia politica. Um regime que defende a tortura, a pena capital, a morte de inocentes como meio para uma estranha forma de ordem social e a posse generalizada de armas de fogo. Que promove a desinformação, o ódio e a rejeição da laicidade do Estado, cruzada que partilha com as seitas evangélicas que exploram, sem vergonha ou escrúpulos, milhões de brasileiros. Que é partidário da violência, da censura e de todas as outras formas de repressão. Votar Bolsonaro, é votar na instauração de uma ditadura. É votar para não mais votar. [Read more…]

Violência contra civis indefesos, aprovada por Paris, Londres e Washington

SA.jpg

Gasear civis inocentes é terrível. Oprimir um povo, seja de que maneira for, é inqualificável, inaceitável, horrível e deve ser combatido. Deve ser combatido de forma eficaz, sem meios termos. Deve gerar ruptura. Podem existir contactos diplomáticos, em nome do bem comum, mas se apontamos o dedo a uma ditadura, se a acusamos e condenamos com provas factuais, se nos juntamos aos nossos pares para a atacar, não raras vezes de forma ilegítima e sempre por procuração, então não podemos fazer negócios com tais facínoras. Não podemos ter os seus mealheiros nos nossos bancos, as suas empresas a patrocinar as nossas competições e clubes de futebol, as suas bandeiras hasteadas no centro das nossas praças financeiras. Ou podemos, e nesse caso temos que nos deixar de merdas. Or grow a pair. [Read more…]

Parem de oprimir a direita

É sempre comovente ler e ouvir os testemunhos da direita oprimida, seja pela claustrofobia democrática, sempre presente (apenas e só) quando o PSD e o CDS-PP estão na oposição, seja pelas ameaças de bofetadas que ocasionalmente lhes são dirigidas por militantes descontrolados do PS. De pouco importa se todos os dias surge um imbecil a fazer comparações imbecis, que Costa é Trump ou Catarina é Le Pen. A direita é sistematicamente oprimida, pelo que tem todo o direito a insultar quem quiser. Mas ai daquele que ouse insultar a direita, ou sugerir que um palerma qualquer merece um par de chapadas. Porrada, é sabido, e o vídeo em cima demonstra-o bem, só se tolera aos puros e castos da direita. Tal como as perseguições a entidades independentes. Por isso parem de oprimir a direita. Ninguém respeita a democracia como eles.

A grande máquina da direita radical

Leviatã

Trata-se de uma máquina bem oleada, composta pelos mais hábeis activistas da direita radical, dispõe de financiamento abundante e sem paralelo e ataca em força, numa base diária, através dos jornais e de outros pravdas online que integram a rede do ministério da propaganda do “jihadismo” financeiro ultraliberal.

O seu objectivo primordial é plantar na opinião pública a ideia de que qualquer valor ou política de esquerda é tendencialmente destrutiva e ditatorial. Que a solução para os nossos problemas reside na instauração de um regime em que a soberania do mercado, ironicamente apelidado de livre, implica a submissão da esmagadora maioria da população à ausência da regulação e à lei do mais forte. Que devemos ser passivos e obedientes para não incomodar a exploração virtuosa da era moderna. Que devemos estar dispostos a aceitar sacrifícios para que a elite que nos comanda não tenha que os fazer. [Read more…]

O Bloco e os cobardes

ANGOLA ACTIVISTS TRIAL

O Bloco de Esquerda apresentou hoje, na Assembleia da República, um voto de condenação à repressão em Angola, exigindo a libertação dos activistas detidos pelo regime opressor liderado pelo carniceiro Eduardo dos Santos. O PCP uniu-se à direita para o chumbar.

Como era de esperar, PSD e CDS-PP votaram contra a iniciativa bloquista. Não admira tendo em conta o passado de relações vassalas do anterior governo com a ditadura angolana, com tantos e tão humilhantes episódios que terminaram com o governo português curvado e de rabo para o ar, perante a hegemonia dos oligarcas de Luanda. Rui Machete que o diga! [Read more…]

The land of the free?

Who ever told you that is your enemy